Essas trocas mudaram a história da NBA

Antônio Henrique Pires Collar | 04/02/2024 - 09:00

Os times da NBA interessados em realizar qualquer troca de jogador têm até a próxima quinta-feira (8) para isso. A partir das 17h00 (horário de Brasília) do dia oito, não será permitida nenhuma negociação entre as franquias até o final da temporada. As equipes que ainda quiserem se reforçar de alguma forma terão de se contentar com nomes que possam sobrar na agência livre, ou seja, sem contrato.

Este ano, algumas trocas bem importantes já foram feitas. Ainda na offseason, o Milwaukee Bucks adquiriu Damian Lillard em movimentação com o Portland Trail Blazers, e o Phoenix Suns conseguiu tirar Bradley Beal do Washington Wizards. Já com o campeonato em andamento, James Harden foi para o Los Angeles Clippers, enquanto Pascal Siakam deixou Toronto para jogar no Indiana Pacers.

Um negócio recente que deu muito certo foi do New York Knicks, que no final de dezembro se reforçou com OG Anunoby. Com o ex-jogador do Toronto Raptors, os nova-iorquinos venceram 14 dos 16 jogos disputados em janeiro, subindo para a terceira posição da Conferência Leste. Para ter o ala, os Knicks enviaram RJ Barrett e Imanuel Quickley para o Canadá.

Na história da NBA, já houve trocas que definiram o título. Algumas levaram tempo, é verdade, mas outras tiveram um impacto imediato. Relembre abaixo quatro deste século.

Quatro trocas que entraram para a história da NBA

Kawhi Leonard no Toronto Raptors

Toronto recebeu: Kawhi Leonard and Danny Green

San Antonio recebeu: DeMar DeRozan, Jakob Poeltl e uma escolha de primeira rodada no Draft de 2019

Decidido a deixar San Antonio, onde jogou por sete anos e conquistou o campeonato de 2014, Kawhi Leonard solicitou uma troca dos Spurs em 2018. O destino acabou sendo o Toronto Raptors, que abriu mão de DeMar DeRozan, um dos grandes ídolos da sua história. Leonard tinha apenas um ano de contrato garantindo, mas a diretoria via na saída de LeBron James do Cleveland Cavaliers a chance de chegar à final.

Kawhi Leonard liderou a equipe em uma campanha histórica até o título, eliminando Milwaukee Bucks, do então MVP Giannis Antetokounmpo, e superou o Golden State Warriors na decisão. Na semifinal do Leste, Kawhi acertou o arremesso decisivo no último segundo do sétimo jogo, em uma das mais marcantes cenas dos Playoffs.

Ao final da primeira e única temporada em Toronto, Leonard assinou com o Los Angeles Clippers, onde está até hoje.

Kevin Garnett no Boston Celtics

Boston recebeu: Kevin Garnett

Minnesota recebeu: Ryan Gomes, Gerald Green, Al Jefferson, Theo Ratliff, Sebastian Telfair e duas escolhas de primeira rodada no Draft de 2009

MVP da NBA em 2004, Kevin Garnett atuou entre 1995 e 2007 no Minnesota Timberwolves. Sua ida para o Boston Celtics ficou marcada pela quantidade alta de jogadores e escolhas de Drafts envolvidas, mas os celtas estavam determinados em montar o trio com o astro dos Wolves ao lado de Paul Pierce e Ray Allen.

A resposta foi imediata e logo no primeiro ano o time foi campeão ao bater o Los Angeles Lakers. A conquista marcou o fim de uma seca de 22 anos do então maior vencedor da liga. O elenco ainda chegou à decisão novamente dois anos mais tarde, novamente contra os Lakers, mas ficou com o vice-campeonato.

Shaquille O'Neal no Miami Heat

Miami recebeu: Shaquille O'Neal

Lakers recebeu: Lamar Odom, Caron Butler, Brian Grant, uma escolha de primeira rodada no Draft 2006 e outra de segunda rodada no Draft de 2007

Depois de três títulos consecutivos e quatro idas à final da NBA em cinco anos, chegou ao fim o casamento de Kobe Bryant e Shaquille O'Neal. As desavenças da principal dupla do basquete no início dos anos 2000 e uma das maiores da história eram públicas. A preferência de Jerry Buss, antigo dono da franquia, foi seguir com Kobe, sete anos mais jovem do que Shaq.

Quem tirou proveito da situação foi Pat Riley, ex-técnico de Los Angeles e então presidente de operações no Miami Heat. Foi preciso abrir mão de nomes talentosos, como Odom e Butler, mas Riley via em Dwyane Wade a chance de ser campeão enquanto O'Neal ainda estivesse em boa fase. Levou duas temporadas para isso acontecer.

Anthony Davis no Los Angeles Lakers

Lakers recebeu: Anthony Davis

New Orleans recebeu: Lonzo Ball, Brandon Ingram, Josh Hart, a 4ª escolha no Draft 2019 draft, uma escolha de primeira rodada no Draft de 2022, uma pick swap no Draft de 2023 e a uma escolha de primeira rodada no Draft de 2024

Anthony Davis tornou pública sua vontade de jogar em Los Angeles ao lado de LeBron James. Do outro lado, LeBron não escondia a vontade de ter a superestrela ao seu lado na busca pelo quarto título da carreira. Entre os dois, um jovem e promissor elenco dos Lakers, boa parte dele trocado para Nova Orleans.

À época, houve até quem defendesse que a troca era melhor para os Pelicans. O argumento não durou um ano, pois logo na primeira temporada AD e LeBron carregaram os Lakers ao seu 17º troféu. A conquista aconteceu na temporada que precisou ser interrompida por conta da Covid-19 e mais tarde finalizada em um resort da Disney, em Orlando.

Escrito por Antônio Henrique Pires Collar
Formado em jornalismo pela PUCRS e em Basketball Analytics pela Sports Management Worldwide. Com passagem de 6 anos e meio pela editoria de Esportes do jornal Zero Hora e do portal GZH, de Porto Alegre.