Nuggets amassam Heat no Jogo 1 das finais da NBA com domínio de Jokic

Pedro Rubens Santos | 01/06/2023 - 23:46

O favoritismo do Denver Nuggets foi confirmado na primeira partida das finais da NBA, nesta quinta-feira (1). A equipe do Oeste bateu o Miami Heat por 104 a 93 e abriu 1 a 0 na série que vale o título da NBA.

Desgastado pela sequência de jogos na final da Conferência Leste, o Heat caiu diante de um time que não entrava em quadra há 10 dias e perdeu o Jogo 1 das finais da NBA, na Ball Arena, em Denver. Os Nuggets lideraram durante todo o tempo e venceram com certa traquilidade.

Nikola Jokic teve mais um triplo-duplo e liderou, ao lado de Jamal Murray, a vitória convincente da equipe do Colorado para abrir a série decisiva da NBA.

O Jogo 2 está marcado para o próximo domingo e será novamente disputado em Denver.

Finais da NBA: Heat x Nuggets, Jogo 1

A partida começou com um aproveitamento ruim nas bolas de três pontos, dos dois lados, mas com os Nuggets sempre na frente do placar. No comando das ações, o time da casa segurava a vantagem graças, também, ao excesso de erros do Heat, que teve somente 34% de acertos nos arremessos de quadra nos 12 minutos iniciais.

Essa parte inicial da batalha foi suficiente para deixar Denver à frente por nove pontos. Destaque para as seis assistências de Nikola Jokic no período.

As coisas melhoraram ainda mais para os Nuggets no quarto seguinte. De um lado, os jogadores de azul converteram três chutes seguidos do perímetro e foram colocando pontos no placar. Enquanto isso, Miami seguia errando no quesito e ficou para trás.

No intervalo, a distância era de 17 pontos a favor do time de Michael Malone. Bam Adebayo foi o principal nome do Heat na metade inicial, e Jimmy Butler esteve discreto. Eles tiveram 16 e sete pontos, respectivamente.

O cestinha do primeiro tempo foi Jamal Murray, que anotou 18 pontos em 8/12 e 67% de aproveitamento nos arremessos. Jokic finalizou com um duplo-duplo: 10 pontos e 10 assistências.

Segundo tempo: Nuggets atropelam o cansado Heat

Assim como aconteceu nos dois primeiros períodos, o Denver Nuggets venceu o terceiro quarto e ampliou ainda mais a vantagem. As bolas de Miami seguiram não caindo e, com grandes contribuições de Jamal Murray, Michael Porter Jr. e Bruce Brown, a distância foi parar em 21 pontos, a maior da noite.

Com a desvantagem praticamente irreversível, o time do Heat ainda lutou e chegou a reduzir a liderança rival para nove pontos na reta final. Mas, com pouco tempo restante, esse foi o máximo que os visitantes, dominados ao longo de todo o encontro, conseguiram fazer para assustar o público em Denver.

Jokic terminou a partida com um triplo-duplo: 27 pontos, 14 assistências e 10 rebotes. O segundo maior pontuador foi Murray, que teve 26 pontos e ainda 10 assistências.

Butler teve um jogo atípico, com apenas 13 pontos. O cansaço do time de Erik Spoelstra pode explicar o desempenho tão destoante visto na quadra da Ball Arena nesta quinta. Enquanto os Nuggets varreram o Los Angeles Lakers na final do Oeste e estavam há 10 dias sem jogar, o Heat atuou na última segunda-feira, em duelo decisivo contra o Boston Celtics.

Desde o último compromisso de Denver, no dia 22 de maio, no Jogo 4 contra os Lakers, o Miami Heat entrou em quadra quatro vezes diante dos Celtics. Na noite de abertura das finais, nomes importantes nos playoffs não conseguiram repetir o desempenho e ficaram devendo.

Além de Butler, que teve sua pior marca em pontos desde o dia 29 de março, Caleb Martin ficou muito aquém da sua média de 14,1 pontos nesta pós-temporada e terminou o duelo com somente três anotados. Max Strus saiu zerado do ginásio apesar de ter atuado por 20 minutos.