Copa do Mundo Feminina: quem são as jogadoras mais bem pagas do mundo?

Marcelo Cartaxo | 19/07/2023 - 08:00

A Copa do Mundo de futebol feminino chega com grandes expectativas para seleções como a dos Estados Unidos, Austrália, Brasil, França e Inglaterra, entre as favoritas para vencer o torneio, especialmente por causa das estrelas presentes em seus elencos e convocações.

Alguns rostos bem conhecidos do futebol feminino que estarão na Copa do Mundo também estão entre as atletas mais bem pagas do esporte.

Abaixo, o Quinto Quarto traz uma lista com algumas dessas craques, que também Confira a lista abaixo.

Três americanas aparecem entre as jogadoras mais bem pagas do mundo

A seleção mais famosa no mundo é a dos Estados Unidos. Além de ser uma fábrica de talentos que exporta atletas para ligas ao redor do mundo, também consegue montar times competitivos que dominam as Copas do Mundo.

Apesar disso, a jogadora mais bem paga do mundo na atualidade é a australiana Sam Kerr, jogadora do Chelsea. De acordo com o site Statista e também o Diário AS, a atacante recebe U$ 513 mil por ano. Logo em seguida, três estrelas da seleção dos Estados Unidos aparecem em sequência.

Alex Morgan

Alex Morgan comemora o título da Copa do Mundo Feminina em 2019. A jogadora foi selecionada cinco vezes para o time ideal da FIFA (2016 ,2017, 2019, 2021, 2022)

Um dos nomes mais conhecidos do futebol mundial é o da norte-americana Alex Morgan. Atual atacante do San Diego Wave ela recebe, em média, U$ 450 mil por ano. Com dois títulos de Copa do Mundo e uma medalha olímpica de ouro em Londres 2012,  Morgan é uma das jogadoras mais impactantes da geração. Entrando em sua quarta Copa do Mundo, Alex está presente no top 10 de jogadoras da história da seleção feminina dos Estados Unidos em gols, assistências e partidas com múltiplos gols marcados.

Megan Rapinoe

Megan Rapinoe em um amistoso contra a Seleção Brasileira. Em 2019, foi uma das atletas de maior destaque entre homens e mulheres. Conquistou sua segunda Copa do Mundo; Jogadora do Ano pela FIFA; Bola de Ouro pela France Football; Personalidade do Ano pela Sports Illustraded

Um pouco abaixo de Morgan está Megan Rapinoe. A jogadora da seleção feminina dos Estados Unidos é conhecida também por ser uma ativista dos direitos da comunidade LGBTQIA+. Seu salário anual gira em torno de U$ 447 mil. A veterana de 38 anos atua com a seleção desde 2006, somando 199 aparições até o início da Copa do Mundo de 2023. Marcou 63 gols e distribuiu 73 assistências.

Julie Ertz

Julie Ertz com a medalha olímpica de bronze em Tóquio 2021

Em 4° lugar na lista das jogadoras mais bem pagas na Copa do Mundo, aparece Julie Ertz. A defensora do Angel City FC é uma das jogadoras de maior destaque na seleção feminina dos Estados Unidos, e uma das peças fundamentais nas duas conquistas de Copa do Mundo em 2015 e 2019. Junto com Morgan e Rapinoe, integra a lista das três americanas que estão entre as jogadoras mais bem pagas do mundo. Ertz tem o salário anual de U$ 430 mil, acima de jogadoras como Marta, Amandine Henry, Wendie Renard e Christine Sinclair.

Confira o top das jogadoras mais bem pagas do mundo:

Alguns nomes da geração passada ainda aparecem nas lista das jogadoras com os maiores salários do mundo em alguns rankings. Em atividade, apenas uma jogadora que não está na Copa desbanca Sam Kerr.

  • Carli Lloyd (aposentada da USWNT)
  • Sam Kerr
  • Alex Morgan
  • Megan Rapinoe
  • Julie Ertz
  • Ada Hargerberg
  • Marta Vieira
  • Amandine Henry
  • Wendie Renard
  • Christine Sinclair

 

Escrito por Marcelo Cartaxo
Marcelo Cartaxo é um estudante de jornalismo na Universidade Veiga de Almeida, cujo interesse e paixão pelo jornalismo esportivo o levaram a acumular experiências em várias plataformas renomadas. Sua trajetória inclui colaborações notáveis em veículos como Premier League Brasil, Minha Torcida, Esportelandia, Futebol na Veia e ShaftScore.