NBA: ‘Big 3’ dos Knicks aparece em jogo tenso e New York sobrevive contra o Heat

Samir Mello | 10/05/2023 - 23:09

Foi com emoção, mas o New York Knicks sobreviveu mais um dia. Em um jogo tenso, cheio de altos e baixos, os comandados de Tom Thibodeau venceram o Miami Heat na noite desta quarta-feira (10/5) por 112 a 103 no Madison Square Garden.

Para conseguir a apertada vitória, os Knicks contaram com algo que raramente havia acontecido neste playoffs até aqui: grandes atuações de seu trio ao mesmoi tempo. Jalen Brunson liderou as ações, com 38 pontos, 9 rebotes e 7 assistências. RJ Barrett apareceu com 27 pontos e 7 rebotes. E Julius Randle, que estava devendo até aqui na pós-temporada, serviu tanto como pontuador quanto como criador de jogadas, apresentando 24 pontos, 5 rebotes e 5 assistências.

Agora, New York viaja para Miami, onde terá a oportunidade de empatar a série — ou se despedir da temporada de vez. O Jogo 6 acontece na próxima sexta-feira (12/5).

O jogo

O Miami Heat começou dando o tom do duelo no Madison Square Garden. Com muita entrega e se beneficiando de algumas faltas que foram bastante contestadas pelo adversário, o visitante saiu dos primeiros 12 minutos com uma vitória por 24 a 14. Apesar do baixo aproveitamento de ambas as equipes, o time de Eric Spoesltra buscou mais a bola, pegou mais rebotes e pontuou mais no garrafão.

O começo letárgico dos donos da casa logo deu lugar para uma intensidade renovada o começo do 2º quarto. Os Knicks começaram acertando os seus sete primeiros arremessos de quadra e viraram a partida, principalmente pelo ritmo imposto pela dupla Barrett e Brunson, que marcou 14 de seus 18 pontos no 2º quarto. No entanto, Miami logo voltou a se organizar, com Butler e Adebayo liderando o caminho. Com ambas as equipes alternando bons e maus momentos, New York foi para o intervalo na liderança, apertada, por 50 a 47.

2º tempo

Com Randle aparecendo para o jogo, tanto como pontuador quanto criador, foi a vez de o Knicks ditar o ritmo do jogo no começo do 3º período. O time de Tom Thibodeau passou a movimentar melhor a bola e conseguir melhores arremessos, chegando a quase 50% de aproveitamento dos tiros de quadra. Com Brunson e Barrett continuando a pontuar consistentemente, os Knicks chegaram a abrir 19 pontos de vantagem, mas a resiliência de Miami fez o Heat encostar novamente, e o quarto terminou em 84 a 74.

A boa liderança construída por New York no 3º quarto foi lentamente se esvaindo graças à mão quente do Heat da linha de três pontos e dos desperdícios de bola dos Knicks. O Heat chegou a diminuir para quatro pontos a diferença, mas Jalen Brunson se recusou a permitir a virada, aparecendo sempre com cestas quando o time mais precisava.

Apesar da boa atuação do ‘big three’ de Nova York, Miami lutou até o fim, com defesas apertadas e muita briga no ataque. No fim, no entanto, os donos da casa prevaleceram, com uma vitória por 112 a 103, forçando o Jogo 6.