NBA

Warriors batem Thunder em sete jogos e encaram Cavaliers nas finais

Crédito: Instagram/reprodução

Crédito: Instagram/reprodução

Jogo 7: Golden State Warriors (4-3) 96 x 88 Oklahoma City Thunder (3-4) – segunda

O Golden State Warriors está de novo na final da NBA. Os atuais campeões confirmaram uma virada incrível contra o Oklahoma City Thunder, sendo a 11ª equipe a reverter um 3 a 1, com 36 pontos de Stephen Curry e mais 21 de Klay Thompson. O rival agora é o mesmo do ano passado: o campeão do Leste, Cleveland Cavaliers.

O Thunder, depois de uma derrota no jogo 6 que poderia ser destrutiva na parte emocional, começou o jogo 7 bem, liderando ao fim do primeiro quarto e à frente por seis no intervalo.  A vantagem chegou a 13, em plena Oracle Arena. Kevin Durant terminou com 27 pontos e Russell Westbrook teve 19 pontos, 13 assistências e 7 rebotes.

Só que se o último quarto foi um calcanhar de Aquiles a temporada inteira para o Thunder, perdendo 15 vantagens, dessa vez foi o terceiro quarto o problema. O time fez apenas 12 pontos contra 29 dos Warriors. E Curry, Thompson e Andre Iguodala, mais uma vez titular no lugar de Harrison Barnes, aproveitaram.

Klay Thompson, depois de ter feito 41 pontos, fez 21 no jogo 7, com seis bolas de três certas. E Curry terminou com 36, incluindo os três lances livres certos quando a vantagem era apenas de quatro, no fim do jogo e a bola de circo de três para sacramentar a classificação para as finais da NBA.

Agora o rival é novamente LeBron James e o Cleveland Cavaliers. A série começa no dia 2 de junho, na Oracle Arena. As 73 vitórias na temporada regular não significam tanto sem o título no fim e os Warriors sabem disso.

Jogo 6: Oklahoma City Thunder (3-3) 101 x 108 Golden State Warriors (3-3) – sábado

Com recorde de Thompson, Warriors batem Thunder e forçam jogo 7

Crédito: Instagram/reprodução

Nunca subestime o coração de um campeão. A frase do ex-treinador Rudy Tomjanovich mais uma vez se aplicou. Depois de estar 3 a 1 atrás na série e jogando mal, o Golden State Warriors renasceu das cinzas, venceu o Oklahoma City Thunder no jogo 6 e vai definir em casa esta sensacional final da Conferência Oeste.

Os Warriors ficaram atrás boa parte do jogo e chegaram no último quarto perdendo por oito na barulhenta Chesapeake Energy Arena. Mas Klay Thompson e Stephen Curry não deixaram a eliminação vir. O primeiro terminou com 41 pontos, batendo o recorde de bolas de três feitas em um jogo de pós-temporada com 11. Não só ele deixou o time dentro do jogo como ainda fez a bola que colocou os atuais campeões a frente.

Já Curry, inspirado pelo Splash Brother, também foi clutch: com uma bola de 3 faltando pouco menos de 3 minutos ele empatou o jogo e em uma infiltração e bandeja fez o time californiano liderar por cinco faltando 18s, colocando um ponto final no jogo. Foram 31 pontos, 10 rebotes e 9 assistências do atual MVP em um dos jogos mais completos de sua carreira.

A explicação para o jogo 6 está ai portanto. No último quarto, enquanto Curry e Thompson fizeram sete bolas de três em nove tentadas, Kevin Durant e Russell Westbrook, que terminaram com 29 e 28 pontos respectivamente, tiveram seis turnovers, com o armador cometendo três nos últimos 55 segundos. As bolas de três também são um bom fator para explicação: apenas 3 certas em 23 tentadas para os mandantes.

Agora os Warriors voltam para a Oracle Arena para o jogo 7, algo que parecia impossível depois de quatro jogos. O time pode ser o 11º a voltar de um déficit de 3 a 1 para vencer uma série na história da NBA. E se conseguir isso, vai repetir a final de 2015 contra o Cleveland Cavaliers. A partida decisiva será na segunda-feira.

Jogo 5: Golden State Warriors (2-3) 120 x 111 Oklahoma City Thunder (3-2) – quinta

Warriors evitam precoce eliminação e diminuem vantagem do Thunder

Crédito: Instagram/reprodução

O fã da NBA teve o consolo nesta quinta-feira que a final de Conferência entre Warriors e Thunder não vai terminar em apenas cinco jogos. Os californianos conseguiram controlar o mando de quadra e venceram o jogo 5 por 120 a 111, diminuindo a vantagem do Thunder para 3 a 2. A equipe do Oklahoma continua tendo a faca e o queijo na mão, já que uma vitória em casa no sábado faz o time voltar para a final da NBA depois de quatro anos.

Os Warriors foram com oito pontos de vantagem para o vestiário, mas logo na volta o Thunder conseguiu virar o placar e tentar roubar mais um jogo na Oracle Arena. Os principais meliantes foram, claro, Russell Westbrook (31 pontos, 8 assistências e sete rebotes no fim) e Kevin Durant (40 pontos).

Só que os Warriors conseguiram encaixar seu jogo, diferentemente de três das quatro partidas anteriores. Stephen Curry teve 31 pontos, Klay Thompson 27 e Andrew Bogut finalmente se impôs contra os quintetos “altos” do Thunder, com um duplo-duplo de 15 pontos e 14 rebotes.

Os Warriors vão tentar ser a décima equipe na história dos playoffs da NBA a voltar de um déficit de 3 a 1 . O Thunder obviamente não quer saber dessa história. Vai ser um jogaço.

Jogo 4: Oklahoma City Thunder (3-1) 118 x 94 Golden State Warriors (1-3) – terça

Thunder bate Warriors mais uma vez e fica próximo de classificação

Crédito: Instagram/reprodução

O Thunder chegou para o jogo 4 mostrado que o que tinha acontecido até aquele momento não foi um golpe de sorte. E conseguiu mais uma vitória imponente sobre o atual campeão Golden State Warriors, abrindo 3 a 1 na final do Oeste. Agora apenas uma vitória é necessária para a franquia voltar a uma final da NBA, quatro anos depois de ter perdido em cinco jogos para o Miami Heat.

O homem da partida foi Russell Westbrook. O armador foi imparável e conseguiu um triplo-duplo de 36 pontos, 11 rebotes e 11 assistências.

O Thunder logo no primeiro quarto já conseguiu abrir vantagem, chegando a liderar por 22 a 8. Os Warriors cortaram a vantagem, mas sempre ficaram atrás. No segundo quarto, um passeio no ataque: 42 pontos dos mandantes contra 27 dos visitantes. Apesar de Klay Thompson voltar com tudo para o terceiro quarto e fazer 17 pontos nesse período, os californianos não conseguiram ameaçar porque Stephen Curry teve mais uma atuação ruim, com apenas seis arremessos certos em 20 e 19 pontos no total. Draymond Green teve mais uma partida péssima, com o mesmo número de pontos que de turnovers (6).

Enquanto isso, do outro lado, além de Westbrook, Kevin Durant conseguiu um duplo-duplo de 26 pontos e 10 rebotes e vários coadjuvantes foram muito bem: Andre Robertson e Serge Ibaka contribuíram com 17 pontos e o primeiro ainda pegou 12 rebotes. Aliás o número de rebotes mais uma vez foi uma goleada, com 52 a 40 para o Thunder.

Assim, a série está 3 a 1, com os Warriors tendo perdido pela primeira vez na temporada inteira, dois jogos seguidos. O time californiano precisa de três vitórias em três jogos para passar e o único consolo é que dois desses jogos serão na sua Oracle Arena, o primeiro deles nesta quinta. Mas sem conseguir segurar Durant e Westbrook, o Thunder hoje é franco favorito para ser o campeão do Oeste.

Jogo 3: Oklahoma City Thunder (2-1) 133 x 105 Golden State Warriors (1-2) – domingo

Com Durant e Westbrook iluminados, Thunder atropela Warriors

Durant Thunder

Nem o mais fanático torcedor do Thunder imaginava que a equipe conseguiria bater os atuais campeões e donos do maior número de vitórias em temporada regular na história por 28 pontos. Mas com Kevin Durant e Russell Westbrook simplesmente iluminados, tudo é possível.

Os dois combinaram para 63 pontos, com Durant responsável por 33 e Russell Westbrook por 30, mais 12 assistências e oito rebotes. E isso com os dois jogando apenas 32 minutos, já que no terceiro quarto tudo estava decidido.

O segundo e o terceiro quarto foram um passeio para os mandantes. Nos 12 minutos anteriores ao intervalo foram 38 pontos do Thunder contra míseros 19 dos visitantes. E nos 12 minutos seguintes ao descanso os Warriors conseguiram 33 pontos, mas foram uma piada na defesa, cedendo 45 pontos para o time de Oklahoma City.  Outra estatística impressionante que explica o resultado: o Thunder pegou 52 rebotes contra 38 do adversário.

Do lado dos Warriors, Curry e Thompson em número de pontos não foram mal com 24 e 18 respectivamente.  O grande problema foi Draymond Green, que não só foi muito mal, com seis pontos e apenas um arremesso certo em 9 tentados, como ainda chutou Steven Adams na virilha, algo facilmente pego pelas câmeras mas que só rendeu-lhe uma falta flagrante 1.

Agora os Warriors tentam na terça evitar entrar em um buraco de 3 a 1, mas esse não é um território desconhecido, já que nas semifinais do Oeste contra o Memphis Grizzlies e nas finais da NBA contra o Cleveland Cavaliers, nos playoffs da temporada passada, o mesmo aconteceu. Só que as duas equipes não tinham uma dupla como Westbrook e Durant no auge.

Jogo 2: Golden State Warriors (1-1) 118 x 91 Oklahoma City Thunder (1-1) – quarta, 22h

Warriors se recuperam, batem Thunder com folga e empatam série

Crédito: Instagram/reprodução

Depois de perder o primeiro jogo, em casa, os Warriors não podiam se dar ao direito de perder mais essa. E jogando com um senso de urgência, os atuais campeões abriram vantagem no intervalo e atropelaram no terceiro quarto para bater o Thunder e empatar a série em 1 a 1. O jogo 3, agora em Oklahoma City, será no domingo.

O segredo para entender a partida está no terceiro quarto, período que teve Stephen Curry como protagonista. O MVP fez 15 pontos seguidos da sua equipe e o quarto terminou com 31 para os mandantes e apenas 19 para os visitantes, deixando o placar em 88 a 67.

Curry fez 28 pontos, com cinco bolas de três certas em oito tentadas. Klay Thompson teve 15 na noite e Andre Iguodala, vindo do banco, foi fundamental nos dois lados da quadra. No ataque foram 14 pontos. O equilíbrio do elenco continua com Festus Ezeli e Marreese Speights com 12 e 13 pontos respectivamente.

Iggy estava inspirado nesta quarta

Já do lado do Thunder, Kevin Durant teve um primeiro tempo matador, com 23 pontos, mas com apenas seis no segundo, desapareceu junto com sua equipe da quadra da Oracle Arena. Russell Westbrook conseguiu 16 pontos e 12 assistências, mas também não foi o armador explosivo e espetacular do jogo 1. Mas o Thunder ainda tem muito o que comemorar, indo para casa com a série empatada e precisando de três vitórias em casa para chegar à segunda final da NBA desde que a franquia realocou.

Crédito: Instagram/reprodução

Crédito: Instagram/reprodução

Jogo 1: Golden State Warriors (0-1) 102 x 108 Oklahoma City Thunder (1-0) – segunda, 22h

Thunder surpreende e vence Warriors em Oakland no jogo 1

Por praticamente todo o jogo 1 da final da Conferência Oeste, o Golden State Warriors estava à frente no placar. Mas junto com Russell Westbrook, o Oklahoma City Thunder levantou e conseguiu uma importantíssima vitória na Oracle Arena por 108 a 102, abrindo 1 a 0 na série.

Westbrook fez míseros três pontos na primeira metade da partida. E os Warriors estavam no ritmo normal, abrindo 13 pontos para irem ao intervalo com certa folga. Kevin Durant, com aproveitamento ruim e seguidos turnovers, também não estava bem.

Mas algo mudou depois do intervalo. Westbrook voltou mais agressivo do que nunca e marcou 19 pontos só no terceiro quarto. E a diferença de 13 secou para 3 no fim do terceiro quarto e se inverteu no último. O Thunder chegou a abrir vantagem de cinco faltando 30 segundos com uma bola clutch de Kevin Durant – 26 pontos em 10 arremessos certos de 30 tentados, com 10 rebotes.

Veja bola clutch de Durant

Stephen Curry, Klay Thompson e Draymond Green não fizeram partida ruim – 26, 25 e 23 pontos respectivamente – mas com 29 arremessos certos em 67 tentados e uma apatia nos momentos decisivos – fizeram esse jogo ir para o outro lado.

É claro que também não faltou um lance polêmico. Com 17 segundos no relógio e vantagem de três para o Thunder, Westbrook andou na frente do árbitro, mas o único que foi marcado foi um tempo, pedido pelo armador.

Depois disso, nos lances livres, o armador confirmou a excelente partida – 26 pontos, 12 assistências e 7 roubadas de bola – e fechou o jogo. Agora quem tem a vantagem do mando de quadra é o Thunder, só precisando vencer em casa para se classificar. Os Warriors tentarão diminuir o prejuízo na quarta-feira, novamente na Oracle Arena.

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top