XFL

XFL: tudo o que você precisa saber sobre a semana 2 da nova liga

Landry Jones, quarterback do Dallas Renegades, time da XFL

A XFL seguiu com tudo neste final de semana, com a semana 2 da temporada regular. A nova liga segue a todo vapor e o Quinto Quarto está acompanhando de perto as emoções da bola oval.

Alguns fãs de futebol americano podem nem estar ligados ainda, mas a XFL estreou na semana passada e preparamos o resumo da week 1 e explicamos um pouco do formato da competição.

E, agora, vamos falar um pouco dos quatro jogos disputados neste final de semana.

Vamos começar com os dois jogos deste domingo (16), que fecharam a semana 2 da temporada regular de 2019 da XFL.

Los Angeles Wildcats (0-2) 18 x 25 Dallas Renegades (1-1)

Depois de uma derrota na estreia para o St. Louis BattleHawks, o Dallas Renegades se reabilitou neste domingo. E foi com uma vitória sobre o Los Angeles Wildcats em uma partida com um último quarto bem movimentado.

Foram três TDs dos Renegades no quarto final para conseguir o triunfo por sete pontos de diferença.

A partida chegou ao final do terceiro quarto com um placar horrendo de 6 a 3 para os texanos. Mas, então, foram 34 pontos anotados no último período, e as coisas ficaram malucas.

O destaque dos Renegades foi o running back Cameron Artis-Payne, que correu 14 vezes para 99 jardas e dois touchdowns, além de fazer cinco recepções para 32 jardas. Os TDs dele foram anotados em corridas de 21 e 17 jardas, esta última para fechar o placar.

O quarterback Landry Jones, ex-Pittsburgh Steelers, fez sua estreia por Dallas, depois de perder a semana 1 devido a uma lesão no tornozelo, e teve uma partida de altos e baixos. O signal caller acertou 28 passes de 40 para 305 jardas e sofreu duas interceptações, mas ele fez um passe crucial para touchdown no último quarto.

Do lado dos Wildcats, o quarterback Josh Johnson, também ex-NFL, acertou 18 passes de 34 para 196 jardas e dois TDs. Entretanto, na reta final de jogo, com 1min14s remanescentes e a chance de buscar a reação, foram quatro passes incompletos e um turnover on downs que selou a derrota.

Johnson lançou dois passes para TD para o wide receiver Nelson Spruce e até conseguiu ser bem-sucedido na primeira conversão de três pontos na história da XFL, em passe para Adonis Jenkins. Mas ele falhou em momentos decisivos e cometeu um fumble no terceiro quarto.

Houston Roughnecks (2-0) 28 x 24 St. Louis BattleHawks (1-1)

Em um duelo de dois times que entraram em campo vindo de vitórias na estreia, sobrou apenas um invicto. E foi o Houston Roughnecks, que derrotou o St. Louis BattleHawks em uma partida bem equilibrada.

O quarterback P.J. Walker, dos Roughnecks, continuou a impressionar neste domingo. Ele foi preciso em 20 de seus 31 passes para 170 jardas e três touchdowns. E comandou o melhor ataque da XFL até agora, com 65 pontos anotados em duas partidas até agora.

Walker demonstrou grande mobilidade mais uma vez, complicando a vida dos defensores dos BattleHawks e estendendo jogadas. Além dos bons números de passe, o QB correu quatro vezes para 27 jardas e também correu para uma conversão de um ponto.

O wide receiver Cam Phillips foi o alvo preferido de Walker na noite, com oito recepções para 63 jardas e três TDs.

Os BattleHawks foram para o vestiário perdendo por 21 a 6 no intervalo, mas reduziram a desvantagem para 21 a 18 no terceiro quarto. Mas o último quarto teve um TD (e uma conversão de 1 ponto) doa Roughnecks que impossibilitou uma virada.

O quarterback Jordan Ta’amu, dos BattleHawks, acertou 30 passes de 37 para 284 jardas, três TDs e duas INTs. Ele também correu para um TD. Mas suas interceptações foram custosas e geraram duas pontuações de Houston.

E nos jogos de sábado (15):

DC Defenders (2-0) 27 x 0 New York Guardians (1-1)

No jogo que abriu a semana 2 e foi o mais desequilibrado da rodada, o DC Defenders manteve os 100% de aproveitamento e atropelou o New York Guardians. Só teve um time em campo basicamente.

Primeiramente, vamos a alguns dados que ilustram a diferença entre os dois times:

  • Defenders: 384 jardas totais, 16 first downs, 276 jardas aéreas e um turnover;
  • Guardians: 137 jardas totais, cinco first downs, 66 jardas aéreas e três turnovers;

Cardale Jones, QB dos Defenders, teve mais uma boa atuação na XFL, acertando 23 passes de 37 para 276 jardas, dois touchdowns e uma interceptação.

E o principal alvo do signal caller foi DeAndre Thompkins, que logo fez uma recepção de 13 jardas para abrir o placar de 6 a 0 e o wide receiver fechou a partida com seis recepções para 92 jardas e o TD. Rashad Ross, contudo, liderou entre os WRs de DC, com quatro recepções para 95 jardas.

Do lado dos Guardians, nem mesmo o quarterback conseguiu mostrar algo. Matt McGloin, que teve passagens na NFL por Oakland Raiders, Philadelphia Eagles, Houston Texans e Kansas City Chiefs, teve uma apresentação horrorosa.

Ele terminou a partida com oito passes certos de 19 para 44 jardas e duas interceptações. A última delas foi retornada para um TD de 46 jardas pelo linebacker Jameer Thurman, no terceiro quarto.

A pick-six foi a jogada final da noite para McGloin, que cedeu seu posto para Marquise Williams.

E um dado que esquecemos de citar e que pesou muito contra os Guardians: apenas uma conversão de 11 situações de terceira descida.

E nem uma ida à red zone.

Terrível.

Seattle Dragons (1-1) 17 x 9 Tampa Bay Vipers (0-2)

Na outra partida do sábado, o Seattle Dragons obteve sua primeira vitória na temporada inaugural da nova XFL e impôs a segunda derrota ao Tampa Bay Vipers.

Neste jogo de poucos pontos, com apenas 26 no total, um dos grandes momentos foi o retorno de kickoff de 63 jardas feito pelo wide receiver Justin Santiago, dos Dragons.

Contudo, seis jogadas após o retorno sensacional, o quarterback Brandon Silvers (7/18, 91 jardas, um TD e uma INT) lançou uma interceptação nas mãos do cornerback Tarvarus McFadden, que completou a pick-six com um retorno de 78 jardas para TD.

Os Vipers abriram 9 a 0 naquele momento da partida, mas pararam por aí.

Os últimos 17 pontos da partida foram dos Dragons. E a reação começou pouco depois da INT retornada para TD, quando Silvers acertou um passe longo de 68 jardas para touchdown de Keenan Reynolds.

E, pouco depois, o defensive end Marcel Frazier, dos Dragons, interceptou o quarterback Quinton Flowers (3/7, 18 jardas e uma INT), dos Vipers, e trouxe o placar para 12 a 9 para Dragons. Com a conversão de dois pontos, a vantagem foi para 14 a 9.

E, no quarto final, houve apenas um FG de 27 jardas do kicker Ernesto Lacayo para fechar o duelo.

O quarterback titular dos Vipers foi Taylor Cornelius, que acertou 16 passes de 27 para 154 jardas e duas interceptações.

Jogos da semana 3

Sábado, 22 de fevereiro, às 16h (de Brasília) – Tampa Bay Vipers x Houston Roughnecks

Sábado, 22 de fevereiro, às 19h (de Brasília) – Seattle Dragons x Dallas Renegades

Domingo, 23 de fevereiro, às 17h (de Brasília) – St. Louis BattleHawks x New York Guardians

Domingo, 23 de fevereiro, às 20h (de Brasília) – Los Angeles Wildcats x DC Defenders

Para conferir a classificação da XFL até agora, clique aqui.

Comments
To Top