Boston Celtics

Jayson Tatum prega união na equipe dos Celtics na NBA

Jayson Tatum prega união na equipe dos Celtics na NBA

Em suma, o ala do Boston Celtics, Jayson Tatum sentiu que eles precisavam adicionar outra camada de conexão durante o segundo confronto de sua viagem de cinco jogos pela Costa Oeste pela NBA 21/22.

A idéia que concretizou a vitória

Quando Boston entrou na quadra contra o Portland na noite de sábado, todos os cinco titulares, junto com a maioria de seus jogadores reservas, todos estavam usando bandanas pretas idênticas, uma proposta que Jayson Tatum sugeriu como um símbolo de unidade do time.

“Foi uma ideia que joguei fora antes do jogo, fazer algo como um time”, disse Tatum após a vitória de Boston por 145-119 sobre o Trail Blazers. “Não precisa ser permanente nem nada, mas a temporada pode ser longa e difícil, então apenas faça algumas coisas para se divertir e meio que nos aproximar.”

Veja os melhores momentos de Jayson Tatum contra Portland

Influência de Kobe sobre Jayson Tatum

Em entrevista ao podcast “All The Smoke”, da rede Showtime, Tatum disse: 

“Kobe foi o meu Jordan, meu jogador favorito e a razão pela qual comecei a jogar basquete. Eu tinha todas as suas camisas e os tênis quando criança. Simplesmente queria ser ele”.

Homenagem de Tatum para Kobe

A saber, o ala dos Celtics prestou sua homenagem ao seu ídolo tatuando o número 24 em sua perna que também remete ao estilo de jogo “mamba mentality“.

O encontro

“Eu fui a Los Angeles e, assim que sai do avião, mandei uma mensagem para Kobe. Entretanto, os treinos eram sobre atenção aos detalhes. Não treinamos nada que eu já não soubesse, mas pude ver detalhes que faziam a diferença em cada movimento que fazia. Logo, receber um pouco desse conhecimento, ter ficado um tempo com ele, foi inacreditável. Foi um sonho que virou realidade”, relembrou o ala de 22 anos.

Tempos de Universidade 

Dessa forma, com uma ética de trabalho anormal para um rapaz tão jovem, Jayson se tornou uma estrela em St. Louis, chamando a atenção de Mike Krzyzewski, o Coach K, de Duke. Assim, na faculdade, Tatum teve uma lesão no pé, que o tirou da pré-temporada e dos primeiros oito jogos do campeonato. Dessa forma, em seu retorno, ele teve dificuldades para se mover e achar seu ritmo no ataque. “Na adversidade, você via o caráter dele. Nenhuma vez ele reclamou ou deu alguma desculpa. Era sempre ‘o que eu posso fazer para melhorar?”, declarou Jon Scheyer, assistente técnico de Duke.

Legado sendo seguido

Enfim, não há novidade alguma em dizer que Kobe influenciou gerações de jogadores na NBA estando para alguns no Top 10 de toda história. Além disso, como vimos, Tatum vem seguindo o legado de seu ídolo quando se fala em mentalidade e frieza em partidas importantes. Assim, será que veremos Tatum ser uma referência quando se fala em Líderes de fraquia?

 

Foto destaque: Reprodução/Nba

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top