NHL

Após susto, Anaheim Ducks vence Chicago Blackhawks e fica a uma vitória de disputar a Stanley Cup

ANAHEIM DUCKS 5 X 4 CHICAGO BLACKHAWKS

Por um momento, o Anaheim Ducks achou que a vitória já estava garantida. Mas o Chicago Blackhawks é um time velho de guerra, buscou o empate e forçou a prorrogação. Quando as duas equipes já se preparavam para um extensa batalha, Matt Beleskey se jogou em um rebote e definiu a vitória dos Ducks por 5 a 4.

O resultado deixa a equipe de Anaheim a uma vitória da disputa pela Stanley Cup. O jogo 6 será realizado na próxima quarta-feira (27), às 21h (horário de Brasília), no United Center, em Chicago.

Cam Fowler, Ryan Kesler e Sami Vatanen fizeram três gols em 10 minutos, um começo arrasador para os Ducks, que deixaram o adversário atônito e sem reação. O Honda Center quase veio abaixo e o clima de vitória tomou conta de torcedores e jogadores.

O relaxamento veio e, de guarda baixa, os Ducks permitiram dois gols aos Blackhawks. Teuvo Teravainen fez um disparo defensável, mas Frederik Andersen (24 defesas) foi mal, e o disco passou por entre as pernas. O jogo esquentou e Brent Seabrook deixou tudo ainda mais interessantes com menos de 30 segundos para o fim do segundo período.

Patrick Maroon tratou de recolocar o Anaheim Ducks no controle, marcou seu gol e deixou o placar em 4 a 2. A franquia de Chicago tinha o controle do disco, mas não chegava a assustar Andersen. Do outro lado, Corey Crawford seguia tranquilo, já que os Ducks pouco atacavam e só se preocupavam em administrar o jogo.

Com o fim da partida se aproximando, Chicago retirou Crawford e deixou seis patinadores no gelo. O homem a mais deu resultado, Jonathan Toews recebeu de Marian Hossa e, de primeira, fez o terceiro dos Blackhawks. Mais um gol e os times teriam um tempo extra para decidir.

Toews, que tinha acabado de marcar, fez um chute despretensioso na direção de Andersen, o goleiro dinamarquês vacilou, o disco bateu em seu patins e foi para o fundo do gol. O desânimo tomou conta de Anaheim e Chicago foi para o intervalo empolgado.

Nem bem a prorrogação começou, os Ducks já testaram Crawford, que terminou com 23 defesas. Na sequência, Jakob Silfverberg recuperou o disco e acionou Kesler, que por sua vez avançou e disparou contra o gol. Crawford deu rebote e Beleskey foi com tudo para decidir a partida.

Fim de jogo e alívio para Andersen e companhia. Os Ducks precisam de mais uma vitória, enquanto os Blackhawks terão que vencer em casa para forçarem um jogo 7.

Comments

Popular

To Top