NFL

Vários jogadores do Pittsburgh Steelers afirmam que James Harrison queria sair

James Harrison, linebacker do New England Patriots

(Crédito: Twitter/reprodução)

O linebacker James Harrison foi dispensado pelo Pittsburgh Steelers no último final de semana e já acertou sua ida para o New England Patriots. E, segundo vários jogadores dos Steelers, o pass rusher queria sair da franquia da Pensilvânia por não estar jogando muito.

“Ele apagou o seu próprio legado”, declarou o center Maurkice Pouncey, em conversa com os jornalistas nesta quarta-feira (27).

De acordo com os agora ex-companheiros de equipe de Harrison, o linebacker estava forçando sua saída devido à infelicidade com a falta de tempo de jogo (40 snaps em 14 jogos em 2017) e o plano do camisa 92 deu certo.

O técnico Mike Tomlin falou brevemente sobre o corte de Harrison, citando a necessidade de criar um espaço no elenco para a volta do offensive lineman Marcus Gilbert, que cumpriu suspensão.

Já os companheiros não foram tão comedidos ao falarem sobre a saída do defensor.

“Se você não quer estar aqui, saia e diga. Não faça parecer que é culpa do time. (…) Você acha que o time e a organização queriam se livrar de James Harrison? Por favor. Se eu quisesse sair, eu não deixaria o time levar a culpa por isso”, criticou Pouncey.

O linebacker Bud Dupree também falou sobre a saída de Harrison.

“Eu não quero que a mídia retrate que somos o motivo pelo qual ele saiu. Esse não é o motivo. Ele escolheu sair. Ele tomou certas decisões e suas ações o levaram a essa circunstância”, pontuou o camisa 48.

O cornerback Artie Burns disse que a “energia” de Harrison mostrou ao time que ele estava bravo com a falta de tempo de jogo, o que criou “uma coisa toda com ele e os homens lá de cima”, levando assim à dispensa.

“Eu acho (que New England é) onde ele queria estar”, frisou Burns.

Bill Parise, que é agente de Harrison, afirmou no sábado que o divórcio foi amigável, mas que Harrison estava “claramente” frustrado com seu papel na defesa de Pittsburgh.

Certo é que a saída de Harrison dos Steelers representa um final estranho à sua carreira na franquia. O linebacker passou 14 de suas 15 temporadas na NFL até agora vestindo a camisa dos Steelers (só jogou em 2013 pelo Cincinnati Bengals antes de voltar a Pittsburgh) e foi a cinco Pro Bowls e venceu dois títulos de Super Bowl nos Steelers.

Além dessas conquistas, Harrison também ganhou um prêmio de Jogador Defensivo do Ano e foi constantemente elogiado pelos companheiros de equipe por liderar pelo exemplo.

O safety Mike Mitchell afirmou que Harrison é um amigo, mas acrescentou que provavelmente não teria ido para New England por US$ 59 mil.

Já Pouncey foi questionado se a saída de Harrison se tornou uma distração no vestiário na reta final da temporada e preferiu mandar uma mensagem para o pass rusher.

“Eu não me importo. Adeus. Divirta-se”, finalizou o center dos Steelers.

Comments
To Top