NBA: Sem gigante grego, Lillard comanda Bucks em incrível virada contra os Clippers

Victor Francisco | 05/03/2024 - 00:40

Sem Giannis Antetokounmpo, lesionado (terceira ausência na temporada), o protagonista pelo Bucks deveria ser Damian Lillard. Pelo lado dos Clippers, o desfalque era Russell Westbrook, mas protagonistas não faltam para o time de Los Angeles: James Harden, Kawhi Leonard e Paul George.

E no final, foi Damian Lillard quem não decepcionou. Ele simplesmente foi o cestinha da partida com 41 pontos. Mas o astro contou com coadjuvantes espetaculares, como Bobby Portis, que conseguiu um triplo-duplo, com pontos cruciais no final do jogo: 28 pontos, 16 rebotes e 15 assistências.

Pelo lado dos Clippers, James Harden e Paul George marcaram os mesmos incríveis 29 pontos, com Kawhi Leonard marcando 16.

Lillard chama responsabilidade e coadjuvantes aparecem no fim para a virada

Se Lillard começou dando a liderança para o time da casa, Paul George e James Harden trataram de virar o jogo e forçar o técnico Doc Rivers a pedir tempo. A ação do comandante de Milwaukee não surtiu efeito e o primeiro quarto terminou 35 a 25 para os visitantes.

Mais ligados nos rebotes e nove pontos de Patrick Beverley no quarto, os Bucks conseguiram diminuir a diferença no placar. No entanto, precipitações no fim da partida (incluindo uma falta técnida de Lillard), aumentaram a diferença de quatro para sete pontos ao chegar ao intervalo: 55 a 48, Clippers.

A situação piorou no segundo tempo para o time da casa. Dominando o garrafão e com a mão na forma, os visitantes ampliaram para 15 pontos na metade do terceiro período. A segunda metade do período foi de reação dos Bucks e Lillard, que chegou aos 30 pontos no jogo e ajudou a diminuir a diferença para oito pontos: 81 a 73.

Depois de muitos erros de parte a parte, os primeiros pontos do último quarto foram com uma enterrada do italiano Gallinari para os Bucks. Bobby Portis, na sequência, fez de três e diminuiu a diferença para 81 a 78 – trazendo a torcida para junto do time.

Outra escapada dos Clippers e outra reação dos Bucks, com uma roubada de Beasley, seguida de uma bandeja. E foi com ele mesmo que os Bucks empataram o jogo, com uma cesta de três pontos.

Lillard fez de bandeja para garantir a virada, Lopes conseguiu um toco incrível e AJ Green fez mais uma de três, para os Bucks chegarem a 101 a 96. Portis fez mais uma de três e concretizou 14 pontos dos donos da casa sem resposta pelos visitantes: 103 a 96.

Faltando dois minutos, o controle do relógio era muito importante e os Bucks souberam fazer – arremessando com segurança e com Bobby Portis marcando cinco pontos importantíssimos para o placar chegar ao final em 113 a 106.

Próximos jogos para Bucks e Clippers

O Milwaukee Bucks (41 vitórias, 21 derrotas) encara outro time da Califórnia na quinta-feira: o Golden State Warriors, fora de casa. Com a derrota, o time pode perder a segunda posição da Conferência Leste para o Cleveland Cavaliers.

Já os Clippers (39-21) visitam os Rockets em Houston, mas não irão perder a quarta colocação da Conferência Oeste mesmo com derrota.

Escrito por Victor Francisco
Campeão Brasileiro de Futebol Americano pelo Corinthians Steamrollers (2011), Victor é jornalista, com experiência na área esportiva como Social Media Journalist da FIVB (Federação Internacional de Vôlei) e Social Media Editor para a Premier League. É fundador da plataforma de mídia Salão Oval, destinada ao futebol americano no Brasil. Foi narrador e comentarista do futebol americano praticado no Brasil no BandSports, Fox Sports, Globo Esporte.com e ESPN.