NHL

Montreal Canadiens derrota New York Rangers na prorrogação e mantem os canadenses na briga

Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

Depois de perder as duas primeiras partidas em casa, o Montreal Canadiens embarcou para New York com o objetivo de voltar pra casa com duas vitórias. E a primeira parte da missão canadense já foi cumprida. Com um gol de Alex Galchenyuk no overtime, os Canadiens derrotaram os Rangers pelo placar de 3 a 2.

O grande destaque dos Habs, tirando o gol salvador de Galchenyuk, foi o goleiro Dustin Tokarski. Jogando no lugar do lesionado Corey Price, Tokarski foi muito criticado por seu desempenho nas duas primeiras partidas entre os times. Mas o goleiro deu a volta por cima e fechou o gol. Foram 35 defesas dos mais variados tipos. Teve defesa com capacete, luva, pads e com o própio corpo.

Precisando da vitória a qualquer custo, os Canadiens foram ao ataque,  desorganizados no começo mas com muita disposição. E a desorganização rendeu um gol aos mandantes. P K Subban deu bobeira e gerou um contra-ataque fulminante. Carl Hagelin avançou com o disco e deu o gol para Martin St Louis, mas Tokarski fez uma defesa impressionante e o disco sobrou para Hagelin só encostar e empurrar o disco para dentro do gol.

Atrás no placar, os Habs só foram reagir depois do intervalo, no começo do segundo período. Brendan Gallagher saiu da zona defensiva carregando o puck e passou para Max Pacioretty que rapidamente inverteu o lance, passando para Andrei Markov que entrava em velocidade. Markov pegou de primeira e jogou o disco no canto direito de Henrik Lundqvist: 1 a 1.

O terceiro período começou lento e muito truncado, mas terminou de forma explosiva e emocionante. Quando restavam menos de cinco minutos para o término da partida, os Canadiens tomaram conta e passaram a exigir muito da defensiva dos Rangers. A pressão deu resultado e meio sem querer Daniel Brière acabou por empurrar o disco para dentro do gol após o disco rebater na borda e voltar na direção do gol.

Com o 2 a 1 no placar e menos de 3 minutos para o final, os Rangers foram com tudo na direção do gol de Tokarski. Com Lundqvist no banco e seis jogadores no gelo, a franquia de New York venceu três face-offs seguido e empatou a partida.  Faltavam 30 segundos e Chris Kreider aproveitou um cruzamento da direita, desviou o puck e contou com a sorte para empatar a disputa .

Nem bem a prorrogação começou e os Habs conseguiram marcar. Brian Gionta recuperou o disco e passou para Tomas Plekanec avançar e dar a assistência definitiva. Galchenyuk só teve o trabalho de arrematar e dar esperança aos canadenses. Final de jogo: 3 a 2 para o Montreal Canadiens.

Os times voltam a se enfrentar no próximo domingo, às 21h (horário de Brasília), também em New York.

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

To Top