NBA

Brasileira Janeth Arcain é escolhida para integrar o Hall da Fama de Basquete Feminino

(Foto: Divulgação/NBA)

(Foto: Divulgação/NBA)

A brasileira Janeth Arcain, ex-estrela do Houston Comets e ex-assistente técnica da Seleção Brasileira de Basquete Feminino e outras cinco mulheres serão introduzidas no Hall da Fama de Basquete Feminino em 2015.

As seis novas integrantes do Hall da Fama fazem parte do 17º grupo de introdução e foram anunciadas no último sábado durante o WNBA All-Star Game em Phoenix. O grupo inclui três jogadoras e três técnicos que serão introduzidos em Knoxville, Tennessee, no dia 13 de junho de 2015.

Juntamente com Janeth, estão a lenda da WNBA e ex-Los Angeles Sparks, Lisa Leslie, a ex-Universidade da Geórgia, Janet Harris, o ex-técnico do Oklahoma State, Kurt Budke, a ex-Duke e ex-técnica da Universidade do Texas, Gail Goestenkors e o ex-técnico do Oregon City High School, Brad Smith.

Janeth ajudou o Houston Comets a vencer quatro títulos consecutivos da liga norte-americana. No Brasil, ela atuou pelo Vasco da Gama e Santo André, além de ser a terceira maior pontuadora da história da seleção, com 2.247 pontos em 138 jogos oficiais e média de 16.3 pontos por jogo. Em sua despedida da Seleção Brasileira, a equipe foi vice-campeã dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro em 2007 após perder a final para os Estados Unidos. Ela foi técnica da Seleção Brasileira de Basquete Feminino sub-15 em 2009 e e se tornou uma das assistentes técnicas da equipe principal.

Leslie ganhou quatro medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos pela equipe dos Estados Unidos e dois títulos da WNBA com o Los Angeles Sparks antes de se aposentar, em 2009. Janet Harris, três vezes eleita Kodak All-American, foi a primeira mulher a atingir a marca de 2.500 pontos e 1.250 rebotes na NCAA. 

Goestenkors elevou o Duke a uma potência nacional, guiando o Blue Devils para quarto participações no Final Four da WNCAA e sete temporadas consecutives com pelo menos 30 vitórias. 

Smith, que se aposentou em 2006, foi homenageado em 2012 com o Prêmio Morgan Wooten por comandar uma equipe de basquete colegial pelo Naismith Memorial Basketball Hall of Fame. Budke será homenageado postumamente. Depois de redefinir o sucesso no nível júnior da faculdade, ele reconstruiu o Oklahoma State como um dos melhores times do Big 12 no país. Budke morreu em um acidente de avião em 2011.

 

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top