NFL

Três heróis e três vilões da semana 4 da NFL

Gardner Minshew, quarterback do Jacksonville Jaguars

Em uma tradição que, após quatro semanas, já pode ser equiparada ao Carnaval de Salvador, o Quinto Quarto traz mais uma coluna especial com três heróis e três vilões da semana 4 do final de semana de National Football League.

Este é mais uma ajudinha que damos para te divertir e te ajudar a ver quem foram os caras e os que querem se esconder nas sombras após o domingo da quarta semana da temporada 2019.

É sempre bom ressaltar que vamos trazer algumas escolhas não tão óbvias, evitando sempre que der aqueles que destroem semana após semana, e também damos espaço eventualmente às menções honrosas.

Sem mais, vamos a esse prêmio do QQ que se equipara ao que os Oscars são para o cinema mundial…

Heróis da Semana #4 da NFL

Por Bruno Bataglin

  • Gardner Minshew

Ah, o ‘bigodera’ está arrasando. Meu, que ídolo! Com seu mustache maravilhoso e totalmente moderno, o quarterback do Jacksonville Jaguars ajudou a comandar o ataque dos Jags em uma vitória por virada sobre o Denver Broncos.

No triunfo por 26 a 24, em plena casa do rival, Minshew acertou 19 passes de 33 para 213 jardas e dois touchdowns. E ele comandou a virada mesmo tendo sofrido cinco sacks na partida.

É claro que ele teve a ajuda de outro jogador muito especial de seu ataque (não por acaso ele é o do tópico abaixo), mas Minshew mais uma vez vem provando que pode substituir Nick Foles. E, por que não, pode ficar com a vaga de titular mesmo depois do retorno de Foles.

Além de tudo, ele nos lembra dia após dia que, para sermos bem-sucedidos, é só sair do jornalismo. Algo que nós, infelizmente, não soubemos aprender com ele.

  • Leonard Fournette

A vitória dos Jags sobre os Broncos também não teria sido a mesma sem Leonard Fournette. O running back de Jacksonville teve o melhor desempenho de sua carreira em uma partida, correndo 29 vezes para 225 jardas, incluindo uma corrida de 81 jardas, e fazendo duas recepções para 20 jardas.

Foi o melhor desempenho de um RB dos Jags desde que Fred Taylor correu para 234 jardas lá no longínquo ano 2000.

A corrida de 81 jardas de Fournette, aliás, foi uma das jogadas que ajudou Minshew a fechar o terceiro quarto com passes para TDs nas duas campanhas ofensivas dos Jags no período.

Para efeito de comparação, Fournette havia somado 179 jardas corridas nas três primeiras semanas da temporada. A semana 4 foi mesmo a do camisa 27, que precisava de uma atuação dessa para voltar aos trilhos.

  • Nick Chubb

Em uma semana 4 que foi bastante dominada pelos visitantes e pelos running backs, o principal corredor do Cleveland Browns também deu o seu showzinho particular. Na vitória sobre o Baltimore Ravens por 40 a 25, em pleno M&T Bank Stadium, Chubb teve números espetaculares.

O camisa 24 correu 20 vezes para 165 jardas, com uma média absurda de 8,3 jardas por carregada, e três touchdowns. E ele ainda acrescentou mais três recepções para 18 jardas, saindo de campo com 183 jardas produzidas.

Chubb chegou a anotar um touchdown terrestre de 88 jardas que foi muito importante para o resultado final.

Ele dominou e merece estar entre os três heróis do QQ para a semana 4.

E duas menções honrosas:

  • Defesa do Chicago Bears

Você perde seu quarterback titular logo no começo do jogo e parece que as coisas vão ficar ruins, não é mesmo? Não com o Chicago Bears. Chase Daniel, um dos melhores QBs reservas da liga, deu conta do recado e a defesa dos Bears mais uma vez levou o time nas costas.

O pass rush da franquia de Illinois colocou a linha ofensiva do Minnesota Vikings no bolso e engoliu Kirk Cousins (27/36 para 233 jardas), aplicando seis sacks para uma perda total de 51 jardas na vitória dos Bears por 16 a 6.

Dos seis sacks, dois foram de Nick Williams, 1,5 foram de Khalil Mack, 1,5 de Roy Robertson-Harris e um de Nick Kwiatkoski.

Apenas 222 jardas ofensivas para os Vikings. É, Cousins, a coisa tá ficando feia…

  • Christian McCaffrey

Eis mais um running back que poderia ter ficado entre os três heróis, mas que saiu de lá por causa das atuações monstruosas de Fournette e Chubb.

O canivete suíço do Carolina Panthers, que ajudou o time a bater o Houston Texans por 16 a 10, correu 27 vezes para 93 jardas e um touchdown, além de ter feito 10 recepções para 86 jardas.

Mesmo sem Cam Newton, McCaffrey consegue manter a pegada do ataque da equipe comandada por Ron Rivera. E é um dos responsáveis pelo time ter saído de 0-2 e agora estar 2-2 entrando na semana 5.

Vilões da Semana #4 da NFL

Por Miguel Amado

  • Vontaze Burfict

Sempre odiei ele e me perguntei o que raios ele ainda fazia na liga, mesmo quando era um linebacker bom no Cincinnati Bengals. Vontaze Burfict não pode ter lugar em uma liga onde existe uma suposta preocupação com os atletas e ele ronda o meio de campo dando um golpe sujo atrás do outro.

 

Não é a primeira vez, mas talvez seja a última. Burfict foi suspenso pelo resto da temporada pela NFL. Foi tarde.

  • Linha ofensiva dos Vikings

Sim, Kirk Cousins está péssimo. Ok, a defesa dos Bears é incrível. Mas a linha ofensiva dos Vikings foi a principal responsável pela derrota de ontem. E uma das mais culpadas pelo começo mais ou menos da equipe. Cousins foi sackado seis vezes, pressionado o jogo inteiro.

Tudo bem, se você ainda não sente pena no homem de US$ 84 milhões de dólares, tenha pena de Dalvin Cook, que ganhará US$ 1 milhão “apenas” e teve seu pâncreas socado o jogo inteiro, conseguindo míseras 35 jardas porque a linha não abre um buraco.

  • Josh Allen

Eu me diverti às custas de quem chamou ele de bust depois do Draft de 2018. Ele não é um bust, mas no seu primeiro teste de fogo, ele falhou miseravelmente. Os Bills tiveram seu maior jogo em anos, recebendo os Patriots em um duelo de times 3-0 e podendo se colocar como o desafiante pela AFC East.

Depois de acertar 13 de 28 passes, apenas 155 jardas, 3 INTs e ainda sair machucado (coitado), Allen mostrou que ainda é um pouco verde para esse cenário todo. Tudo bem, pelo menos ele conseguiu um TD corrido e pode mostrar evolução durante sua segunda temporada e até chegar nos playoffs. Só não deixa cruzar com esses Patriots.

————————————————————————————————————————————————————

Você que chegou até aqui merece uma dica de sucesso. 

Quinto Quarto é um associado da Amazon e oferece o Amazon Prime, com frete grátis de produtos Amazon e mais filmes e séries – como o All or Nothing, que acompanha as temporadas de Carolina Panthers, Manchester City e outras equipes. Clique no link, conheça o produto, que custa apenas R$ 9,90 por mês e ajude o Quinto Quarto no processo. Ainda tem um teste grátis para você que é mais pão duro que os integrantes do Quinto Quarto.

Comments
To Top