NBA: em noite histórica, Doncic bate recorde de Chamberlain e Mavericks vencem os Hawks

Márcio Júnior | 26/01/2024 - 23:44

Dallas Mavericks e Atlanta Hawks se enfrentaram na noite desta sexta-feira (26) em um daqueles jogos que vão ficar marcados para sempre na história da NBA. E por muitos motivos. Além da impressionante vitória de Dallas por xx a xx, a equipe vencedora ainda viu o seu principal jogador, o armador Luka Doncic, anotar incríveis 73 pontos e entrar para a história da liga.

Além da vitória, os 73 pontos de Luka Doncic o permitiram entrar para uma seleta lista de jogadores com, pelo menos, 70 pontos em um jogos. Além do esloveno, apenas outros nove jogadores na história da NBA conseguiram o feito.

Em 75 anos de história, apenas a lenda Wilt Chamberlain, duas vezes, e o ídolo dos Lakers, Kobe Bryant, fizeram mais pontos que Luka Doncic em um jogo de temporada regular da NBA.

The Luka Doncic Show: esloveno quebra recordes e comanda Dallas

O primeiro quarto do duelo entre Atlanta Haws e Dallas Mavericks começou equilibrado, com as duas equipes pontuando tanto do perímetro quando da meia distancia. Embora os donos da casa tenham forçado o adversário a cometer alguns erros, e fechando o primeiro quarto na liderança, o placar ficou bem a baixo do esperado. Isso porque os Hawks não contavam com um Luka Doncic com a pontaria afiada. O esloveno anotou 18 dos 27 pontos dos Mavericks no primeiro quarto. Os donos da casa só conseguiram virar o placar depois que o camisa 77 de Dallas foi ao banco, e terminou venceu o primeiro período por 31 a 27.

E, apesar de chegar a estar vencendo por seis pontos de diferença durante o segundo período, os Hawks não foram capazes de arrumar uma solução para o “problema” Luka Doncic. Toda vez que os donos da casa tentavam disparar no placar, Luka aparecia para cortar a vantagem. A estrela de Dallas continuava imparável e deixou o primeiro tempo do jogo com incríveis 41 pontos anotados e “tomou” da mão de Dirk Nowitzki o recorde de mais pontos de um jogador da franquia no intervalo, que antes era de 34.

A marca, inclusive, entrou para a lista das maiores pontuações de um jogador no intervalo de um jogo da NBA desde a temporada 1996-97. Apenas o pivor do Minnesota Timberwolves, Kar-Anthony Towns, com 44 pontos, e a lenda do Los Angeles Lakers, Koby Bryant, com 42, fizeram mais pontos que o esloveno antes do intervalo em um jogo da NBA.

O show tem que continuar: Doncic lidera virada e comanda vitória contra os Hawks

E se tinha algum torcedor do Atlanta Hawks achando que o gás de Luka Doncic acabou nos 41 pontos anotados na primeira metade do jogo, se enganou. E ainda teve que ver a sua liderança trocar de mãos.

E, assim como nos dois primeiros períodos do jogo, Luka Doncic continuava imparável. No terceiro quarto foram mais 16 pontos anotados pelo camisa 77 de Dallas, que continuavam na sua missão pessoal de não sair de quadra sem a vitória.

65 pontos depois, e a liderança na mão dos rivais, parece que a defesa dos Hawks acordou e mudou a estratégia para tentar parar o imparável Doncic. A marcação começou a dobrar no esloveno, que teve dificuldades nos arremessos e anotou “apenas” 9 pontos no último período.

A essa altura, a estratégia defensiva dos Hawks parecia boa, mas resultou em mais espaços para os companheiros de Luka arremessarem com mais liberdade. Os Mavericks, por sua vez, soube aproveitar os espaços e continuou ampliando a sua vantagem no placar.

Mas, no fim das contas, a estratégia defensiva dos Hawks para desacelerar Luka não surtiu o efeito esperado, e o astro de Dallas anotou 16 pontos no último período, finalizando o jogo com 73 pontos, a quarta maior pontuação de um jogador em um jogo da temporada regular da NBA.

Escrito por Márcio Júnior
Márcio Júnior é baiano formado pela Faculdade Regional da Bahia. Cobriu de carnaval a Copa do Mundo na TVE Bahia, onde venceu o prêmio de reportagem do mês. Apaixonado por futebol, NBA, NFL e games de história. Torcedor do Bahia e Los Angeles Lakers. Passei pela ALBA, Rádio Educadora, Superesportes e Trivela. No Quinto Quarto desde julho de 2023.