Como funciona o NBA Draft? Conheça os nomes e ordem de escolha

Pedro Rubens Santos | 21/06/2023 - 17:00

O NBA Draft de 2023 está marcado para 22 de junho e será realizado no Barclays Center, casa do Brooklyn Nets. Jovens prospectos serão escolhidos pelas franquias da NBA e se juntarão aos elencos para a próxima temporada. Mas como funciona o Draft da NBA? O Quinto Quarto explica aqui.

Para os fãs, é a chance de conhecer os novos reforços que iniciarão suas caminhadas na NBA vestindo o uniforme de uma das 30 franquias da liga. Há sempre um grande furor ao redor do evento por toda a sua capacidade de mudar o curso da história de uma equipe e, claro, de toda a liga.

A expectativa é inevitavelmente maior em cima da primeira escolha geral, mas ela nem sempre se transforma em resultados positivos dentro de quadra. Os últimos nomes a serem chamados na posição inicial foram Paolo Banchero (Orlando Magic, 2022), Cade Cunningham (Detroit Pistons, 2021), Anthony Edwards (Minnesota Timberwolves, 2020), Zion Williamson (New Orleans Pelicans, 2019) e Deandre Ayton (Phoenix Suns, 2018).

Neste ano, é consenso que o San Antonio Spurs usará a primeira escolha com o gigante francês Victor Wembanyama, que joga no Metropolitans 92, da liga de seu país.

LEIA MAIS

+ Quando é o Draft da NBA 2023: dia, horário e ordem de escolha

+ Finais da NBA: o que narrador da ESPN falou sobre Rômulo Mendonça

Como funciona o NBA Draft?

O NBA Draft é o evento anual de seleção de jovens jogadores para integrarem as equipes da NBA. Os prospectos vêm tanto do basquete universitário dos Estados Unidos como de clubes internacionais.

São duas rodadas no total, nas quais, teoricamente, cada time tem direito a uma escolha. Na prática, por conta de trocas, há times que selecionam mais de uma vez e outros que ficam sem escolher.

O Milwaukee Bucks, por exemplo, terá apenas uma escolha — a última da segunda rodada — já que teve a melhor campanha da temporada regular e negociou sua posição na primeira rodada com o Los Angeles Clippers.

Para estarem elegíveis ao Draft, os jogadores devem ter, no mínimo, 19 anos e estarem há pelo menos um ano de sua data de formatura do ensino médio.

Ordem de escolhas do NBA Draft 2023

O processo para definição da ordem de escolha no NBA Draft é feito por meio de um sorteio, conhecido como loteria, que envolve as 14 equipes não classificadas aos playoffs na temporada.

Cada franquia recebe um determinado número de chances de ter a primeira escolha, inversamente proporcional à posição final no campeonato. Em 2023, o San Antonio Spurs terminou com a chance de selecionar seu jogador antes de todos os demais times, e é amplamente esperado que a opção seja pelo francês Victor Wembanyama.

Confira a ordem de escolha do NBA Draft:

1ª rodada:

1. San Antonio Spurs
2. Charlotte Hornets
3. Portland Trail Blazers
4. Houston Rockets
5. Detroit Pistons
6. Orlando Magic
7. Indiana Pacers
8. Washington Wizards
9. Utah Jazz
10. Dallas Mavericks
11. Orlando Magic (negociada com Chicago Bulls)
12. Oklahoma City Thunder
13. Toronto Raptors
14. New Orleans Pelicans
15. Atlanta Hawks
16. Utah Jazz (negociada com Minnesota Timberwolves)
17. Los Angeles Lakers
18. Miami Heat
19. Golden State Warriors
20. Houston Rockets (negociada com Los Angeles Clippers)
21. Brooklyn Nets (negociada com Phoenix Suns)
22. Brooklyn Nets
23. Portland Trail Blazers (negociada com New York Knicks)
24. Sacramento Kings
25. Memphis Grizzlies
26. Indiana Pacers (negociada com Cleveland Cavaliers)
27. Charlotte Hornets (negociada com Denver Nuggets)
28. Utah Jazz (negociada com Philadelphia 76ers)
29. Indiana Pacers (negociada com Boston Celtics)
30. Los Angeles Clippers (negociada com Milwaukee Bucks)

2ª rodada:

31. Detroit Pistons
32. Indiana Pacers (negociada com Houston Rockets)
33. San Antonio Spurs
34. Charlotte Hornets (negociada com Philadelphia 76ers)
35. Boston Celtics (negociada com Portland Trail Blazers)
36. Orlando Magic
37. Oklahoma City Thunder (negociada com Washington Wizards)
38. Sacramento Kings (negociada com Indiana Pacers)
39. Charlotte Hornets (negociada com Utah Jazz)
40. Denver Nuggets (negociada com Dallas Mavericks)
41. Charlotte Hornets (negociada com Oklahoma City Thunder)
42. Washington Wizards (negociada com Chicago Bulls)
43. Portland Trail Blazers (negociada com Atlanta Hawks)
44. San Antonio Spurs (negociada com Toronto Raptors)
45. Memphis Grizzlies (negociada com Minnesota Timberwolves)
46. Atlanta Hawks (negociada com New Orleans Pelicans)
47. Los Angeles Lakers
48. Los Angeles Clippers
49. Cleveland Cavaliers (negociada com Golden State Warriors)
50. Oklahoma City Thunder (negociada com Miami Heat)
51. Brooklyn Nets
52. Phoenix Suns
53. Minnesota Timberwolves (negociada com New York Knicks)
54. Sacramento Kings
55. Indiana Pacers (negociada com Cleveland Cavaliers)
56. Memphis Grizzlies (duas escolhas, perdidas pelo Chicago Bulls e Philadelphia 76ers)
57. Washington Wizards (negociada com Boston via Charlotte)
58. Milwaukee Bucks

Principais nomes do NBA Draft 2023

Além de Wembanyama, reconhecidamente um talento geracional que promete ter grande carreira na NBA, outros bons nomes serão chamados logo no início do Draft, em 22 de junho.

Entre eles está os alas Brandon Miller, da universidade de Alabama, e Cam Whitmore, de Villanova, os armadores Scoot Henderson, do Ignite (G-League), e Anthony Black, de Arkansas, além dos gêmeos Amen e Ausar Thompson, respectivamente armador e ala-armador do Overtime City Reapers.