NFL

Três heróis e três vilões da semana 9 da NFL

Russell Wilson, quarterback do Seattle Seahawks

(Crédito: Twitter/reprodução)

Olá, amigos do Quinto Quarto! Cá estamos nós mais uma vez para eleger três heróis e três vilões depois de mais um final de semana de muito futebol americano. A semana 9 da temporada 2019 da National Football League está chegando ao fim e tivemos uma rodada bem movimentada.

Como é de praxe, Bruno Bataglin elege três homens e os coloca no altar máximo da bola oval (pelo menos por uma semana). E Miguel Amado escolhe outros três para difamá-los e ver se eles acordam para a vida.

Escute nossos palpites certos, opiniões mais ou menos e apostas loucas no podcast do Quinto Quarto. Inscreva-se!

Em algumas ocasiões, também elegemos um grupo inteiro (em vez de apenas um nome) e citamos algumas menções honrosas.

Essa já é uma tradição tão aguardada quanto os fogos de artifício no Réveillon em Copacabana.

PS: sinta-se livre para discordar, concordar e nos xingar (mas com carinho) através do nosso Instagram, Twitter ou via sinal de fumaça. O importante é o seu feedback.

Sem mais enrolação, eis os três heróis e os três vilões da semana 9. Preparado?

HERÓIS DA SEMANA #9 da NFL

Por Bruno Bataglin

  • Russell Wilson

O que esse cara vem jogando não é brincadeira. Na vitória por 40 a 34 sobre o Tampa Bay Buccaneers, na prorrogação, Wilson empatou a melhor marca de sua carreira e lançou para cinco touchdowns. Isso mesmo: CINCO TDS!

O quarterback do Seattle Seahawks fechou a partida com 29 passes certos de 43 para 378 jardas e cinco TDs, além de 21 jardas corridas. Assim, o camisa 3 chegou a 22 passes para TD e apenas uma interceptação sofrida em nove jogos no campeonato até agora.

Wilson está dando passos largos para ser eleito o MVP da temporada (eu sempre disse que ele era o meu escolhido até agora na temporada) e mostrando que é decisivo. Neste domingo, ele chegou à sua 27ª campanha para vencer o jogo no último quarto ou na prorrogação. Esta é a segunda maior marca da NFL (atrás apenas das 28 de Matthew Stafford, do Detroit Lions) desde 2012, que é quando Wilson entrou na NFL.

Os Seahawks chegaram a 7-2 na temporada e méritos sobretudo a Wilson.

  • Lamar Jackson

Quando você consegue quebrar a invencibilidade de um time realmente diferenciado, você merece ser elogiado. E foi o que Lamar Jackson conseguiu no SNF. Em horário nobre, o quarterback do Baltimore Ravens mostrou que estava com muita sede.

No triunfo por 37 a 20 sobre o New England Patriots, Jackson acertou 17 passes de 23 para 163 jardas e um touchdown, saindo com um bom passer rating de 107.7.

Pelo chão, o camisa 8 correu 16 vezes para 61 jardas e dois TDs, totalizando três TDs na noite. O TD corrido que abriu o placar foi basicamente um desfile até a end zone, colocando a defesa de Bill Belichick no bolso.

Jackson já merece ser considerado para a briga de MVP da temporada? Sem sombra de dúvidas.

  • Christian McCaffrey

Logo, logo esse cara vai ser o patrocinador dos heróis da semana. Christian McCaffrey mais uma vez foi mais de 80% do ataque do Carolina Panthers na vitória por 30 a 20 sobre o Tennessee Titans.

O running back/jogador mais versátil do planeta/melhor que um canivete suíço correu 24 vezes para 146 jardas e dois touchdowns, além de fazer três recepções para 20 jardas e um TD, totalizando três idas à end zone no domingo.

166 jardas de scrimmage e três TDs não é nada mal.

Na temporada 2019, McCaffrey chegou a 165 corridas para 881 jardas e 10 TDs, além de 42 recepções para 363 jardas e três TDs. 1.244 jardas e 13 touchdowns. Em apenas oito jogos até agora.

Não tenho muito mais a acrescentar além de três palavras: candidato a MVP.

E uma menção honrosa:

  • Josh Jacobs

O running back do Oakland Raiders também não fez feio neste domingo. No triunfo por 31 a 24 sobre o Detroit Lions, o calouro correu 28 vezes para 120 jardas e dois TDs.

O camisa 28 vem se mostrando uma peça importante do ataque da equipe comandada por Jon Gruden e merece ser mencionado entre os heróis, mesmo não tendo feito o suficiente para ficar entre os três desta semana.

VILÕES DA SEMANA #9 da NFL

Por Miguel Amado

  • Cleveland Browns (o time todo)

Quatro vezes o time chegou na red zone ou à beira dela. Quatro field goals. Derrota por cinco pontos para os Broncos que estavam com Brandon Allen, escolha de sexta rodada em 2016 e cortado dos Jaguars e Rams. O argumento é que os Browns poderiam emendar vitórias agora com uma tabela bem mais fácil. Agora chegamos a um ponto quase sem retorno.

  • Ryan Fitzpatrick

Pois é, como pode um quarterback que teve 288 jardas, sem turnovers, 3 passes para TD é um vilão? Muito simples: Ryan Fitzpatrick joga por uma franquia que só quer perder para pegar um franchise quarterback que não aparece por Miami há duas décadas. Mas FitzMagic não quis saber disso com sua barba divina e agora os Dolphins tem o mesmo 1-7 dos Dolphins e Falcons e estão melhores que os Redskins, 1-8 e os Bengals 0-8. Não faz sentido nosso raciocínio?

  • Adam Vinatieri (e seu holder)

Adam Vinatieri custou o segundo jogo (pelo menos) para os Colts. Além de errar um extra point, Vinatieri chutou de forma péssima o field goal que poderia ser da vitória, de apenas 44 jardas. Mas há uma justificativa: o holder Rigoberto Sanchez admitiu que a costura ficou para o lado do chute, o que é um erro crasso já que faz a precisão ir para o espaço. Então botamos os dois aqui.

Comments
To Top