NHL

The Flying Goal: O fim da seca de títulos do Boston Bruins

Crédito: Reprodução

Crédito: Reprodução

O ano era 1970, e se enfrentavam na final da Stanley Cup Boston Bruins e St. Louis Blues. Para o time do Missouri era a chance de vencer o título da NHL depois de dois anos seguidos sendo varridos na grande final. Para o time de Massachusetts, era a primeira final desde 1958, e a chance de conquistar um título que não vinha desde 1941. Melhor para os Bruins, que venceu o tão sonhado título em um jogo dramático, no Boston Garden, em que a lenda de Bobby Orr começou a ser escrita.

Naquele ponto da série, St. Louis enfrentava a eliminação. E pior. Sua terceira varrida seguida em uma final de Stanley Cup. Com isso em mente, entraram no jogo com outra mentalidade, diferente daquela que os fizeram perder de pelo menos 3 gols de diferença nos três primeiros jogos da série.

O jogo iniciou muito intenso, e mesmo assim o time da casa saiu na frente. Os Blues não se abalaram, e viraram o jogo logo no início do segundo período. A partir daí o jogo foi Boston marcando e os Blues voltando a abrir vantagem no placar. Ao final do terceiro período, o jogo estava empatado em 3 a 3. Prorrogação no Garden.

Logo aos 40 segundos de prorrogação, a temporada acabou. Bobby Orr marcou um dos gols mais célebres da história do esporte, o flying goal, que acabou com a seca de 29 anos sem titulo para a equipe de Boston e colocou o defensor no panteão de grandes jogadores do time e da liga

 

O LANCE

Depois de duas defesas feitas pelo goleiro dos Blues, o puck sobrou no lado direito do rinque aonde Don Awrey briga com dois defensores dos Blues e consegue passar para Ed Westfall. O capitão do time vê logo Derek Sanderson chegando por trás e faz um passe rápido. Sanderson tenta o chute, mas vê que um defensor dos Blues está bem na marcação, o que faz com que o jogador faça um passe utilizando a dasher board, afim de “virar o jogo”. O puck corre todo o fundo do campo, aonde não havia nenhum jogador do time da casa. Mas aí que aparece Bobby Orr, chegando de maneira fulminante do seu campo de defesa roubando um puck praticamente dominado pelo winger dos Blues, Larry Keenan.

Orr, agora com o puck, vê o center Derek Sanderson, sem marcação, inteligentemente posicionado atrás do gol para que o time executasse uma jogada behind the net, uma triangulação simples que faria com que Bobby aparecesse na frente do goleiro sem marcação. Orr passou para o center, que puxou a marcação de Jean-Guy Talbot, que estava em Orr, deixando-o livre. Sanderson esperou até o último segundo para Talbot se distanciasse de Orr para que o defensor dos Bruins pudesse executar o tiro de maneira perfeita. E foi isso que aconteceu. O puck passou por entre as pernas do goleiro, selando a vitória Bostoniana. Talvez a grande chave do lance foi a virada de jogo de Sanderson, que fez com que os defensores de St.Louis tivessem que mudar de direção rapidamente deixando espaço para os Bruins jogaram. Percebam como na hora do tiro final, aquele que deveria estar marcando Orr está longe da jogada (Número 4 dos Blues).

O gol foi tão importante para a história do clube, que homenagearam o jogador fazendo uma estátua da icônica foto de Orr voando sobre o gelo logo após marcar o gol.

Foto: Pedro Borg

Foto: Pedro Borg

A NHL Network também fez um pequeno vídeo contando a história desse jogo, fazendo entrevista com jogadores dos dois lados do confronto. Confira:

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

To Top