Em bela cerimônia, Steelers aposentam camisa 75 de “Mean Joe” Greene

Quinto Quarto | 03/11/2014 - 09:46

Não estava previsto, mas foi ainda melhor. Neste domingo, o Pittsburgh Steelers venceu seu rival de divisão, o Baltimore Ravens, por 43 a 23. Para os mais saudosistas, isso foi apenas o encerramento para a bela cerimônia feita para aposentar a camisa 75, do lendário Joe Greene, ou “Mean Joe” Greene.

Greene foi draftado em 1969 pelos Steelers, depois de três anos na Universidade de North Texas. Do fim da década de 60 até 1981, o ano de sua aposentadoria, “Mean Joe” foi um dos principais jogadores das Liga e fundamental nos quatro Super Bowls (IX, X, XIII e XIV) vencidos pelos Steelers.

O apelido não era a toa. Greene era intenso, atlético e extremamente competitivo. Junto com L.C. Greenwood, Ernie Holmes e Dwight White, ele formou a “Steel Curtain” (Cortina de Ferro), como ficou conhecida a linha defensiva daqueles times campeões nos anos 70. Apesar da contabilidade oficial de sacks só ter começado em 1982, extraoficialmente se considera que Greene teve 78,5 sacks em 181 jogos, além de 16 fumbles recuperados. Infelizmente, todos seus companheiros de linha já faleceram e não estavam presentes na cerimônia que aconteceu no intervalo. Outros membros da dinastia, como Franco Harris e Lynn Swann estavam no Heinz Field para homenagear o velho companheiro.

Mesmo com tantas lendas que já vestiram o uniforme da franquia, Mean Joe e sua camisa 75 foi apenas o segundo a ser homenageado dessa forma. O anterior foi Ernie Stautner (camisa 70). Com quatro anéis, 11 Pro Bowls, duas vezes eleito o defensor do ano (1972 e 1974) e membro do Hall da Fama desde 1987, não se pode dizer que não foi merecido.

Escrito por Quinto Quarto
O Quinto Quarto surgiu em março de 2012, com a página de notícias no Facebook e com o podcast veiculado na Rádio Gazeta AM 890. O site foi criado em 2013 e desde lá oferecemos o melhor da NBA, NFL e MLB, com muita opinião, textos, podcasts e vídeos