NHL

Os mais novos imortais do hóquei no gelo

(Crédito: Divulgação/Facebook)

(Crédito: Divulgação/Facebook)

A metade do mês de novembro é sempre uma data circulada no calendário dos amantes de hóquei no gelo, principalmente aqueles que acompanham o esporte há muito tempo. É neste período que uma nova classe de jogadores é indicada para entrar no seleto grupo dos melhores de todos os tempos: o Hall da Fama. Em 2014, o grupo inclui quatro jogadores, um juiz e um técnico. Peter Forsberg, Mike Modano, Rob Blake, Dominik Hasek, Bill McCreary e o já falecido Pat Burns serão imortalizados por tudo que fizeram pelo esporte praticado no gelo.

Forsberg mudou a maneira com que o mundo encarava os jogadores suecos. Antes conhecidos como muito técnicos, porém fracos, Forsberg modificou essa percepção jogando um estilo bastante físico, mas ao mesmo tempo limpo. Humilde e quieto fora do gelo, se transformava em um monstro indomável ao vestir seus patins. Com uma das melhores visões de jogo e QI de hóquei já vistos, o sueco venceu duas Stanley Cups com o Colorado Avalanche, duas medalhas de ouro olímpicas e duas medalhas de ouro em Campeonatos Mundiais, sendo o único sueco a vencer estas competições duas vezes em sua carreira. É o oitavo na história da NHL na média de pontos por partida, quinto em assistências por jogo atrás apenas de Gretzky, Lemieux, Orr e Crosby. Sua carreira foi atrapalhada por lesões, que ele superou inúmeras vezes para jogar com seu enorme coração.

O maior gol da carreira de Forsberg, que deu a vitória para a Suécia na final olímpica contra o Canadá em 1992:

Mike Modano é o grande símbolo estadunidense no hóquei. É o jogador nascido em solos norte americanos que mais marcou pontos, gols e participou de partidas na história da NHL, sendo a primeira escolha geral do draft de 1988 pelo Minnesota North Stars. Quando a franquia se mudou para Dallas, um lugar em que o hóquei era completamente ignorado e desconhecido, Modano foi o grande símbolo da equipe e chamava atenção por sua habilidade fora do comum. Liderou o time dos Stars que venceu a Stanley Cup em 1999 e a seleção americana no Campeonato Mundial de 1996, única medalha de ouro conquistada pelo forward representando seu país.

O gol que encerrou o jogo 5 das finais da Stanley Cup de 2000, no tripo overtime, marcado por Modano:

Rob Blake foi selecionado apenas na 4ª rodada do draft de 1988 pelo Los Angeles Kings, tendo uma carreira muito maior do que todos os times esperavam. Vencedor do troféu Norris em 1993 e capitão dos Kings por cinco temporadas, Blake alcançou seu ápice em Colorado, onde venceu sua única Stanley Cup, ao lado de Peter Forsberg. Um ano depois, em 2002, o defensor foi parte importante do time canadense que venceu a medalha de ouro nas Olímpiadas de Salt Lake, batendo os Estados Unidos de Modano na grande final. Impecável na zona defensiva e responsável por anular grandes armas ofensivas dos times adversários, Blake é o 18º defensor com mais pontos na NHL e venceu recentemente sua segunda Stanley Cup, desta vez como assistente de General Manager do Los Angeles Kings, em 2014.

Um dos gols coast to coast mais espetaculares marcados na história da NHL, por Blake:

Dominik Hasek encerra a lista de jogadores, sendo o único goleiro do grupo. Há um motivo pelo qual o tcheco é conhecido como “Dominator”. Por cinco vezes em sua carreira, o goleiro postou uma porcentagem de defesas superior à .930%. Para efeito de comparação, a melhor temporada de Patrick Roy teve uma porcentagem de .925%, Brodeur de .927%. A média de Hasek ao se aposentar estava em .922%, números bons o suficiente para coloca-lo na discussão de melhor goleiro de todos os tempos. Além de números, há prêmios: o Dominator venceu seis troféus Vezina, dois Hart seguidos, uma medalha de ouro olímpica em 1998 defendendo a República Tcheca e uma Stanley Cup em 2002 com o Detroit Red Wings, sendo peça imprescindível para os times que conquistou seus títulos. E tudo isso começando sua carreira na NHL com tardios 25 anos. Era apenas questão de tempo até que o tcheco fosse indicado para o Hall da Fama, local que ele pertence pela carreira fantástica.

O shootout contra o Canadá que Hasek venceu praticamente sozinho na final olímpica de 1998, dando a medalha de ouro para o seu país.

 

Bill McCreary foi um dos juízes mais importantes do século XXI na NHL. Estreando em 1984, o bigodudo arbitrou 13 finais de Stanley Cup consecutivas, 15 no total, três finais olímpicas, em 1998, 2002 e 2010. Já apitou 1700 jogos de temporada regular e 282 partidas de playoffs, sendo o 16º árbitro a integrar o Hall da Fama.

O gol do New Jersey Devils nos minutos finais do jogo 7 das finais de conferência do leste, corretamente legitimado por McCreary:

Por último, mas não menos importante, o técnico Pat Burns. O canadense venceu o troféu Jack Adams três vezes em sua carreira, mais do qualquer outro técnico, uma Stanley Cup em 2001 com o New Jersey Devils, além de ter treinado três dos seis times que compõem o Original Six, levando o Montreal Canadiens, time de sua terra natal, para as finais da Stanley. Seu currículo é impecável, o suficiente para merecer uma indicação do Hall da Fama o quanto antes. A homenagem, no entanto, só veio quatro anos após sua morte. Burns sofreu de câncer no cólon, o que o obrigou a se aposentar em 2005. Com sua aposentadoria e falecimento, o jogo perdeu uma das pessoas mais queridas e profissionais de sua história. Burns se tornou um símbolo entre técnicos, respeitado por jogadores, dirigentes e outros técnicos.

Burns enquanto comandava os Canadiens, perdendo a paciência contra os Maple Leafs:

A classe de 2014 é a mais heterogênea e internacional que já vimos. Entre os jogadores, quatro de nacionalidades diferentes, além do primeiro juiz em seis anos e um dos maiores treinadores de todos os tempos. As indicações são sempre discutíveis, mas o que será discutido desta vez é o merecimento de cada um dos nomes que agora estarão imortalizados no Hall da Fama da NHL.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top