NBA: Kings vencem Warriors em fim de jogo eletrizante

Marcelo Cartaxo | 26/01/2024 - 02:58

Os encontros entre Sacramento Kings e Golden State Warriors tem sido um dos melhores de acompanhar na NBA nas últimas temporadas. Com os Kings montando um time sólido, repleto de jovens e alguns veteranos, a franquia que já foi uma das mais caçoadas da NBA hoje impõe e cobra o respeito que o time merece.

A vitória por 134 x 133 contra os Warriors veio em uma reta final eletrizante, bem como foi o restante da partida. Em um momento que Golden State aparecia com mais vontade e forçando a chegada até o aro com Jonathan Kuminga procurando o contato para ir até a linha de três pontos, um dos jogadores mais decisivos da temporada passada apareceu: De'Aaron Fox

Líder da NBA em clutch point em 2022-23, Fox se estabeleceu como um dos grandes jogadores jovens da liga, chegando até a deixar sua patrocinadora principal para assinar com a marca de Stephen Curry. No jogo, Fox teve uma atuação sólida e seu maior momento na noite foram duas bolas de três consecutivas que calaram a torcida dos Warriors no Chase Center.

Após isto acontecer, os dois times começaram a travar uma intensa batalha física, forçando o erro do adversário em alguns arremessos. Contudo, os Warriors que estavam reagindo bem às investidas dos Kings acabaram cedendo espaço em uma reposição de bola, no que resultou os dois últimos pontos do visitante no jogo em uma enterrada de Domantas Sabonis.

De'Aaron Fox ainda retribuiu na defesa na posse final do jogo. Os Warriors tinham a última bola e todos sabiam que ela ia para Stephen Curry. Assim, De'Aaron Fox e Keegan Murray dobraram a marcação em cima do astro de Golden State para dar o mínimo de espaço possível para o arremesso. A tática funcionou, e enquanto Curry tentava encontrar um ângulo melhor para arremessar acabou se atrapalhando e Fox “recuperou” a bola nos segundos finais.

Harrison Barnes tem melhor marca de sua carreira jogando contra seu ex-time

O time do Sacramento Kings conseguiu a vitória fora de casa, mas isso não seria possível sem um velho conhecido do Golden State Warriors. O ala Harrison Barnes, conhecido por sua habilidade nas bolas para três pontos na “zona morta” anotou 39 pontos, a melhor marca de sua carreira.

Além de lidar os Kings e conseguir sua melhor marca em anos como profissional, Barnes também apareceu no lado defensivo da bola. Com GSW arquitetando os bloqueios tanto para encontrar Curry livre quanto para impedir que o adversário chegasse ao portador da bola independente de quem fosse, Barnes estava ali contestado nas trocas e ficando com o jogador mais forte.

Kuminga foi um dos nomes que mais foi pra cima do jogador na noite, e mesmo que tenha cedido espaço em algumas posses de bola, Barnes retribuiu no outro lado com bolas impressionantes.

Escrito por Marcelo Cartaxo
Marcelo Cartaxo é um estudante de jornalismo na Universidade Veiga de Almeida, cujo interesse e paixão pelo jornalismo esportivo o levaram a acumular experiências em várias plataformas renomadas. Sua trajetória inclui colaborações notáveis em veículos como Premier League Brasil, Minha Torcida, Esportelandia, Futebol na Veia e ShaftScore.