Paul George revela o que ninguém vê em Westbrook: ‘Todos ignoram isso’

Pedro Rubens Santos | 17/04/2023 - 19:30

Quando Russell Westbrook ficou livre no mercado, em fevereiro, Paul George pediu ao Los Angeles Clippers a contratação do armador, recém-saído dos rivais Lakers. Na época, muitos não entenderam o plano da equipe, e o movimento foi bastante questionado.

Após a atuação decisiva de Westbrook nos minutos finais da partida entre os Clippers e o Phoenix Suns, no último domingo (16/4), Paul George exaltou o companheiro e explicou sua importância para o time.

LEIA MAIS

+ NBA Playoffs: Kawhi e Westbrook surpreendem os Suns e vencem fora de casa

— Essa é a razão pela qual Russ foi uma grande contratação para nós — disse, em entrevista ao ‘Bleacher Report’. — Todo mundo só olha para os arremessos que ele erra e não vê os rebotes e a defesa.

George segue fora de combate por conta de uma lesão no joelho, mas acompanhou os colegas no primeiro duelo dos playoffs contra o estrelado time de Phoenix, que conta com Kevin Durant, Devin Booker e Chris Paul.

Apesar da pontuação baixa no confronto (nove pontos), Westbrook abriu a pós-temporada contribuindo com 10 rebotes, oito assistências e três tocos. Dos lances defensivos, dois chamaram a atenção do companheiro.

Paul George citou os momentos em que Russ se sobressaiu sobre Kevin Durant, no início do jogo, e Devin Booker, já nos últimos segundos.

O lance contra Booker foi decisivo para garantir a vitória aos Clippers. Pouco antes, o armador de Los Angeles havia convertido dois lances livres que colocaram a equipe em vantagem de três pontos.

— Olha o toco no KD (Kevin Durant) para começar a série e o toco no D-Book (Devin Booker) para finalizar o jogo — falou George, exaltando o companheiro Westbrook. — Não veem o intangível e ignoram tudo o que ele faz. As pessoas não o julgam pelo jogador que ele é.

O veterano astro dos Clippers, oito vezes escolhido para o All-Star da NBA, comparou um aspecto do jogo de Westbrook a Michael Jordan.

Para George, não é justo que o parceiro seja julgado por seus arremessos errados. Afinal, até “Michael Jordan errava chutes”.