NFL

Vontaze Burfict é suspenso pelo restante da temporada 2019; veja mais transações

Vontaze Burfict, linebacker do Oakland Raiders

O linebacker Vontaze Burfict, do Oakland Raiders, foi suspenso pelo restante da temporada 2019 da National Football League devido à sua pancada de capacete contra capacete dada no tight end Jack Doyle, do Indianapolis Colts, no último domingo. A NFL fez o anúncio oficial da suspensão nesta segunda-feira (30).

Burfict foi ejetado no segundo quarto da vitória dos Raiders por 31 a 24. Inicialmente, ele tomou uma falta por dar uma pancada em Doyle na cabeça. Mas, depois que os árbitros debateram o lance, o defensor dos Raiders foi expulso do confronto.

A liga disse que Burfict não será pago durante a suspensão, que também vale para os playoffs, caso os Raiders se classifiquem.

A NFL mencionou as repetidas violações de Burfict às regras de força desnecessária ao aplicar a suspensão mais longa por um incidente dentro de campo na história da liga.

Jon Runyan, vice-presidente de operações de futebol da NFL, escreveu uma carta e enviou a Burfict explicando a decisão.

“Não há circunstâncias atenuantes nesta jogada. Seu contato foi desnecessário, flagrante e deveria ter sido evitado. Por suas ações, você foi penalizado e desqualificado do jogo. Após cada violação anterior da regra, você foi alertado por mim e por cada um dos oficiais nomeados em conjunto que futuras violações resultariam em medidas de responsabilidade escalonadas. No entanto, você continuou a abusar flagrantemente de regras designadas a proteger você mesmo e seus oponentes de riscos desnecessários”, frisou o executivo.

Lamont Smith, agente de Burfict, disse à jornalista Josina Anderson, da ‘ESPN’, que o linebacker veterano vai apelar da suspensão e que ele espera que a apelação seja ouvida nesta semana. Smith ainda acrescentou que acredita que a “suspensão de 12 jogos é excessiva e a jogada que levou à suspensão é uma jogada de futebol americano”.

Atualmente com 29 anos de idade, Burfict recebeu 13 suspensões e multas em suas 13 temporadas no Cincinnati Bengals, antes de assinar com os Raiders como free agent nesta offseason. Duas das suspensões foram por pancadas ilegais, totalizando seis jogos.

Em 2017, ele conseguiu apelar de uma suspensão de cinco jogos e vê-la ser reduzida para três.

O técnico Frank Reich, do Indianapolis Colts, disse nesta segunda que estava “grato pela liga ter tomado a ação que tomou”.

“Quando alguém faz algo assim, ataca um dos seus jogadores, ela não deveria estar no esporte Ainda bem que eles fizeram o que fizeram. As ações parecem muito apropriadas”, ressaltou o head coach da franquia de Indiana.

Confira mais transações na NFL nesta segunda (30) movimentada:

– E tem troca! O Philadelphia Eagles chegou a um acordo de negociação com o Atlanta Falcons e o safety veterano Johnathan Cyprien vai para Atlanta, juntamente com uma escolha de sétima rodada do draft de 2020, em troca pelo linebacker Duke Riley e uma escolha de sexta rodada de 2020.

A troca foi anunciada de maneira oficial pelos Eagles.

Atualmente com 29 anos de idade, Cyprien assinou um contrato de um ano com os Eagles em agosto, depois de perder toda a temporada 2018, quando ainda estava no Tennessee Titans, devido a uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho. Cyprien disputou todos os quatro jogos de Philly nesta temporada, colaborando mais nos special teams.

Já Riley, atualmente com 25 anos de idade, também vinha trabalhando mais nos special teams dos Falcons nesta temporada. Ele não jogou nada contra os Titans na semana 4.

– A passagem do safety D.J. Swearinger pelo Arizona Cardinals durou pouco. A franquia de Glendale dispensou o defensive back nesta segunda, após apenas quatro jogos do defensor na organização.

Assim, é a quarta vez que Swearinger foi dispensado em sua carreira de sete anos e a segunda vez nos últimos nove meses.

Swearinger atuou em 100% dos snaps defensivos dos Cardinals até a derrota para o Seattle Seahawks, na semana 4, e somou 29 tackles, cedendo três touchdowns.

O safety foi trazido pelos Cards em dezembro do ano passado, depois de ter sido cortado pelo Washington Redskins após tecer críticas contundentes a Greg Manusky, coordenador defensivo da franquia da capital dos Estados Unidos.

Selecionado na segunda rodada do draft de 2013, Swearinger foi anteriormente dispensado pelo Houston Texans e pelo Tampa Bay Buccaneers. Ele assinou um contrato de três anos com Washington em 2017, depois de uma boa passagem de mais de um ano pelos Cardinals.

– O safety Mike Adams voltou a ter uma chance na NFL, já que o veterano acertou um contrato com o Houston Texans, com apurou o jornalista Mike Garafolo, da ‘NFL Network’, nesta segunda. Atualmente com 38 anos de idade, o defensive back chega para adicionar opções a uma secundária de Houston que foi dizimada pelas lesões.

Os Texans estavam com apenas quatro safeties, com os titulares Justin Reid e Tashaun Gipson entrando no relatório de lesionados na semana passada. Apesar disso, ambos jogaram durante a derrota de domingo para o Carolina Panthers.

Veterano que está em seu sexto time em 16 anos na NFL, Adams passou as últimas duas temporadas nos Panthers e vinha sendo titular em tempo integral desde 2014 antes de não ser contratado nesta offseason. Ele somou 75 tackles, três interceptações e três tackles para perda de jardas em 2018. Adams iniciou sua carreira na liga em 2004, no San Francisco 49ers, entrando na NFL como free agent não draftado originário de Delaware.

————————————————————————————————————————————————————

Você que chegou até aqui merece uma dica de sucesso. 

Quinto Quarto é um associado da Amazon e oferece o Amazon Prime, com frete grátis de produtos Amazon e mais filmes e séries – como o All or Nothing, que acompanha as temporadas de Carolina Panthers, Manchester City e outras equipes. Clique no link, conheça o produto, que custa apenas R$ 9,90 por mês e ajude o Quinto Quarto no processo. Ainda tem um teste grátis para você que é mais pão duro que os integrantes do Quinto Quarto.

Comments
To Top