NBA: Miami Heat aproveita pontaria ‘fria’ dos Knicks e leva Jogo 1 da série

Samir Mello | 30/04/2023 - 16:37

O New York Knicks sentiu falta do seu principal jogador, Julius Randle, no primeiro duelo contra o Miami Heat na tarde deste domingo (30/4), válido pela segunda rodada dos playoffs. Sem Randle, a equipe novaiorquina até teve um desempenho sólido no primeiro quarto da partida, dominando o garrafão e acertando suas infiltrações. No decorrer da partida, no entanto, a pontaria fria e os ajustes de Miami se sobrepuseram aos esforços de Thibodeau e Cia. e o visitante roubou o mando de quadro, vencendo por 108 a 101 em um Madison Square Garden lotado.

Além da pontaria estar em um dia off, os Knicks também cometeram diversos erros em seu jogo de transição e meia quadra, terminando o duelo com 13 desperdícios de bola. Apesar dos 26 pontos de RJ Barrett e dos 23 de Jalen Brunson, a dupla também teve desempenho irregular, a exemplo do restante do elenco. Do lado de Miami, Jimmy Butler foi o maior pontuador, com 25 pontos, além de 11 rebotes pegos.

Heat e Knicks voltam a se encontrar, para o Jogo 2, na próxima terça (2/5), às 20h30, também no Madison Square Garden, em Nova York.

O jogo

Os Knicks começaram com tudo o aguardado duelo, vencendo o primeiro quarto por 32 a 21. A vantagem veio com uma grande dominância no garrafão. A equipe da casa marcou simplesmente o dobro de pontos que Miami: 40 a 20. O esforço foi necessário porque a pontaria do perímetro simplesmente inexiste nos primeiros 24 minutos. Nova York teve um aproveitamento de três para 16 (18.8%).

No segundo quarto, Miami conseguiu ‘limpar’ uma diferença que chegou a 12 pontos, diminuindo-a para cinco. Dessa forma, passando melhor a bola, o Heat foi para o intervalo perdendo por apenas cinco pontos (55 a 50), mesmo com um aproveitamento de 38.3% de seus arremessos de quadra. Nova York, graças ao trabalho no garrafão, teve 55.8%.

Individualmente, Gabe Vincent foi o destaque para o Heat, com 14 pontos. Jimmy Butler terminou com 11, além de sete rebotes. Já Brunson e Barrett foram os principais nomes para os Knicks, anotando 13 e 15 pontos, respectivamente.

2º tempo

Com Miami defendendo bem o garrafão, Nova York continuou insistindo nas bolas de três, sem muito sucesso. Dessa forma, o Heat conseguiu, aos poucos, cortar a liderança adversária e empatou a partida nos primeiro minutos do 3º quarto. Esquentando a mão do perímetro e da meia distância, principalmente com arremessos certeiros de Kevin Love e Jimmy Butler, os visitantes da tarde conseguiram a virada e ampliaram a liderança para oito pontos de vantagem, forçando os Knicks a pararem o jogo. Apesar dos ajustes feitos, Miami ainda foi para o quarto decisivo liderando por 81 a 75.

No período decisivo, a liderança de Miami se manteve estável nos minutos iniciais com as unidades reservas em quadra. Ambas as equipes fizeram ajustes, deixando de lado os arremessos de perímetro e apostando mais nas infiltrações, cavando faltas para lances livres. Com os titulares em quadra, foi a vez de os Knicks intensificarem os esforços defensivos e diminuírem a liderança adversária com os esforços de RJ Barrett, que competiu ponto a ponto com Butler.

Os esforços, no entanto, não foram suficientes para conseguir a virada e o Heat manteve o controle da partida, conquistando a vitória fora de casa no Jogo 1 da série.