NBA: Myles Turner dita o ritmo da classificação dos Pacers contra os Hawks

Victor Romualdo Francisco | 14/04/2024 - 16:34

Os Pacers entraram em quadra para defender a vaga nos playoffs – ou seja, no mínimo a sexta colocação, a mesma com que eles entraram no início da rodada. O adversário, o Atlanta Hawks, já entrou no jogo com a vaga no play-in garantida.

Com este quadro, e ainda atuando apoiado por sua torcida, a vitória era bastante provável para o time de Indiana vencer – e foi o que aconteceu. Apesar da reação do time da Geórgia no segundo quarto, nada parou Myles Turner e Pascal Siakam. A dupla intimidadora foi destaque no jogo. Turner foi o cestinha, com 31 pontos e 12 rebotes, com Siakam marcando 28 pontos. Do lado dos Hawks, o único destaque foi realmente Dejounte Murray, que também fez 32 pontos.

Após um primeiro período de defesa aplicada, concentrada em uma pressão incansável, os Pacers perderam o ritmo e permitiram que os Hawks igualassem o placar na segunda etapa. O placar em 64 a 64 fez o time de Indiana reagir e com boa atuação de Myles Turner no garrafão e a explosão de Tyrese Haliburton, abrir uma nova vantagem confortável – 81 a 66.

O jogo retornou do intervalo com 86 a 72 a favor de Indiana. E o ritmo forte de Indiana seguiu, com Turner doutrinando o garrafão. O ritmo foi mantido até o final para um triunfo avassalador dos Pacers por 157 a 115.

O que acontece agora com Pacers e Hawks?

A Hawks (10º) já tinha o seu destino definido, e irá visitar o Chicago Bulls (9º) no play-in (entenda no final do link) da Conferência Leste.

Os Pacers voltam aos playoffs pela primeira vez desde 2020. O time vai encarar o Milwaukee Bucks (3º colocado) nos playoffs. O time dirigido por Doc Rivers perdeu a segunda colocação após a vitória do New York Knicks na prorrogação contra o Chicago Bulls.

Escrito por Victor Romualdo Francisco
Antes de ser coordenador de conteúdo do Quinto Quarto, Victor Francisco atuou por 18 anos em comunicação corporativa. Paralelamente, foi criou o projeto Salão Oval, maior plataforma de comunicação dedicada ao futebol americano nacional (FABR). Foi campeão brasileiro pelo Corinthians Steamrollers (2011). Narrou e comentou o esporte no BandSports, Fox Sports, Globo Esporte e ESPN. Também atuou como Social Media para a Premier League e FIVB (Federação Internacional de Voleibol).