Kobe Bryant quase destruiu história nos Lakers com atitude desesperada

Pedro Rubens Santos | 12/06/2023 - 20:44

Kobe Bryant fez história e se consagrou como um dos maiores nomes da NBA com seus cinco títulos e o prêmio de MVP enquanto jogador do Los Angeles Lakers. Mas em 2004, o ídolo absoluto da franquia tomou uma decisão drástica que quase mudou toda a história da liga e poderia ter acabado com sua trajetória marcante em LA.

Depois de conquistar três títulos consecutivos entre 2000 e 2002, os Lakers ainda voltaram às finais em 2004. Após essa sequência de sucesso, porém, Kobe decidiu que queria sair da equipe e seguir a carreira no Memphis Grizzlies. A informação foi revelada pelo ídolo Jerry West no Podcast P de Paul George.

VEJA TAMBÉM

+ Fred VanVleet recusa oferta dos Raptors e mira novo time na NBA

++ Onde estão os 29 jogadores draftados antes de Jimmy Butler na NBA?

Na época, West atuava na direção dos Grizzlies. Ele conta que o astro de Los Angeles lhe confidenciou a vontade de trocar de time quando se tornou um agente livre, antes da temporada 2004-05 da NBA. O ano marcou a primeira vez que o Black Mamba esteve na free agency

— Eu encontrei com ele e seu agente, Rob Pelinka, em um quarto de hotel. E ele (Kobe) disse que queria ir a Memphis para jogar — revelou West. — Eu olhei para ele e perguntei ‘você está brincando comigo?’, e ele disse que não.

Kobe Bryant continuou história nos Lakers

Em julho de 2004, Kobe assinou um novo contrato de sete anos com os Lakers e garantiu sua permanência na equipe em que iniciou a carreira, em 1996. Apesar do desejo de se juntar aos Grizzlies, o astro declarou, após o novo acordo com a equipe amarela e roxa, que seu desejo sempre foi permanecer.

— Eu sempre quis ser um Laker. Esse é o time em que quero jogar e ter uma chance de terminar minha carreira aqui — afirmou, na época.

Mas segundo o relato, a vontade do jogador era mudar de ares. West, que sempre foi muito próximo de Kobe, chegou a dizer que agiu como uma “figura paterna” para o atleta. E ele diz ter agido para evitar que isso interferisse na decisão.

— Eu só queria assegurar que ele não tinha nenhuma obrigação comigo ou com os Grizzlies. Ele estava na minha casa o tempo todo, ele comia lá sempre. Eu tinha uma relação maravilhosa com ele — revelou o ex-jogador, treinador e dirigente.

No fim da novela, Kobe renovou seu acordo com os Lakers e defendeu a equipe até seu último jogo na NBA. Depois da quase saída, ele ainda foi eleito MVP da temporada 2007-08 e venceu mais dois títulos, em 2009 e 2010 — finais das quais foi o MVP.