Finais da NBA: em retorno triunfal, Porzingis vence duelo contra Doncic no Jogo 1

Victor Romualdo Francisco | 06/06/2024 - 23:57

Que retorno! Ele não jogava desde o começo dos playoffs e fez de tudo para estar em quadras após recuperação de lesão. O letão Kristaps Porzingis foi o dono dos rebotes e ações dentro dos garrafões de ataque e defesa no primeiro tempo pelo Boston Celtics. E, além disso, esteve afiado nos arremessos do perímetro.

Na segunda metade, mesmo sofrendo com os problemas físicos que o acompanham durante todo os jogos de playoffs, Luka Doncic tentou liderar uma reação quase impossível dos visitantes, o Dallas Mavericks.

No final, a vitória no Jogo 1 das finais da temporada 2024-25 da NBA ficou com Porzingis e companheiros. O letão marcou 20 pontos e conseguiu 6 rebotes. Ótimo na metade final, Jaylen Brown foi o cestinha dos donos da casa, com 22 pontos.

Mas o cestinha do jogo foi Luka Doncic, que conseguiu um duplo-duplo – 30 pontos e 10 rebotes. Kyrie Irving sofreu com a pressão da torcida e fez apenas 12 pontos.

Como foi o Jogo 1 da final da NBA entre Celtics (Porzingis) e Mavericks (Doncic)

O jogo começou eletrizante, com os times fortes na marcação e eficientes nos arremessos. Após a parada, Derrick White (com duas do perímetro) e os rebotes defensivos fizeram os Celtics abrirem sete pontos (22 a 15). Retornando de lesão, Porzingis começou a dominar o garrafão (no ataque e defesa) e foi vital para que a vantagem de Boston se multiplicasse até o final do quarto – 37 a 20.

O segundo quarto continuou no mesmo ritmo, ou até mais acelerado, já que além do domínio dos garrafões ofensivo e defensivo, os Celtics somaram a isso as roubadas de bola seguidas e uma transição mortal. O placar de 58 a 29 sacramentado pela cesta de três de Jayson Tatum faltando 4 minutos para o intervalo enterraram o moral dos visitantes do Texas.

O terceiro quarto começou com Irving demonstrando que a pressão estava definitivamente afetando seu jogo, mas com o restante do time mais atento. A vantagem que chegou a 29 pontos caiu para 16 (70 a 54). Doncic – o primeiro a chegar às finais da NBA liderando postos, rebotes e assistências nos playoffs – se destacou no perímetro e ainda roubou lindamente uma bola de Porzingis. Nos minutos finais, os Celtics reagiram e afastaram a perigosa vantagem de apenas oito pontos (72 a 64), para 16 (80 a 64).

Jaylen Brown, em dois minutos finais fantásticos no terceiro quarto, garantiram que o placar começasse 86 a 66. Os 12 minutos finais viram a manutenção do domínio dos Celtics, com os minutos finais sendo jogados pelos reservas em quadra. Fim de jogo – Celtics 107, Dallas 89.

Quando será o Jogo 2 das finais da NBA entre Celtics e Mavericks?

Com a melhor campanha da NBA, o Boston Celtics tem a vantagem de jogar os dois primeiros jogos em casa. A próxima partida da grande decisão será no domingo, 9, novamente em Massachussets, no TD Garden.

Escrito por Victor Romualdo Francisco
Antes de ser coordenador de conteúdo do Quinto Quarto, Victor Francisco atuou por 18 anos em comunicação corporativa. Paralelamente, criou o projeto Salão Oval, maior plataforma de comunicação dedicada ao futebol americano nacional (FABR). Foi campeão brasileiro pelo Corinthians Steamrollers (2011). Narrou e comentou o esporte no BandSports, Fox Sports, Globo Esporte e ESPN. Também atuou como Social Media para a Premier League e FIVB (Federação Internacional de Voleibol).