NBA NBA Playoffs Boston Celtics

O forte último quarto do Boston Celtics no jogo 1

o-forte-ultimo-quarto-do-boston-celtics-no-jogo-1

A saber, na noite de quinta-feira (2), o Boston Celtics acertou 21 bolas de três pontos e teve um aproveitamento de 51% para vencer o Golden State Warriors em San Francisco – a primeira derrota em casa dos Warriors nesses playoffs, roubando o mando de quadra e saindo na frente nas Finais da NBA.

Em um duelo das duas melhores defesas da NBA, foi o ataque dos Celtics que pegou fogo de longa distância para virar uma desvantagem de 14 pontos com um quarto período incrível.

O forte último quarto do Boston Celtics no jogo 1

Em uma partida com vitória gigante do Boston, apesar de um jogo apagado do seu melhor jogador, Jayson Tatum, MVP das Finais da Conferência Leste e um dos melhores pontuadores, que terminou o jogo com apenas 12 pontos em 3 de 17 arremessos, errando muitos chutes livres e pontos no garrafão, mas em compensação foi importante nos passes, roubos de bola e assistências, dando a chance de outros jogadores brilharem.

Os coadjuvantes dos Celtics brilharam

O maior destaque nesse sentido ficou com Al Horford, que fez uma noite espetacular e em grande estilo. Até ontem, Horford detinha o duvidoso recorde de ser o jogador com mais partidas de playoffs na carreira sem nunca ter jogado as Finais (141).

O Big Al finalmente teve a chance de jogar no maior palco do esporte, e ele foi brilhante além das expectativas: foram 26 pontos em 9-12 nos arremessos, incluindo seis bolas de três pontos (recorde da NBA para um jogo fazendo sua estreia nas Finais) e uma avalanche de cestas decisivas no quarto período. Além disso, ajudou o time a travar o Golden State em apenas 16 pontos no quarto período.

Outro jogador importante foi o Jaylen Brown, com o mandante liderando por 12 no começo do quarto período, Brown foi quem botou a bola embaixo do braço e dominou por completo os primeiros minutos do quarto derradeiro. Em um período de quatro minutos sem Tatum ou Curry em quadra, Brown explodiu para 10 pontos e duas assistências, jogando praticamente sozinho para derrubar a vantagem para três pontos faltando 9:09 no relógio.

Após a barragem de Brown, os Celtics conectaram cinco cestas de três pontos consecutivas – uma de Payton Pritchard e duas de Derrick White e Horford.

Jogador-chave

O Celtics teve um monte de performances brilhantes de seus titulares no jogo 1, mas foi White que saiu do banco que fez a maior diferença no jogo, depois de arremessar 31% nas bolas longas durante a temporada regular e 28% nos playoffs antes do Jogo 1, White explodiu para 21 pontos com cinco bolas de três pontos, todas em momentos críticos e importantes do jogo, primeiro para cortar sequências dominantes dos Warriors e manter os Celtics perto no placar, e as duas últimas para virar de vez o jogo e decidir a partida.

White também foi espetacular na defesa de Stephen Curry, ajudando a minimizar o impacto do armador no segundo quarto (que não marcou nenhum ponto na parcial). Ele também acertou todas as suas quatro tentativas de lance livre.

Esse desfecho foi mais do que suficiente para ajudar os Celtics a perseguir os Warriors direto do Chase Center com uma vitória por 120-108.

Conclusão

É isso que grandes times fazem: eles vencem como uma unidade, como um coletivo. Tatum não teve um bom jogo, então fez o papel de criador e permitiu ao resto da equipe brilhar, e esses coadjuvantes assumiram a responsabilidade e entregaram um jogo genial e um dos quartos mais dominantes da história da NBA.

A temporada 2021/22 dos Celtics foi marcada por resiliência do começo ao fim, e esse Jogo 1 foi um exemplo de como cada parte é fundamental para que isso seja possível.

 

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top