Copa do Mundo feminina: goleira nigeriana impede recorde em empate com Canadá

Márcio Júnior | 21/07/2023 - 02:06

A partida que fechou o primeiro dia de jogos do grupo B da Copa do Mundo feminina, entre Nigéria e Canadá, no Melbourne Rectangular Stadium, em Melbourn, Austrália, na madrugada desta sexta-feira (21), poderia ter entrado para a história como o jogo que definiu o recorde de gols em copa da atacante canadense Christine Sinclair.

Só faltou, porém, combinar o feito com a goleira e capitã da seleção nigeriana, Chiamaka Nnadozie, que fechou o gol no empate em 0 a 0 pela estreia do torneio. O resultado frustrou a seleção canadense, que queria começar bem a competição em busca do sonhado título inédito.

Nnadozie brilha e frustra festa canadense

Depois de um primeiro tempo equilibrado, com boas chances para os dois lados, o Canadá, uma das seleções favoritas para a conquista do título, teve a chance de abrir o placar, logo aos 5 minutos do segundo tempo. E a oportunidade de começar bem a principal competição de seleção caiu justamente nos pés da principal jogadora do time: a atacante Christine Sinclair, de 40 anos. Mas a jovem goleira de 22 anos tinha outros planos para o jogo.

Com quase dois minutos do segundo tempo, Sinclair recebeu dentro da área e, no momento em que tentava o chute, foi derrubada por Francisca Ordega. Depois de deixar o lance a passar, a árbitra Lina Lehtovaara foi ao VAR e anunciou para todo o estádio que a confirmação do pênalti que poderia mudar a história do jogo. Na bola, Christine Sinclair, a goleadora máxima do Canadá, e jogadora – entre homens e mulheres – com mais gols em seleções, com 190.

Caso fizesse o gol, além de ampliar sua marca de gols com a camisa do Canadá, Sinclair se tornaria a primeira e única jogadora da história do futebol a marcar gols em seis edições de Copa do Mundo. A batida forte e rasteira no canto esquerdo da goleira até que foi boa, mas a goleira nigeriana Nnadozie foi melhor e fez a defesa em dois tempos, para os olhares atentos de 21.410. torcedores

Defesa de Nnadozie pode fazer Marta “roubar” recorde da canadense

O pênalti defendido pela goleira nigeriana Chiamaka Nnadozie deixou a brasileira Marta na boa para “roubar” o recorde que poderia ser da canadense Christine Sinclair, e assumir o posto de primeira – e, por enquanto, única – jogadora a marcar em seis edições de Copa do Mundo.

Assim como a canadense, Marta também marcou gols nas cinco edições de Copa do Mundo feminina em que disputou. E se faltou sorte no sorteio da Copa, que fez a seleção de Canadá entrar em campo primeiro que a Seleção Brasileira, sobrou sorte ao ver a goleira nigeriana defender a cobrança da canadense.

Com isso, Marta pode se tornar na próxima segunda-feira (24), na partida de estreia da Seleção Brasileira contra o Panamá, às 08h (de Brasília), no Hindmarsh Stadium, na Austrália, a primeira a atingir o impressionante feito.

Além deste feito, um possível gol contra o Panamá vai contribuir com a artilharia histórica em copas. Hoje, a brasileira tem 17 gols em cinco edições, e é artilheira isolada entre homens e mulheres. Sinclair, entre as mulheres, é a segunda jogadora que mais marcou em copas, com 10 gols em cinco edições.

Veja os números de Christine Sinclair e Marta em edições da Copa do Mundo feminina

Christine Sinclair:

  • Gols por seleção: 190
  • Gols em Copa do Mundo: 10
  • Participações de Copa do Mundo: 6

Marta:

  • Gols por seleção: 122
  • Gols em Copa do Mundo: 17
  • Participações de Copa do Mundo: 6

 

Confira a classificação do Grupo B da Copa do Mundo feminina

Confira como ficou a classificação do Grupo B da Copa do Mundo feminina após os dois primeiros jogos

Grupo B
# Seleção J V E D +/- Pontos
1

Austrália (F)

3 2 0 1 4 6
2

Nigéria (F)

3 1 2 0 1 5
3 Canadá (F)

Canadá (F)

3 1 1 1 -3 4
4

Irlanda (F)

3 0 1 2 -2 1

 

Próximos jogos do Canadá na Copa do Mundo feminina

Canadá x Irlanda, quarta-feira, 26 de julho, às 09h (de Brasília), no Perth Rectangular Stadium, na Austrália.
Canadá x Austrália, segunda-feira, 31 de junho, às 07h (de Brasília), no Melbourne Rectangular Stadium, na Austrália.

 

Escrito por Márcio Júnior
Márcio Júnior é baiano formado pela Faculdade Regional da Bahia. Cobriu de carnaval a Copa do Mundo na TVE Bahia, onde venceu o prêmio de reportagem do mês. Apaixonado por futebol, NBA, NFL e games de história. Torcedor do Bahia e Los Angeles Lakers. Passei pela ALBA, Rádio Educadora, Superesportes e Trivela. No Quinto Quarto desde julho de 2023.