NFL

Ex-técnico dos Colts, Tony Dungy nega acusações de trapaça

Tony Dungy

(Crédito: Indianapolis Colts/divulgação)

Tony Dungy, ex-técnico do Indianapolis Colts, disse que a equipe nunca trapaceou quando ele era o comandante da franquia, rebatendo as acusações feitas neste último final de semana por Deion Sanders, ex-cornerback que é membro do Hall da Fama do Futebol Americano Profissional (PFHOF).

Sanders, que atualmente é comentarista da ‘NFL Network’, fez os comentários sobre as trapaças dos Colts depois do Super Bowl LI, quando seu colega LaDainian Tomlinson afirmou que alguns podem questionar o sucesso do New England Patriots devido ao escândalo Spygate, incidente ocorrido em 2007 quando os Pats quebraram as regras filmando os sinais dos adversários de um local não autorizado.

“Esses mesmos críticos, eles disseram algo sobre as vitórias que o Indianapolis Colts teve? Você quer falar sobre isso também? Porque eles estavam pegando os sinais de todo mundo. Vamos lá, você não vai até a lateral e recebe as chamadas defensivas que eles roubaram (…) todos nós sabíamos. LT sabia. Todos na NFL sabiam. Nós apenas não deixamos os torcedores saberem. Isso era real e estava acontecendo em Indy”, declarou Sanders, na ‘NFL Network’.

Tony Dungy compareceu ao programa ‘Pro Football Talk Live’ nesta quarta-feira (8) e explicou que os Colts, como todos os outros times, roubaram sinais, mas nunca trapacearam nisso.

“Eu acho que temos que voltar lá atrás para ver o que é trapaça. As pessoas estão nos acusando de trapacear? Eu não acho que seja o caso. Roubando sinais? Você pode voltar para os anos de 1800 no beisebol, pode ir a qualquer lugar onde havia sinais sendo feitos, e as pessoas estavam olhando e tentando decifrar os sinais”, falou Dungy.

Dungy, que também é membro do Hall da Fama e liderou os Colts a uma vitória de Super Bowl, disse que o próprio Sanders provavelmente costumava ver quem estava fazendo os sinais durante sua carreira de 14 anos no futebol americano profissional.

“E foi isso que aconteceu. E você olhou para lá porque queria saber, como jogador defensivo: será que vai ter três wide receivers? Será que terá dois tight ends? Quem está no jogo? Há uma pessoa lá sinalizando e Deion Sanders e cada outro jogador defensivo iria olhar para a linha lateral ofensiva para decifrar esse sinal”, frisou o ex-técnico. “Então isso é futebol americano. E não estou certo a que Deion está se referindo, realmente (…) Isso é tudo parte do jogo, mas tem como fazer legalmente ou ilegalmente, essa é a diferença. Eu espero que Deion não esteja dizendo que fizemos algo ilegalmente. Claro que roubamos sinais quando tivemos oportunidade de fazer isso, e Deion também fez isso”, completou.

Gary Brackett, ex-middle linebacker dos Colts, falou à ‘ESPN’ norte-americana que os comentários de Sanders são “risíveis e engraçados”.

Brackett ainda acrescentou que os Patriots merecem crédito pelo sucesso que tiveram com o técnico Bill Belichick e o quarterback Tom Brady na liderança.

“As pessoas querem dizer que os Patriots são tão bons, mas que trapaceiam. Não, eles são realmente bons. Eu não necessariamente gosto deles, mas respeito toda a grandeza de New England. Nós testemunhamos a grandeza. Eles tiveram problemas antes, mas você não pode negar que eles foram lá e dominaram por bem mais de uma década”, ressaltou o ex-jogador.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top