Sem categoria

Em uma caminhada improvável, UConn chega ao seu quarto título nacional

(Crédito: Reprodução)

(Crédito: Reprodução)

Há pouco mais de um mês, a universidade de Connecticut assistia com ceticismo o desempenho do time de basquete que disputaria pela primeira vez nos últimos dois anos o torneio de basquete da NCAA, o March Madness. A campanha irregular  durante a temporada regular fez que a estrela da equipe, Shabazz Napier lançasse uma previsão um tanto furada para o destino do time: UConn será campeã nacional.

Na ocasião, a equipe vivia uma maré de pessimismo após a derrota em casa para Louisville. Mesmo assim, o time que foi campeão na noite desta segunda-feira, após bater Kentucky por 60 a 54 no AT&T Stadium, em Dallas, acreditou nas palavras de Napier. “Você não pode permitir que algo te segure. Você tem que achar o lado positivo das coisas e forçar para que isso aconteça. Não importa se você nasceu em um bairro rico ou em uma vizinhança pobre, você terá obstáculos. O que importa é como você trata esses desafios”, declarou Shabazz após a vitória de ontem.

No estádio do Dallas Cowboys, símbolo da grandeza da NFL, a cinderela de Connecticut mostrou na final o mesmo poder de reação e força psicológica que mostrou em sua saga. Desde a primeira partida, contra St. Joseph's no dia 20 de março, o time do técnico Kevin Ollie não se incomodou diante das adversidades. Ontem não foi diferente, quando a vantagem de UConn no placar foi destruída com uma forte reação de Kentucky. Faltando poucos minutos para acabar o torneio, Ryan Boatright, que perdeu o seu primo há dois meses, deu mais um exemplo de superação aos demais jogadores. Sentindo dores em seu tornozelo, o jogador acertou uma bola de três redentora faltando 4:13 para o final do torneio.

Foi um final que teve o que os Huskies têm de mais forte: defesa e pontaria. Seguraram o ímpeto dos Wildcats com maestria e aproveitaram a máquina de chutes de longe de Napier e até do alemão Niels Giffey. Três pontos para a universidade de Kevin Ollie.  “Eles acreditaram em uma visão antes que o resto poderia ver. Eles tiveram problemas, quando estávamos perdendo. Quando estávamos vencendo, eles se uniram e acreditaram que era possível”, afirmou Ollie.

Ollie nos lembra que o melhor aspecto do time é a capacidade de acreditar em qualquer coisa. Até em Cinderellas.

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top