NBA

Troféu Scalabrinão de Ouro versão 2016/17: o MVP do Quinto Quarto

Scalabrinão Westbrook Giannis Curry Harden

A concorrência estava comemorando. Os antis achavam que a tradição estava morta, que o muro tinha caído, que um novo mundo surgiria. Mas o Quinto Quarto escondeu seu jogo até os últimos instantes. Depois de uma primeira edição com um sucesso inacreditável…

… O SCALABRINÃO DE OURO VIVE

Fizemos como o White Mamba: nos fizemos de desentendidos, sumimos com os resultados todos os dias – com certeza não foi por causa de uma equipe reduzida, jornadas puxadas e interesse pequeno – justamente como Brian Scalabrine fez em seus 11 anos na NBA, mas no momento que mais importa e a glória espera para recair sobre alguém, eis que surgem os gênios.

Você, o Brasil inteiro e nossos fãs ao redor do mundo já conhecem as regras. Todo dia que tem um jogo da NBA, tem um vencedor do Troféu Brian Scalabrine. Quem mais soma troféus, vencerá no fim da temporada o Scalabrinão de Ouro, que neste momento repousa na casa de Stephen Curry. Quando a temporada terminar e caso o camisa 30 não seja bi, ele vai ter que levar o troféu, de ouro maciço, até o deserto de Mojave, onde será feita uma cerimônia secreta com o novo ganhador, Brian Scalabrine em pessoa e os três sócios do Quinto Quarto.

Pactos de sangue serão feitos. Veneno de cobra será degustado. Cabras perderão suas vidas em sacrifícios sem sentido. E um novo MITO nasce disso.

Os mesmos antis que comemoravam nossa presumida queda vão colocar defeitos em nosso troféu. “Ah, mas ele premia de forma errada, porque um jogador pode ter tido uma performance sensacional mas não ter sido o melhor da noite e ele sai de mãos vazias assim como Willie Hernangomez sai toda noite”.

Para estes, falamos: cria seu site e faz um troféu com sua lenda de preferência.

Atualização (27/03): é com muita honra que anunciamos que este Scalabrinão de Ouro está decidido.

Russell Westbrook (30), James Harden (17), Anthony Davis (9), Isaiah Thomas, Damian Lillard e DeMarcus Cousins (7) LeBron James, Karl-Anthony Towns e DeMar DeRozan (6) Kawhi Leonard, Nikola Jokic, Jimmy Butler, Stephen Curry e Kevin Durant (5) Kyle Lowry (4), Bradley Beal, Hassan Whiteside e Kyrie Irving (3) Paul George, Kristaps Porzingis, Klay Thompson, John Wall e Giannis Antetokounmpo (2), Dirk Nowitzki, Jusuf Nurkic, Kevin Love, Carmelo Anthony, Marc Gasol, Al Horford, Andrew Wiggins, Devin Booker, Emmanuel Mudiay, Ty Lawson, Paul Millsap e Blake Griffin (1)


12/04 – Nikola Jokic

Jokic se firmou como uma estrela na NBA e nada mais justo que no último dia da temporada regular ele tenha se juntado a Kawhi Leonard, Kevin Durant, Stephen Curry e Jimmy Butler com cinco troféus Brian Scalabrine. E contra o Oklahoma City Thunder de Russell Westbrook.

Com Oscar Robertson na platéia, o ala-pivô entregou 29 pontos, mais 16 rebotes e ficou com 8 assistências, dando a vitoória para os Nuggets, que se despediu da temporada. Pelo menos o futuro parece ser brilhante. Calma: ainda teve 5 tocos.

11/04 – Ty Lawson

Russell Westbrook foi poupado na vitória do Thunder contra o Minnesota Timberwolves. E por isso, outro armador teve que ser o gerador de triplo-duplo da noite. E esse auxílio veio de uma fonte improvável: Sacramento.

Ty Lawson fez 22 pontos, pegou 11 rebotes e deu 12 assistências na vitória dos Kings contra o Phoenix Suns, que está em um mega tank nojento. O time californiano ainda contou com 30 pontos de Buddy Hield, um recorde de sua carreira. Já Lawson fez o primeiro triplo-duplo de sua carreira na NBA, que já dura nove temporadas e tem 551 jogos.  O final de temporada regular da NBA é uma mãe mesmo. Toma este Troféu, Ty.

10/04 – Hassan Whiteside

O pivô do Miami Heat sabia que seu time precisava de uma vitória para continuar com chances de playoffs. O rival era o líder da Conferência Leste, o Cleveland Cavaliers, mas sem LeBron James e Kyrie Irving. Assim, Whiteside decidiu que à moda NBA 1992, seria o pivô dominante.

Foram 23 pontos e 18 rebotes do jogador do Heat, na vitória na prorrogação por 124 a 121, para seu terceiro Troféu na temporada. Bradley Beal, com 33 pontos foi o segundo, mas os Pistons, rival na segunda, não tem mais nada a disputar.

09/04 – Russell Westbrook

Vários jogadores tiveram ótimas partidas. James Harden e LeBron James conseguiram triplos-duplos : 35 pontos, 11 rebotes e 15 assistências para o primeiro, 32, 16 e 10 para o segundo.  Kyrie Irving fez 45 pontos e Karl-Anthony Towns conseguiu 40 pontos e 21 rebotes.

Mas nada disso importa. Além de Russell Westbrook ter conseguido seu 42º triplo-duplo, ele fez 50 pontos, os 15 últimos de seu time e teve um momento de MVP com sua bola de três no som da sirene final muitos passos atrás da linha de três (ver neste link). Foi uma noite espetacular do já vencedor do Scalabrinão de Ouro.

08/04 – Damian Lillard

Os Blazers fizeram 101 pontos contra o Utah Jazz. Damian Lillard foi responsável por 59 deles, com mais 6 rebote, 5 assistências e nenhum turnover, completando uma atuação sensacional na vitória de seu time contra uma das melhores defesas da NBA.

Seus 59 pontos foram um recorde da história da franquia, que antes pertencia a Damon Stoudemire (54 pontos em 2005) e teve seu 27º jogo com 30 ou mais pontos na temporada, também um recorde dos Blazers. É claro que com tudo isso ele tinha que ganhar o troféu.


07/04 – Devin Booker

Quando o jogador dos Suns fez 70 pontos contra os Celtics, ele não levou o troféu porque seu time perdeu e isso é uma falha incorrigível para Brian Scalabrine e seu legado. Mas dessa vez, com os 36 pontos que ele fez contra o Thunder, ele deixou uma pequena marca em uma noite histórica, fazendo Russell Westbrook perder por 120 a 99 o jogo que marcou seu triplo-duplo em uma temporada.

Nessa temmporada horrorosa dos Suns, Booker com certeza é um ponto positivo.

06/04 – Paul Millsap

A noite de quinta foi dos pontuadores perdedores. Isaiah Thomas fez 35, mas os Celtics perderam para os Hawks. Andrew Wiggins fez 36 e pegou 8 rebotes, mas os T-Wolves perderam para os Blazers. Jeremy Lin fez 32 e perdeu…

Mas ainda sobraram alguns nomes: John Wall fez 23 pontos, mas foi contra os Knicks. Já Paul Millsap, começando do banco já que está voltando de uma lesão no joelho, entregou 26 pontos e 12 rebotes em apenas 29 minutos contra os Celtics, em uma necessária vitória para Atlanta. Troféu para ele, o primeiro da temporada.

Thomas tentou, mas Millsap conseguiu a vitória e o Troféu.

05/04 – LeBron James

Russell Westbrook teve mais uma partida sensacional, com 45 pontos, 10 assistências e 9 rebotes. Stephen Curry passou dos 40 de novo. Mas LeBron tem que ganhar porque mais uma vez mostrou que quando ele liga o interruptor para provar que é o melhor e o Leste é dele, esquece.

Os Cavaliers podiam perder a liderança do leste para os Celtics e estavam em uma mini-crise. Tristan Thompson, que tinha mais de 400 jogos seguidos jogando, foi desfalque. Ai ele vai lá e faz 36 pontos, pega 10 rebotes e dá 6 assistências no TD Garden contra um excelente rival. E mostrou quem é o Rei.

04/04 – Klay Thompson

Russell Westbrook conseguiu seu feito histórico, Paul George mostrou que aqueceu as turbinas para tentar levar os Pacers a algum lugar (35 pontos e 10 rebotes) e Anthony Davis fez mais um jogo de 40 ou mais pontos (41), mas perdeu para os Nuggets.

Só que o Troféu não vai para nenhum deles. Klay Thompson mostrou mais uma vez que quando entra no ritmo, ninguém para. Foram 41 pontos, com sete bolas de três certeiras na 12ª vitória seguida dos Warriors, contra o sempre chato Timberwolves, que adora complicar para os californianos. Não dessa vez: vitória por 121 a 107.

 

03/04 – Karl-Anthony Towns

No dia da final da NCAA, a NBA teve apenas um jogo. Portland Trail Blazers e Minnesota Timberwolves se encontraram e poderiam ferrar com a validade do Troféu Brian Scalabrine de segunda-feira, caso ninguém fosse muito bem.

Mas Karl-Anthony Towns foi muito bem. Foram 34 pontos e 12 rebotes, com 14 pontos no último quarto e uma enterrada que abriu quatro pontos de vantagem com 35 segundos faltando. No dia da final da NCAA, uma das jovens estrelas da NBA mostrou como será o futuro da liga.


02/04 – LeBron James

A noite de domingo teve quatro performances impressionantes de 40 pontos ou mais. Paul George fez 43 pontos, pegou 9 rebotes e deu 9 assistências mas perdeu para o Cleveland Cavaliers em jogo com prorrogação dupla. Russell Westbrook teve mais um triplo-duplo, com 40 pontos, 13 rebotes e 10 assistências, mas o Thunder perdeu para os Hornets.

Sobra LeBron James e Stephen Curry. O armador teve 42 pontos e 8 assistências e seu time venceu os Wizards. Mas LeBron jogou demais, com 41 pontos, 16 rebotes e mais 11 assistências e liderou os Cavs em uma vitória necessária para a moral contra os Pacers. E assim ele ganha o Troféu Brian Scalabrine.

Veja o duelo LeBron x George

01/04 – Jimmy Butler

Os Bulls parecem ter acordado para a vida e ainda tentam uma vaga nos playoffs, muito por causa da subida de produção de Rajon Rondo (25 pontos, 11 rebotes e 6 assistências) contra os Hawks e Jimmy Butler, que fez 33 pontos e com 2,1 segundos faltando, acertou dois lances livres para decidir a partida, que terminou com 106 a 104 no placar.

Foi o quinto Troféu de Butler na temporada, que deu uma caída na temporada, mas está voltando ao ritmo no momento certo. Os Bulls estão em sétimo no leste, com 37 vitórias e 39 derrotas, mesmo desempenho do Miami Heat e Indiana Pacers, oitavo e nono no Leste.

31/03 – DeMar DeRozan

DeMarcus Cousins fez 37 pontos e pegou 13 rebotes na vitória dos Pelicans contra seu ex-time, os Kings. Mas a equipe de Sacramento está no modo mega tank. Por isso DeRozan leva o troféu da sexta. O ala-armador fez 40 pontos e pegou 9 rebotes na vitória dos Raptors contra os Pacers, que lutam por vaga nos playoffs.

A produção impressionante de DeRozan importa demais porque o time está sem Lowry. O camisa 10 conquistou seu 30º jogo com 30 pontos ou mais na temporada, empatando um  recorde da franquia que tinha Vince Carter (2000/01) como único dono. E com mais seis jogos a disputar, pode ter certeza que DeRozan vai atrás do recorde isolado.

30/03 – Damian Lillard

O Houston Rockets bateu o recorde de bolas de três em uma temporada, só que não ganhou o jogo. E muito disso se deve a Lillard, que fez 31 pontos e foi o primeiro jogador da história dos Blazers a fazer 30 pontos ou mais – oito vezes – em um mês, no caso, março.

Ricky Rubio teve 33 pontos e 10 assistências, na vitória dos Timberwolves contra os Lakers. Só que o time da Califórnia está no modo full tank e por isso Lillard leva a melhor, já que bateu os Rockets, terceiro do Oeste.

Lillard é demais para lidar.

29/03 – Russell Westbrook

Quem disse que Westbrook ia parar? Dwight Howard tentou seu primeiro Scalabrine  na temporada, com 22 pontos e 20 rebotes. Mas o armador do Thunder fez 57 pontos, pegou 13 rebotes e ainda deu 11 assistências na vitória seu time na prorrogação. Ele é impossível.

 

28/03 – Stephen Curry

Depois de ver Russell Westbrook vencer o Scalabrinão de Ouro 2016/17, Curry ficou com inveja e lembrou seus tempos de rei do Troféu, que o fez vencer o Scalabrinão de 2015/16. O camisa 30 dos Warriors fez 32 pontos, pegou 10 rebotes e deu 7 assistências, vencendo o duelo contra James Harden e o Houston Rockets.  Jusuf Nurkic com 33 pontos e 16 rebotes contra seu ex-time, os Nuggets, foi vice por pouco.

Curry não tem uma grande temporada individual, conquistando apenas seu quinto Troféu. Mas os Warriors seguem vencendo (60º triunfo nesta terça) e o time, mesmo sem Kevin Durant, está crescendo na hora certa.

27/03 – Russell Westbrook

Russell voltou da cerimônia de entrega do Scalabrinão de Ouro mas continuou comemorando. Com o Thunder perdendo por 13 pontos, ele liderou uma reação da equipe, com 14 pontos seguidos e mesmo marcado pelo bom Wesley Matthews, ele acertou o arremesso decisivo com sete segundos no relógio para fazer sua equipe vencer os Mavericks por 94 a 93.

E isso que Mark Cuban disse que ele não é uma superestrela. Os 37 pontos, 13 rebotes e 10 assistências para o 37º triplo-duplo na temporada dizem o contrário.

 

26/03 – Anthony Davis

Russell Westbrook teve mais um triplo-duplo (36º na temporada), mas o Thunder perdeu para os Rockets e por isso o camisa 0 não ganhou o Troféu Brian Scalabrine do domingo. Mas Westbrook não está muito triste porque ele assegurou matematicamente o Scalabrinão de Ouro e logo após a partida embarcou no jatinho do Quinto Quarto para a cerimônia descrita acima.

Com isso, o troféu vai para Anthony Davis, terceiro na lista de herdeiros de Scalabrine nesta temporada. Com 31 pontos e mais 15 rebotes, o monocelha foi o destaque dos Pelicans na vitória em Denver contra os Nuggets. E assim conquistou seu nono troféu em 2016/17.

25/03 – John Wall

Wall foi até a Quicken Loans Arena mostrar que ele e seus Wizards não são qualquer coisa descartável. Com uma performance ofensiva sensacional, Washington fez 71 pontos nos dois primeiros quartos e 127 na partida, com o armador liderando o time na bela vitória por 127 a 115.

John Wall fez 37 pontos, começando com tudo: foram 18 pontos no primeiro quarto e como sempre incluindo os companheiros, com 11 assistências no duelo.

24/03 – James Harden

Sim, eu sei que Devin Booker fez 70 pontos no TD Garden, contra o Boston Celtics. Mas você já deve saber que não premiamos perdedores e os Suns foram derrotados por 130 a 120. Desculpa, não dá para homenagear Brian Scalabrine e dar para alguém que perde o jogo.

Por isso hoje o homenageado de hoje é James Harden, que teve mais uma partida sensacional: 38 pontos, 17 assistências e mais 7 rebotes contra o Rockets por 117 a 107 os Pelicans. E mesmo só podendo empatar com Russell Westbrook, o camisa 13 segue tentando o Scalabrinão de Ouro.

23/03 – DeMar DeRozan

Os Raptors chegaram a ficar 15 pontos atrás do Miami Heat na partida desta quinta. Mas quem tem DeRozan tem muito e os canadenses viram seu camisa 10 ter seu segundo jogo seguido com 40 ou mais pontos, sem precisar de 38 arremessos como foi contra os Bulls no seu penúltimo jogo.

DeRozan acertou 14 de seus 25 arremessos e foi para a linha de lance livre 13 vezes, acertando 12, provando que sua agressividade dá resultados, como você pode ver no vídeo abaixo.  E assim seu time venceu por 101 a 84.

 

 

22/03 – Russell Westbrook

Rudy Gobert fez 35 pontos, pegou 13 rebotes e simplesmente dominou os Knicks. Mas em uma quarta-feira barra-pesada na concorrência, ele não venceu o troféu Brian Scalabrine. Quem venceu foi mais uma vez Russell Westbrook. Poucas coisas podem bater um triplo-duplo perfeito.

Mas perfeito por quê? Simples. Foram 18 pontos, 11 rebotes e 14 assistências na vitória do Thunder contra o Philadelphia 76ers, o que não parece tão perfeito assim. Mas Westbrook fez isso sem errar nenhum de seus seis arremessos de quadra e nenhum de seus seis lances livres. Ou seja, se ele atirou para a cesta, foi lá dentro.

 

21/03 – DeMarcus Cousins

Cousins teve um começo complicado nos Pelicans, mas na noite de terça-feira ele mostrou todo seu talento novamente. O pivô teve 41 pontos e ainda pegou 17 rebotes contra o sempre chato Memphis Grizzlies, fazendo seu time vencer por 95 a 82.

E ele fez de tudo um pouco. Foram cinco bolas de três, empatando o recorde de sua carreira em um jogo, três tocos na defesa e como sempre a tensão de ser ejetado, com cinco faltas, a uma apenas de não poder mais jogar. New Orleans teve a experiência Boogie Cousins completa.

20/03 – James Harden

Já tinha dito que Harden ainda não desistiu de vencer o Scalabrinão de Ouro. E ele provou isso nesta segunda-feira contra o Denver Nuggets. Ele ficou perto do triplo-duplo com 39 pontos, 11 assistências e 7 rebotes, mas esses três rebotes não importam nada quando você  decide a partida.

Com poucos segundos no relógio, Harden pegou a bola e foi de costa a costa para uma bandeja, fazendo seu time passar um ponto à frente com 2,4 segundos faltando e com o erro dos Nuggets no fim, vencer por 125 a 124. É óbvio que ele mereceu o Troféu Brian Scalabrine.

Veja sua destruição contra Denver abaixo

19/03 – Damian Lillard

Fãs de Kyrie Irving vao ficar bravos comigo. Mas calma. Sim, o camisa 2 fez 46 pontos na vitória dos Cavaliers contra os Lakers. Mas foi contra os Lakers. E no mesmo jogo que D’Angelo Russell fez 40 pontos e ambas as equipes somaram 245.

Você não pode me culpar por escolher Damian Lillard, que fez 49 pontos na vitória dos Blazers contra o chato Miami Heat na Flórida. Foram nove bolas de três e 16 pontos nos últimos 8 minutos, período no qual o time abriu a vantagem e ganhou o jogo que finaliza uma sequência de cinco jogos fora de casa.

Fui justo?

 

18/03 – James Harden

Os dois candidatos a MVP e o primeiro x segundo no Scalabrinão de Ouro entraram em quadra no sábado com vontade de vencer pelos seus times mas também nos prêmios individuais. Westbrook conseguiu 28 pontos, 8 rebotes e 10 assistências na vitória do Thunder contra o Sacramento Kings.

Mas Harden bateu com folga. Além de ter completado o triplo-duplo de 40 pontos, 10 rebotes e 10 assistências, foi contra o mais difícil Denver Nuggets e fora de casa. Harden não quer deixar Westbrook ganhar o Scalabrinão de Ouro, mas vai ter que operar um milagre (26 a 15 no momento). Neste sábado, um pouquinho do milagre já rolou.

17/03 – Hassan Whiteside

A sexta, como sempre, teve vários jogos, e algumas performances incríveis. James Harden teve um triplo-duplo obeso com 41 pontos, 14 rebotes e 11 assistências e Karl-Anthony Towns com 31 pontos e 11 rebotes. Mas ambos perderam seus jogos.

John Wall deu 20 assistências, mas completou com 14 pontos e foi contra o fraco Chicago Bulls. Nikola Vucevic teve 18 pontos e 17 rebotes contra o Phoenix Suns… um, ok. Mas o vitorioso tem que ser Whiteside, que com 23 pontos, com incríveis 10 arremessos certos em 11 tentados, e mais 14 rebotes fez o Miami Heat seguir forte na busca por uma vaga nos playoffs, mostrando mais uma vez que é um dos pivôs dominantes da NBA.

 

16/03 – Russell Westbrook

Klay Thompson fez 21 pontos no primeiro quarto da vitória dos Warriors contra o Magic. Mas como o triunfo veio fácil, todos os Warriors tiraram o pé do acelerador. E sabe quem nunca tira o pé do acelerador? Sim, ele mesmo.

Foi o quarto triplo-duplo seguido de Westbrook, que como sabia que as assistências era o item mais provável que ficasse abaixo dos 10 de média por jogo, começou a passar ainda mais. E com 16 delas, mais 24 pontos e 10 rebotes, liderou o Thunder na vitória no Canadá, contra os Raptors, por 123 a 102

15/03 – Damian Lillard

Paul George fez 39 pontos, mas eles vieram na vitória fácil do Indiana Pacers contra os Hornets. Já Damian Lillard precisou de cada um de seus 36 pontos contra o San Antonio Spurs, no Texas, para bater a escola de basquete Gregg Popovich por 110 a 106.

Lillard fez 30 ou mais pontos em 6 de seus últimos 11 jogos e parece que está determinado a levar os Blazers para os playoffs. E Kawhi Leonard, com 34 pontos, não conseguiu evitar nesta quarta essa força da natureza.

14/03 – Russell Westbrook

O virtual campeão desta bagaça teve a concorrência de Draymond Green na noite de terça-feira. O camisa 23 dos Warriors fez de tudo – 20 pontos, oito rebotes, oito assistências e seis tocos – na necessária e apertada vitória contra os 76ers.

Mas Westbrook mais uma vez fez chover pelo Thunder. Dizer que ele fez um triplo-duplo quase perdeu o peso. Mas precisando de assistências para conseguir a proeza de um triplo-duplo na temporada, o camisa 0 deu 19 na vitória contra os Nets. Com mais 25 pontos e 12 rebotes, ele agora tem enormes chances de conseguir o feito que só Oscar Robertson conseguir. E nós estamos presenciando essa loucura.

13/03 – Karl-Anthony Towns

No dia que os Spurs empataram o número de vitórias dos Warriors, Kawhi Leonard fez 31 pontos contra os Hawks. Mas o quieto camisa 2 acabou tendo seu lanche roubado por Towns. O ala-pivô e futuro MVP da liga fez 39 pontos e pegou 13 rebotes na vitória dos Timberwolves contra os Wizards, com 17 unidades só no último quarto.

Ajudou também que o espanhol Ricky Rubio foi procurar um basquete que não jogava há anos no fundo de sua alma e deu 19 assistências, completando com 22 pontos. E assim os T-Wolves ainda querem a última vaga do Oeste. O time está 3,5 vitórias atrás do Denver Nuggets, oitavo na Conferência

12/03 – James Harden

Harden teve um jogo em rede nacional para provar que pode ser mesmo o MVP. E ele provou com sobras: um triplo-duplo de 38 pontos, 10 rebotes e 11 assistências, uma vitória de seu Houston Rockets contra o Cleveland Cavaliers de LeBron James e uma performance importante nos momentos decisivos, seja passando ou fazendo cestas.

Foi o décimo-sexto triplo-duplo de Harden na temporada e 31º jogo com pelo menos 30 pontos em 2016/17. Ele ainda está longe de Russell Westbrook no Scalabrinão de Ouro (24 a 14), mas o MVP da NBA, menos importante, pode ser dele.

11/03 – Anthony Davis

Westbrook sempre é um concorrente duro de ser batido e com mais um triplo-duplo – 33 pontos, 11 rebotes e 14 assistências contra o Utah Jazz – parecia que ele levaria mais um troféu Brian Scalabrine. Mas Anthony Davis e sua monocelha disseram na na ni na não.

Na vitória dos Pelicans contra o Charlotte Hornets, fora de casa e na prorrogação, o ala-pivô pegou 21 rebotes e fez 46 pontos em um duplo-duplo que passa do gordo e chega no obeso.

E isso no dia de seu aniversário de 24 anos. Parabéns para ele.

10/03 – Bradley Beal

Beal está mostrando todo seu repertório para a NBA e justificando o contrato mastodôntico que recebeu na offseason. Nesta sexta, o ala-armador fez 38 pontos e ainda pegou 10 rebotes na vitória dos Wizards contra os Kings na prorrogação.

Ok, os Kings estão em uma dragada danada, mas 38 pontos, 21 deles no último quarto e prorrogação, é digno de troféu.

09/03 – Russell Westbrook

Sim, fãs de Jusuf Nurkic, eu sei que ele fez 28 pontos, pegou 20 rebotes e deu oito assistências. Mas foi contra o Philadelphia 76ers e ainda teve uma prorrogação para ajudar. Já Westbrook conseguiu seu 31º triplo-duplo NA TEMPORADA, um número simplesmente absurdo, empatando com WIlt Chamberlain na segunda colocação na lista de maior número de triplos-duplos em uma temporada.

Veja um mix com o triplo-duplo 31 de Wilt em 1967/68 e Westbrook em 16/17

E foi contra o San Antonio Spurs. Tudo bem, sem Kawhi Leonard no último período, depois que ele levou uma pancada na cabeça. Mas isso não tira o mérito de 23 pontos, 13 rebotes e 13 assistências na vitória do Thunder.  É o 24º troféu Brian Scalabrine da temporada para ele. Parece que o Scalabrinão de Ouro vai para OKC.

08/03 – Giannis Antetokounmpo

Giannis pode estar na foto de capa, mas ele não apareceu muitas vezes no post. O coitado do Greek Freak está fazendo uma temporada sensacional, mas sempre que ele tem uma performance digna de Troféu Brian Scalabrine, vem um furacão de OKC ou um barbudo de Houston ferrar tudo.

Não nesta quarta-feira. A rodada cheia de jogos não foi suficiente para alguém roubar o título do jogador dos Bucks. Elfrid Payton, com 22 pontos, 14 rebotes e 14 assistências na vitória do Magic contra os Bulls chegou perto. O grego fez 34 pontos, pegou 13 rebotes e ainda deu 7 assistências na vitória contra os Knicks. Troféu para ele, segundo em 2016/17.

 

07/03 – Dirk Nowitzki

Esta terça-feira é um exemplo perfeito de como ganhar um troféu Brian Scalabrine é difícil e notável. Além de você precisar estar na NBA, o que só 0,00001% dos jogadores de basquete estão, você precisa se destacar no seu time, destacar mais que todos os outros jogadores dos outros times que jogam no dia e….

Russell Westbrook fez tudo isso. Com 58 pontos e ainda 9 assistências de brinde, ele foi o tufão habitual em uma quadra de basquete. Mas faltou uma coisa: seu time não ganhou: 126 a 121 para os Blazers. E o troféu não vai para perdedores. Já Dirk Nowitzki teve 25 pontos, chegando a 30 mil na carreira, e ainda pegou 11 rebotes. E ganhou o jogo contra os Lakers.

Dirk é quase um Brian. Na NBA de hoje, isso é suficiente.

06/03 – Kawhi Leonard

Quando Mark Cuban coloca Kawhi Leonard em sua disputa de MVP, ele está longe de estar errado. Na noite de segunda-feira, o camisa 2 dos Spurs fez chover. Com 39 pontos, ele ofensivamente se igualou a James Harden, que fez o mesmo número de pontos, na vitória de San Antonio contra Houston por 112 a 110.

Veja a bola decisiva de três de Kawhi Leonard, faltando 25 segundos para o fim da partida

Só que o jogador do time texano ainda defende como um segurança de casa adulta. Com 18,9 segundos faltando, Leonard deu um toco em uma tentativa de bandeja de Harden para basicamente dar a vitória a seu time, logo depois de uma bola de 3 sua ter colocado os Spurs à frente por dois pontos (110 a 108). Foram 17 pontos só no último quarto contra 4 do oponente barbudo. Isso se chama dominância. E isso significa “merecedor do Troféu Brian Scalabrine”.

Veja o toco de Kawhi

05/03- Paul George

O domingão da NBA teve várias performances interessantes. Rudy Gobert, 16 pontos e 24 rebotes, na vitória do Jazz contra os Kings na prorrogação. Anthony Davis com 31 pontos e 9 rebotes na vitória dos Pelicans contra os Lakers. Stephen Curry com 31 pontos, 8 rebotes e 6 assistências contra os Knicks na vitória dos Warriors. Bradley Beal, 32 pontos na vitória dos Wizards contra o Magic.

Paul George também conseguiu mais de 30 pontos (34), com 24 no primeiro tempo e mais 10 no terceiro quarto, tendo acertado 6 bolas de 3 das 7 tentadas, mantendo seu time no jogo. No último ele foi mal, mas na bola decisiva, com o Indiana Pacers perdendo de 2 pontos, fora de casa contra o Atlanta Hawks, ele foi até a “sujeira”, próximo da cesta, e tirou um passe para a linha de 3, que abriu a defesa. A bola, depois de mais uma assistência, chegou para o livre Glenn Robinson II fazer a bola matadora, da vitória.

Como Brian Scalabrine ensinou, há mais de um jeito de dar a vitória a seu time. George fez com um passe. Scal fazia com seu sentado no banco, com seu carisma único.

 

04/03 – James Harden

Harden não acha que o Scalabrinão está decidido. O camisa 13 do Houston Rockets teve mais uma performance sensacional, com 33 pontos, 7 rebotes e 11 assistências na vitória de seu time contra o Memphis Grizzlies. Até defesa o monstro jogou.


Kawhi Leonard tentou tirar esse título, com 34 pontos e 10 rebotes, mas ele jogou uma prorrogação e foi contra os mais fracos Timberwolves. Nem adianta reclamar, torcedores dos Spurs!

03/03 – Kyrie Irving

Russell Westbrook teve seu quarto jogo com 40 ou mais pontos, botando  48 pontos, 17 rebotes e 9 assistências na cabeça dos Suns. Só que eles reagiram e venceram a partida. E Scalabrine não pode aprovar isso. O que ele pode aprovar são os 43 pontos e 9 assistências de Kyrie Irving na vitória dos Cavaliers contra o Atlanta Hawks.

 

E ainda foi noite de recorde histórico da NBA, com os Cavs acertando 25 bolas de três na partida.

02/03 – Jusuf Nurkic

Jimmy Butler foi muito bem contra os Warriors, com 22 pontos. Mas Nurkic foi a principal razão para os Blazers vencerem o Oklahoma City Thunder. Ele teve um jogo completo: 18 pontos, 12 rebotes, 6 assistências e mais 5 tocos.

01/03 – Isaiah Thomas

Anthony Davis teve uma grande exibição na vitória dos Pelicans contra os Pistons. Kawhi Leonard (31 pontos, 10 rebotes, bola da vitória dos Spurs contra os Pacers), Karl-Anthony Towns (21 pontos e 15 rebotes, vitória dos T-Wolves contra o Jazz por 107 a 80), Nikola Jokic (13 pontos, 14 rebotes e 10 assistências, batendo o Milwaukee Bucks) também mandaram bem demais. E quem viu o jogo dos Celtics contra os Cavaliers, um aperitivo de playoffs, viu o baixinho carregar o ataque de sua equipe na vitória por 103 a 99.

E exemplos não faltam no vídeo abaixo.

28/02 – Russell Westbrook

O Utah Jazz tem uma das melhores defesas da NBA. Isso importa para Russy? Obviamente que não. Foram 43 pontos, 11 rebotes e 10 assistências nos pobres jogadores da franquia de Salt Lake City. Westbrook está imparável.

27/02 – Karl-Anthony Towns

A temporada não está fácil para o Minnesota Timberwolves, mas Towns continua crescendo a olhos vistos. Na quadra, obviamente, já que em altura não dá mais. Foram 29 pontos e 17 rebotes contra o Sacramento Kings na Califórnia, seu quarto troféu em 2016/17.

26/02 – Russell Westbrook

Blake Griffin teve um jogo de 43 pontos e 10 rebotes, mas jogou mais minutos por causa da prorrogação da vitória dos Clippers contra os Hornets. Já Westbrook teve 41 pontos, mais 11 rebotes e 11 assistências nos 48 minutos regulamentares e fez o Thunder bater os Pelicans, com Anthony Davis tentando evitar isso ao máximo (38 pontos e 7 rebotes)

25/02 – Carmelo Anthony

Melo até foi para o All-Star Game depois que Kevin Love se machucou, mas sua temporada está de chorar. Em meio a uma guerra nos Knicks, o camisa 7 conseguiu um sensacional jogo contra os 76ers, com 37 pontos, seis rebotes e a bola do jogo em suas mãos: e ele deu a vitória por um ponto ao seu time, que não deve ser o mesmo por muito tempo.

24/02 – DeMar DeRozan

Westbrook teve um jogo de 17 pontos, 18 rebotes e 17 assistências contra os Lakers. Mas DeRozan, contra o arquirrival dos Lakers, teve um adversário mais difícil e uma chuva de pontos. Foram 43 pontos, assumindo o papel de monstro da equipe com Kyle Lowry não estando a seu lado. Troféu para o camisa 10.

23/02 – Stephen Curry

O armador do Golden State Warriors foi o destaque na vitória por 123 a 113 sobre o Los Angeles Clippers e saiu da ORACLE Arena com 35 pontos, 7 rebotes e 5 assistências, além de 4 roubadas de bola. Curry marcou 17 de seus pontos no terceiro quarto.

20/02 a 22/02 – Não teve jogo

19/02 – All-Star Game

17/02 e 18/02 – All-Star Weekend

16/02 – Jimmy Butler

O ala do Chicago Bulls foi decisivo na vitória por 104 a 103 sobre o Boston Celtics e fechou a partida com 29 pontos, 4 rebotes e 7 assistências. Butler acertou dois lances livres com 0,9s remanescentes para garantir o triunfo da franquia de Illinois.

15/02 – Russell Westbrook

O armador do Oklahoma City Thunder anotou mais um triple-double na vitória por 116 a 105 sobre o New York Knicks e terminou o duelo com 38 pontos, 14 rebotes e 12 assistências na conta. O camisa 0 também roubou 3 bolas.

14/02 – DeMarcus Cousins

O ala-pivô do Sacramento Kings brilhou muito durante a vitória por 97 a 96 sobre o Los Angeles Lakers e foi o responsável por um double-double de 40 pontos e 12 rebotes. O camisa 15 também distribuiu 8 assistências e fez 2 roubadas de bola.

13/02 – Nikola Jokic

No surpreendente triunfo por 132 a 110 do Denver Nuggets sobre o Golden State Warriors, o ala-pivô do time do Colorado anotou o segundo triple-double de sua carreira e saiu de quadra com 17 pontos, 21 rebotes e 12 assistências, além de ter feito 2 roubadas de bola.

12/02 – DeMarcus Cousins

Na vitória por 105 a 99 sobre o New Orleans Pelicans, o ala-pivô foi o principal nome do Sacramento Kings e encerrou o jogo com double-double de 28 pontos e 14 rebotes, além de 7 assistências e 2 roubadas de bola.

11/02 – Kevin Durant

O ala astro do Golden State Warriors foi muito bem na vitória por 130 a 114 sobre o Oklahoma City Thunder, seu ex-time, saindo da Chesapeake Energy Arena com 34 pontos, 9 rebotes e 3 assistências.

10/02 – Anthony Davis

O ala-pivô comandou o New Orleans Pelicans na vitória por 122 a 106 sobre o Minnesota Timberwolves e encerrou a partida com double-double de 42 pontos e 13 rebotes, além de ter dado 2 assistências.

09/02 – Russell Westbrook

O armador do Oklahoma Ciy Thunder foi o astro na vitória por 118 a 109 sobre o Cleveland Cavaliers e anotou um triple-double de 29 pontos, 12 rebotes e 11 assistências, além de ter roubado 4 bolas. Foi o seu 26º triplo-duplo da temporada.

08/02 – Karl-Anthony Towns

Na vitória do Minnesota Timberwolves sobre o Toronto Raptors pelo placar de 112 a 109, o pivô Karl-Anthony Towns comandou as ações da equipe vencedora e encerrou o embate com double-double de 29 pontos e 14 rebotes, além de ter dado 2 tocos.

07/02 – James Harden

O ala-armador do Houston Rockets foi o destaque do time no triunfo por 128 a 104 sobre o Orlando Magic e encerrou o confronto com double-double de 25 pontos e 13 assistências, além de 6 rebotes apanhados.

06/02 – LeBron James

O ala do Cleveland Cavaliers foi o grande destaque da vitória por 140 a 135 sobre o Washington Wizards, na prorrogação, e fechou com double-double de 32 pontos e 17 assistências, além de ter apanhado 7 rebotes. LeBron chegou a ser ejetado por estourar o limite de faltas logo no começo da prorrogação, mas nem isso ofuscou sua bela apresentação.

05/02 – Russell Westbrook

O armador do Oklahoma City Thunder chamou a responsabilidade durante a vitória por 105 a 99 sobre o Portland Trail Blazers e ajudou sua equipe com 42 pontos, 4 rebotes e 8 assistências. Westbrook marcou 19 pontos no último quarto de partida.

04/02 – DeMarcus Cousins

O ala-pivô do Sacramento Kings fez uma apresentação de gala na vitória suada de sua equipe sobre o Golden State Warriors por 109 a 106 e saiu do Golden 1 Center com double-double de 32 pontos e 12 rebotes, além de 8 assistências e 2 roubadas de bola. Cousins marcou 6 de seus 32 pontos na prorrogação.

03/02 – Russell Westbrook

Na vitória em casa por 114 a 102 sobre o Memphis Grizzlies, o armador do Oklahoma City Thunder foi o melhor em quadra com sobras e terminou o embate com um triple-double de 38 pontos, 13 rebotes e 12 assistências, além de ter feito 3 roubadas de bola. O camisa 0 foi preciso em cinco de sete tiros de três pontos.

02/02 – Dwight Howard

Na apertada vitória fora de casa por 113 a 108 sobre o Houston Rockets, o pivô do Atlanta Hawks teve uma atuação muito consistente e saiu de quadra com double-double de 24 pontos e 23 rebotes, além de ter dado 3 assistências e 2 tocos. O camisa 8 acertou 11 de 13 arremessos de quadra.

01/02 – Isaiah Thomas

O armador do Boston Celtics teve papel fundamental na vitória de seu time por 109 a 104 sobre o Toronto Raptors e foi o responsável por 44 pontos, 4 rebotes e 7 assistências da equipe de Massachusetts.

31/01 Kawhi Leonard

O ala foi fundamental na vitória do San Antonio Spurs sobre o Oklahoma City Thunder por 108 a 94. Durante os quatro quartos, Kawhi Leonard foi dominante, marcando 36 pontos, pegando oito rebotes e fazendo quatro assistências.

30/01 Mike Conley

Mike Conley foi um dos principais personagens da vitória do Memphis Grizzlies por 115 a 96 sobre o Phoenix Suns, anotando 38 pontos, dando nove assistências e pegando seis rebotes. Ele levou a melhor sobre DeMarcus Cousins (46 pontos e 15 rebotes), porque os Kings perderam.

29/01 –  Paul Millsap

Paul Millsap teve uma noite brilhante e ajudou o Atlanta Hawks a vencer o New York Knicks por 142 a 139 na prorrogação. O ala-pivô marcou 37 pontos, pegou 19 rebotes e ainda deu sete assistências na partida. A prorrogação pode ter dado uma inflada, mas quero ver você fazer isso em uma quadra da NBA então, espertão.

28/01 – DeMarcus Cousins

Os Kings conseguiram uma grande vitória sobre os Hornets por 109 a 106 e grande parte disso foi por causa do ala-pivô DeMarcus Cousins, que fez 35 pontos, pegou 18 rebotes e fez quatro assistências durante a partida.

27/01 – James Harden

James Harden mostrou porque é o ‘barba do capeta’ na vitória do Houston Rockets sobre o Philadelphia 76ers. O ala-armador fez incríveis 51 pontos, deu 13 assistências e pegou 13 rebotes, ficando com um triple-double mais do que gordo.

26/01 – Russell Westbrook

Estrela solitária do Thunder, Russell Westbrook brilhou para ajudar a franquia de Oklahoma a vencer o Dallas Mavericks por 109 a 98. O armador fez 45 pontos, pegou oito rebotes e ainda deu três assistências.

25/01 – Isaiah Thomas

Em uma grande partida entre Boston Celtics e Houston Rockets, que terminou com vitória do time de Massachusetts por 120 a 109, Isaiah Thomas foi o cara da partida, fazendo 38 pontos e fazendo nove assistências.

24/01 – Nikola Jokic

O Denver Nuggets venceu o Utah Jazz por 103 a 93 e contou com uma grande atuação de Nikola Jokic, que ficou com um double-double. O moderno pivô fez 23 pontos e teve 11 rebotes na partida.

23/01 – Russell Westbrook

Com incríveis 38 pontos, 11 rebotes e 10 assistências, o camisa 0 levou a melhor sobre Kyrie Irving (49 pontos) após sua equipe venceu o Jazz por 97 a 95 e os Cavs saírem derrotados no jogo contra os Pelicans. Nada de perdedores no Troféu Brian Scalabrine.

22/01 – Eric Bledsoe

O Phoenix Suns conseguiu uma boa vitória por 115 a 103 sobre o Toronto Raptors após Eric Bledsoe conseguir um duplo-duplo, com 40 pontos e 13 assistências, além de seis rebotes. Ele, mais veterano, e o jovem Devin Booker sabem o que fazem juntos e podem ser pilares para o futuro

21/01 – James Harden

O Houston Rockets teve uma vitória dominante sobre os Grizzlies após James Harden marcar 29 pontos e ter dez assistências. Ele levou a melhor sobre Kawhi Leonard (41 pontos), que contou com a prorrogação para turbinar os seus números.

20/01 – Kevin Durant

Kevin Durant provou o motivo dele ter sido contratado na vitória os Warriors sobre os Rockets por 125 a 108. O ala fez incríveis 32 pontos, teve sete assistências e ainda conseguiu ter quatro rebotes.

19/01 – Karl-Anthony Towns

O jovem jogador brilhou na vitória apertada do Minnesota Timberwolves sobre os Clippers por 104 a 101. Towns ficou com um double-double após marcar 37 pontos e pegar 12 rebotes. Ele também deu cinco assistências.

18/01 – Kevin Durant

Kevin Durant não tremeu no confronto contra a sua ex-equipe em território agora inimigo e ajudou, e muito, os Warriors a vencerem o Thunder por 121 a 100. O ala marcou 40 pontos e pegou 12 rebotes, ficando com um double-double. Nem a cara feia de Russell Westbrook impediu ele

17/01 – DeMar DeRozan

Em uma boa vitória do Toronto Raptors por 119 a 109 sobre os Nets, o cara da partida foi DeMar DeRozan. O ala-armador fez 36 pontos, pegou 11 rebotes e também conseguiu dar seis assistências. Pontuar é com ele mesmo

16/01 – Nikola Jokic

O big men mais uma vez foi fundamental na vitória do Denver Nuggets, dessa vez por 125 a 112 sobre o Orlando Magic. Jokic terminou a partida com 30 pontos, 11 rebotes e ainda assistiu cinco vezes os companheiros para marcar.

15/01 – Russell Westbrook

O Oklahoma City Thunder venceu os Kings por 122 a 118 muito por causa de Russell Westbrook, que mais uma vez terminou com um triple-double. O armador fez 36 pontos, pegou 11 rebotes e deu 10 assistências na partida.

14/01 – Devin Booker

Se o Phoenix Suns conseguiu a vitória apertada sobre o San Antonio Spurs por 108 a 105 foi por causa de Devin Brooker. O armador brilhou e marcou 39 pontos, mostrando mais uma vez que na pífia campanha dos Suns, ele é um ponto mais do que positivo

13/01 – Karl-Anthony Towns

Karl-Anthony Towns jogou muito na vitória dos Timberwolves por 96 a 86 sobre o Thunder. O pivô teve um double-double, marcando 29 pontos e pegando incríveis 17 rebotes.

12/01 – Tyreke Evans

Na vitória do New Orleans Pelicans sobre o Brooklyn Nets por 104 a 95, o grande destaque foi Tyreke Evans. O ala-armador saiu da partida com 29 pontos, quatro rebotes e três assistências.

11/01- Isaiah Thomas

Isaiah Thomas foi o grande destaque na vitória dos Celtics sobre os Wizards por 117 a 108. O armador conseguiu superar Bradley Beal (35 pontos), terminando o jogo com 38 pontos, cinco rebotes e cinco assistências.

10/01- James Harden

O ‘barba do capeta’ dominou durante a vitória por 121 a 114 do Houston Rockets sobre os Hornets. O ala-armador superou DeMar DeRozan (41 pontos e 13 rebotes) como destaque do Quinto Quarto após terminar a partida com um triple-double (40 pontos, 15 rebotes e 10 assistências).

09/01 – Anthony Davis

Com 40 pontos, 18 rebotes e duas assistências, o ala-pivô Anthony Davis foi o grande destaque na vitória do New Orleans Pelicans por 110 a 96 sobre o New York Knicks.

08/01 – James Harden

O Houston Rockets conseguiu uma grande vitória sobre o Toronto Raptors por 129 a 122 e o grande destaque foi James Harden, que fez um triple-double com 40 pontos, 10 rebotes e 11 assistências. Na mesma partida, DeMar DeRozan marcou 36 pontos.

07/01 – Russell Westbrook

Na vitória do Oklahoma City Thunder por 121 a 106 sobre o Denver Nuggets o grande destaque foi Russell Westbrook, que terminou a partida com um triple-double. O armador fez 32 pontos, pegou 17 rebotes e deu 11 assistências.

06/01 – Zach Randolph

Zach Randolph foi o grande destaque da rodada após marcar 27 pontos, pegar 11 rebotes e fazer seis assistências na vitória do Memphis Grizzlies por 128 a 119 sobre o badalado Golden State Warriors. Ele pode ser um vovô, mas ainda sabe jogar.

05/01 – Kyle Lowry

O Toronto Raptors venceu o Utah Jazz por 101 a 93 e o grande destaque foi o armador Kyle Lowry, que terminou a partida com 33 pontos, seis rebotes e cinco assistências.

04/01 – Giannis Antetokounmpo

Giannis Antetokounmpo sempre explode em uma noite quando outro jogador foi um pouquinho melhor. Mas dessa vez o grego foi o principal jogador da rodada, marcando 27 pontos e pegando 13 rebotes na vitória do Milwaukee Bucks por 105 a 104 sobre o New York Knicks.

03/01 – Isaiah Thomas

Isaiah Thomas foi dominante na vitória do Boston Celtics sobre o Utah Jazz por 115 a 104. O armador marcou 29 pontos, deu 15 assistências e ainda conseguiu pegar quatro rebotes em mais uma performance explosiva do baixinho camisa 4.

02/01 – Jimmy Butler

O Chicago Bulls venceu o Charlotte Hornets por 118 a 111 e grande parte da vitória foi por causa de Jimmy Butler. O ala-armador fez inacreditáveis 52 pontos, pegou 12 rebotes e ainda deu seis assistências. Se os Bulls quiserem trocar ele, vai ter fila para contar com seu basquete.

01/01 – Kyle Lowry

O destaque do ano novo foi Kyle Lowry, que marcou 41 pontos, pegou nove rebotes e deu sete assistências na vitória do Toronto Raptors sobre o Los Angeles Lakers por 123 a 114.

31/12 – James Harden

Giannis Antetokounmpo quis muito este troféu, com seus 35 pontos, 9 rebotes e 8 assistências na vitória do Milwaukee Bucks contra o Chicago Bulls. Mas James Harden quis se vingar de mim, do Quinto Quarto, de Isaiah Thomas e ainda do New York Knicks e fez 53 pontos (um a mais que Isaiah na noite anterior), com 16 rebotes e 17 assistências em uma das melhores performances da temporada.

Simplesmente espetacular.

30/12 – Isaiah Thomas

Os jurados do Scalabrinão de Ouro tem um fraco por jogadores que fazem tudo em quadra. Mas não dá para ignorar Isaiah Thomas na penúltima noite de 2016. O armador pegou 2 rebotes e teve uma roubada de bola na vitória do Boston Celtics contra o Miami Heat por 117 a 114. Mas compensou com 52 pontos.

Desculpa James Harden e seu triplo-duplo de 30 pontos, 13 rebotes e 10 assistências na vitória dos Rockets contra os Clippers (140 a 116). Essa é do baixinho.

29/12 – Kyrie Irving

Foi um duelo de armadores nível pistoleiros do Velho Oeste. Kyrie Irving do Cleveland Cavaliers e Isaiah Thomas do Boston Celtics duelaram ponto a ponto pela vitória. No fim, Irving levou tudo: teve um ponto a mais (32 a 31, com 5 rebotes e 12 assistências), a vitória dos Cavs (124 a 118) e ainda o troféu da noite.

28/12 – John Wall

Jimmy Butler conseguiu uma partida de 40 pontos e 10 rebotes. Só que foi contra o Brooklyn Nets, o que sempre tem que ser levado em consideração. Já Wall, no triunfo por 111 a 105 do Washington Wizards contra o Indiana Pacers, ficou a uma assistência do triplo-duplo com 36 pontos, 11 rebotes e 9 assistências. E merece, sem dúvidas, o troféu.

27/12 – Russell Westbrook

Westbrook e Harden estão em uma briga de foice. O jogador do Houston Rockets fez 34 pontos e deu 11 assistências na vitória contra o Dallas Mavericks. Mas Westbrook leva este por causa do triplo-duplo completinho, 29 pontos, 17 rebotes e 11 assistências na vitória do Oklahoma City Thunder contra o Miami Heat na Flórida (106 a 94).

26/12 – James Harden

Não faltaram atuações absurdas no dia depois do Natal. Anthony Davis teve 28 pontos e 16 rebotes. Otto Porter Jr., 32 pontos e 14 rebotes. DeMarcus Cousins, 30 pontos e 7 rebotes. Mas James Harden leva este troféu pelos 32 pontos, 12 assistências e bela vitória contra o Phoenix Suns por 131 a 115.

25/12 – LeBron James

Quando conta, o Rei aparece. O Cleveland Cavaliers estava quase morto contra o arquirrival Golden State Warriors no dia de Natal. Mas LeBron James liderou a virada nos dois lados da quadra e com 31 pontos mais 13 assistências foi uma das razões para a vitória dos Cavs por 109 a 108. Mais um arremesso clutch de Kyrie Irving também deu aquela ajuda.

24/12 – Não teve jogo (Véspera de Natal)

23/12 – Russell Westbrook

No primeiro jogo da noite, Nicolas Batum conseguiu um triplo-duplo de 20 pontos, 11 rebotes e 10 assistências, na vitória do Charlotte Hornets contra o Chicago Bulls. Russell Westbrook olhou para isso e pensou “que fofo”. No TD Garden, ele pegou o Boston Celtics para Cristo e entregou um triplo-duplo de 45 pontos, 11 rebotes e 11 assistências. Não tem como brincar com esse cara.

22/12 – Kevin Durant

Durant agora é um homem comprometido com uma equipe que divide a bola e só pela segunda vez ele leva o troféu Brian Scalabrine. Com 26 pontos, 9 rebotes e 7 assistências ele fez de tudo um pouco na vitória do Golden State Warriors contra o Brooklyn Nets.

21/12 – Russell Westbrook

Kyrie Irving tentou, com 31 pontos e 13 assistências na vitória do Cleveland Cavaliers contra os Milwaukee Antetokounmpos. Mas Westbrook queria mais um troféu para a coleção, o 11º da temporada. Foram 42 pontos, 10 rebotes e 7 assistências contra o New Orleans Pelicans, no triunfo por 121 a 110 fora de casa.

20/12 – DeMarcus Cousins

Isaiah Thomas fez 44 pontos na vitória do Boston Celtics contra o Memphis Grizzlies. E quando parecia que o troféu iria para o baixinho, aparece Cousins no último jogo da noite com 55 PONTOS e mais 14 rebotes na vitória do Sacramento Kings contra o Portland Trail Blazers por 126 a 121. Não dá nem para argumentar.

19/12 – Nikola Jokic

Russell Westbrook teve um jogo sobrenatural, com 41 pontos, 11 rebotes e 7 assistências. Mas olhando no placar final você nota que o Thunder perdeu para o Atlanta Hawks por 110 a 108 em casa. Nada de perdedores aqui. Por isso o troféu vai para Jokic, que com 27 pontos, 17 rebotes e 9 assistências mostrou toda sua qualidade na vitória por 117 a 107 contra o Dallas Mavericks.

18/12 – Bradley Beal

Beal é daqueles que quando a mão esquenta, são poucos que podem parar ele. E no Los Angeles Clippers ninguém conseguiu. O ala-armador fez 41 pontos na vitória dos Wizards por 117 a 110. E Joel Embiid, com 33 pontos e 10 rebotes, vai ter que esperar mais um pouco para ter seu primeiro troféu Brian Scalabrine.

17/12 – Russell Westbrook

22 pontos é “fácil”. 22 rebotes é muito bom. 22 assistências é espetacular. Westbrook deu 22 passes para cesta, com mais 11 rebotes e 26 pontos em uma performance sensacional que terminou com Oklahoma City Thunder vencendo o Phoenix Suns por 114 a 101. Nem Kevin Durant com 34 pontos e 11 rebotes tira essa.

16/12 – James Harden

Dwight Howard conseguiu um belo jogo de 27 pontos e 15 rebotes. Mas nem em um belo dia James Harden e seu ex, o Houston Rockets, deixam o pivô ser feliz. Na vitória por 122 a 100 dos texanos, Harden teve mais um triplo-duplo_ 29 pontos, 11 rebotes e 13 assistências.

15/12 – Anthony Davis

Giannis Antetokounmpo teve uma partida sensacional, com 30 pontos e 14 rebotes, na vitória do Milwaukee Bucks contra o Chicago Bulls. Já Damian Lillard chegou aos 40 pontos e ainda deu 10 assistências, só que os Blazers perderam para o Denver Nuggets. Eis que surge, Anthony Davis, perfeito: 35 pontos, 15 rebotes e 5 tocos. E os Pelicas venceram o Indiana Pacers. É dele.

14/12 – Hassan Whiteside

Whiteside quando está inspirado, os pivôs adversários vão saber. Contra o Indiana Pacers, o camisa 21 somou 26 pontos e assombrosos 22 rebotes, fazendo o Miami Heat, que não está nada bem na temporada, ganhar por 95 a 89.

13/12 – Kevin Love

A defesa do Memphis Grizzlies sempre é sufocante, mas Kevin Love achou seu jeito para conseguir belos números: 29 pontos e 13 rebotes na vitória dos Cavaliers por 103 a 86. Troféu para ele!

12/12 – James Harden

Tudo bem que o Brooklyn Nets é um pato morto. Mas o time de Nova York fez o Houston Rockets suar e vendeu caro a derrota, com placar final de 122 a 118. E Harden abriu a caixa de ferramentas, com 36 pontos, 8 rebotes e mais 11 assistências em mais uma atuação completa.

11/12 – Russell Westbrook

Contra o Boston Celtics, Westbrook mostrou porque ele é um dos melhores, se não o melhor agora, jogador da liga. Dominando a partida, ele entregou 37 pontos, 12 rebotes e 6 assistências contra o forte time do Massachusetts. Jogando assim a vitória vem para o Thunder: 99 a 96.

10/12 – LeBron James

O Rei, mesmo jogando muitos minutos pelos Cavaliers nesta temporada regular, gosta de jogar na segunda marcha quando não está nos playoffs. Mas contra o pobre Charlotte Hornets, ele engatou a quinta, em uma noite de 44 pontos, 9 rebotes e 10 assistências. Jesus Cristo amado…

09/12 – Kyle Lowry

Andre Drummond teve uma noite dominante pelos Pistons contra os Timberwolves, com 22 pontos e 22 rebotes em um gordíssimo duplo-duplo. Mas Lowry fez os Raptors baterem um rival direto pelo Leste, o Boston Celtics, com 34 pontos e 7 rebotes. Troféu para ele.

08/12 – Marc Gasol

O pivô espanhol há anos está jogando muito em Memphis e passando por debaixo do radar de meia liga. Não nesta quinta, quando com 36 pontos e 9 rebotes ele foi o principal responsável pela vitória por 88 a 86 dos Grizzlies em uma bela arrancada no último quarto.

07/12 – DeMarcus Cousins

06/12 – Kawhi Leonard

05/12 – Klay Thompson

04/12 – Russell Westbrook

03/12 – Isaiah Thomas

O baixinho dos Celtics pegou a defesa do Philadelphia 76ers, na casa deles, e reduziu a pó. Foram 37 pontos e mais sete assistências na pegada partida, que terminou com a vitória de Boston por 107 a 106.

02/12 – Al Horford

Horford teve que encarar DeMarcus Cousins no jogo do Boston Celtics e Sacramento Kings e isso sempre é garantia de drenagem emocional e física na defesa. Mas o pivô celta teve gasolina no tanque para atacar e com 26 pontos e 8 rebotes, ficou pau a pau com Boogie (28 e 9) e ainda venceu a partida. E o troféu Brian Scalabrine.

01/12 – James Harden

30/11 – Russell Westbrook

29/11 – Anthony Davis

28/11 – Russell Westbrook

27/11 – Kyrie Irving

26/11 – Stephen Curry

25/11 – Russell Westbrook

24/11 – Não teve jogo (Ação de Graças)

23/11 – Anthony Davis

22/11 – Kristaps Porzingis

21/11 – Bradley Beal

20/11 – Jimmy Butler

19/11 – Anthony Davis

18/11 – Anthony Davis

Foi uma briga dura entre Anthony Davis e Cousins. O jogador dos Pelicans conseguiu 38 pontos e 9 rebotes na vitória contra os Blazers. Mas Cousins, contra um time melhor, conseguiu 38, 13 rebotes e mais 7 assistências. Só que Boogie perdeu. O monocelha não. Então…

17/11 – James Harden

16/11 – Kristaps Porzingis

15/11 – LeBron James

14/11 – James Harden

13/11 – Andrew Wiggins

12/11 – Jimmy Butler

Butler não deve estar gostando muito dessa febre de triplos-duplos de James Harden e Russell Westbrook e fez o que pode para se igualar. Foi quase, mas com 37 pontos, 8 rebotes e 9 assistências, o torcedor dos Bulls não está se importando com os dois rebotes e uma assistência que faltaram na boa vitória contra os Wizards.

11/11 – DeMar DeRozan

Damian Lillard quis muito conquistar o Troféu na noite do dia 11 de novembro, com 36 pontos e 7 assistências contra o Sacramento Kings. Mas além do rival mais fraco, o jogo teve prorrogação. Já DeRozan, contra os sempre chatos Hornets e no tempo regulamentar, fez 34 pontos na vitória bem apertada por 113 a 111 fora de casa. Troféu para ele.

10/11 – Stephen Curry

Na altitude de Denver, a bola voa com mais facilidade e Curry gostou dessa ideia. Com 33 pontos e sete bolas de três, o camisa 30 liderou os Warriors na vitória contra o Denver Nuggets.

09/11 – DeMar DeRozan

Russell Westbrook quis encarar o camisa 10 dos Raptors e fez 36 pontos, com 7 rebotes e 7 assistências. Mas o ala-armador de Toronto não só fez um ponto a mais (37, 4 e 6) como ainda venceu a partida. E estamos ruivos de saber que para vencer o Troféu Scalabrine da noite, tem que ser um vencedor.

08/11 – Damian Lillard

07/11 – Stephen Curry

Vencedor do Scalabrinão de Ouro, edição I (2015/16), Curry demorou para aparecer na edição II. Mas com 46 pontos, cinco rebotes e cinco assistências contra o New Orleans Pelicans, ele inscreveu seu nome e deu o pontapé inicial

06/11 – Emmanuel Mudiay

05/11 – Blake Griffin

LeBron James teve uma excelente performance – 25 pontos, 8 rebotes e 14 assistências – mas foi contra os Sixers, que são bem piores que o San Antonio Spurs pelo último memorando que recebi. Por isso o troféu vai para Blake Griffin, que com 28 pontos mais 5 rebotes, ajudou os Clippers a baterem os texanos com gosto na casa deles (116 a 92)

04/11 – Damian Lillard

Lillard comprovou mais uma vez seu poderio ofensivo, com 42 pontos na vitória dos Blazers por 105 a 95 contra o Dallas Mavericks, no Texas. Mais importante: ele foi clutch para seu time, com 27 pontos depois do intervalo, afundando os Mavs, que agora estão 0-5 na temporada.

03/11 – Kevin Durant

02/11 – Russell Westbrook

O armador do Thunder não parece ter se importado com Chris Paul, um dos melhores armadores defensivos da liga. Com 35 pontos, 6 rebotes e cinco assistências, Westbrook simplesmente aniquilou os Clippers, na vitória de seu time por 85 a 83 em Los Angeles.

01/11- Paul George

31/10 – Kyle Lowry

30/10 – Russell Westbrook

29/10 – Damian Lillard

28/10 – Russell Westbrook

27/10 – Kawhi Leonard

26/10 – Russell Westbrook

25/10 – Kawhi Leonard

 

Comments
To Top