NBA

Miami Heat busca novo naming rights e empresa pornô se interessa

Miami Heat busca novo naming rights e empresa pornô se interessa

Miami Heat busca novo naming rights e empresa pornô se interessa. O edifício era chamado de FTX Arena desde junho de 2021. A saber, havia um contrato de patrocínio de 19 anos e US$ 135 milhões com a FTX que estava apenas começando. Contudo, haverão mudanças e uma conhecida empresa da indústria pornográfica poderia pintar como substituta. Confira detalhes.

Miami Heat busca novo naming rights e empresa pornô se interessa

A arena onde o Miami Heat joga em breve terá um novo nome. Isto é, depois que a equipe e o condado de Miami-Dade decidiram encerrar seu relacionamento com a FTX no mesmo dia em que a empresa de criptomoedas entrou com pedido de falência. Em uma declaração conjunta da última noite de sexta-feira (11), a prefeita do condado de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, e o Miami Heat disseram que as notícias sobre o FTX foram decepcionantes.

“Miami-Dade County e o Miami Heat estão tomando imediatamente medidas para encerrar nossas relações comerciais com a FTX, e trabalharemos juntos para encontrar um novo parceiro de naming rights para a arena.”

Cabe dizer que a FTX fechou vários acordos relacionados a esportes, inclusive com a Mercedes para corridas de Fórmula 1. Na sexta-feira (11), a Mercedes disse que removeria imediatamente os logotipos FTX de seus carros de Fórmula 1. A saber, alguns dos melhores atletas do mundo também fizeram acordos com a FTX, incluindo o quarterback do Tampa Bay Buccaneers, Tom Brady, e o armador do Golden State Warriors, Stephen Curry.

A história com a FTX

O acordo de naming rights aconteceu em março de 2021. O nome do edifício mudou de American Airlines Arena para FTX Arena três meses depois. Em suma, o Heat receberia US$ 2 milhões por ano como parte do acordo.

A FTX entrou com pedido de proteção contra falência na sexta-feira (11), encerrando alguns dias desastrosos para a que, até então, era a terceira maior exchange de criptomoedas do mundo. Logo, o CEO e fundador da empresa, Sam Bankman-Fried, renunciou.

Empresa pornô apontada como candidata a virar o novo naming rights

Segundo o jornal Miami New Times, já há um possível interessado. A saber, a empresa de produção pornô local BangBros. A princípio, por mais estranho que pareça, a BangBros parece levar a sério a investida. De fato, quase assim que se soube que o naming rights estava de volta ao mercado, a BangBros reiterou uma oferta que eles enviaram em 2019.

Em resumo, US$ 10 milhões no naming rights pelos próximos dez anos. Um porta-voz da BangBros disse que a empresa não guarda rancor em relação à rejeição de 2019.

“Esperamos que eles reconsiderem seriamente a BangBros Center (BBC). Se eles aceitarem nossa oferta, estarão apoiando um negócio local formado por leais detentores de ingressos de temporada nos últimos 20 anos. Eles podem mostrar sua lealdade de volta nos vendendo os naming rights.”

Por fim, o porta-voz finalizou com uma tocante frase.

“Também faríamos o nosso melhor para ajudar os fãs que foram impactados pelo FTX, porque nosso amor não é apenas pelo Heat, é pelo condado de Miami-Dade”.

 

Foto destaque: Divulgação/The Guardian

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top