NFL

No Huddle – Tom Brady está de “mente aberta” sobre onde jogar em 2020

Tom Brady, quarterback do New England Patriots

No Huddle – O boletim de notícias de NFL do Quinto Quarto

– O quarterback Tom Brady, que deve se tornar um free agent irrestrito no dia 18 de março, algo inédito em sua carreira de 20 anos de National Football League, foi questionado neste domingo sobre a possibilidade de ser algo realista ele vestir a camisa de outro time na próxima temporada.

E o astro do New England Patriots deu uma resposta um tanto quanto surpreendente.

“Estou de mente aberta em relação ao processo”, falou Brady, em sua participação semanal na rádio ‘Westwood One’, quando também foi questionado se ele estaria disposto a jogar em outra equipe da NFL. “Ao mesmo tempo, adoro jogar futebol americano e quero continuar a jogar e fazendo um grande trabalho. Estou ansioso pelo que está por vir. O que quer que o futuro traga, vou abraçar de braços abertos”, frisou.

Na noite de sábado, Brady estava em Las Vegas para o UFC 246 e, lá, ele chegou a cruzar com Mark Davis, proprietário do Oakland Raiders. E fotos dos dois causaram furor nas redes sociais, sobretudo devido ao futuro incerto de Brady nesta offseason, assunto que deve ser o principal dos esportes americanos nos próximos meses.

É muito pouco comum que um jogador do status de Brady fique à disposição na free agency. E, como parte de seu contrato reestruturado que ele fechou com os Pats em agosto, o time não pode aplicar a franchise tag no QB. Isso dá ao astro o poder de decidir seu futuro.

Caso Brady decida permanecer nos Patriots em sua 21ª temporada na NFL em 2020, ele empatará o kicker Jason Hanson, do Detroit Lions, na maior passagem por um único time na história da NFL, segundo o ESPN Stats & Information.

– O San Francisco 49ers vai utilizar seu tradicional traje de visitante no Super Bowl LIV. Os Niners vão usar camisas brancas e calças douradas na decisão da temporada 2019 da NFL contra o Kansas City Chiefs, no dia 2 de fevereiro, no Hard Rock Stadium, em Miami.

A informação foi confirmada pelo time nesta segunda.

Os Chiefs, designados como o time da casa (por questão de rodízio, o campeão da AFC é o mandante do Super Bowl desta temporada), vão utilizar sua camisa vermelha.

A título de curiosidade, os Niners estão com duas vitórias em dois Super Bowls utilizando a combinação de branco e dourado. Com esse traje, a equipe californiana venceu o Cincinnati Bengals no Super Bowl XVI e o Denver Broncos no Super Bowl XXIV.

– Aaron Rodgers obviamente ficou frustrado com a derrota para o San Francisco 49ers, na final da Conferência Nacional (NFC). Mas, mesmo com a chance desperdiçada pelo Green Bay Packers de chegar ao Super Bowl LIV, o quarterback de 36 anos de idade acredita que ainda terá chances no futuro de vencer mais um Troféu Vince Lombardi.

Após a derrota por 37 a 20 no Levi’s Stadium, Rodgers demonstrou otimismo de que a equipe está no caminho certo.

“A janela está aberta, e acho que logo estaremos no lado certo disso”, falou Rodgers, após sua terceira derrota em uma final da NFC em quatro jogos do tipo na carreira como titular. “Essa é a coisa empolgante. Não torna este sentimento mais fácil, mas é muito emocionante seguindo em frente”, analisou.

Contudo, para poder voltar a sonhar com Super Bowl, os Packers precisam reduzir a diferença técnica em relação a times como os próprios Niners. Das quatro derrotas dos Packers nesta temporada, incluindo playoffs, duas foram para os Niners. E, no combinado dos dois jogos, os Packers estiveram perdendo no intervalo por 50 a 0.

Mas, após duas temporadas seguidas com mais derrotas do que vitórias e uma mudança de treinador, Rodgers avalia esta última temporada como especial.

“Este será sempre especial porque isso (jogar futebol americano) se tornou divertido novamente”, afirmou o camisa 12.

– Raheem Mostert foi o nome da final da Conferência Nacional (NFC) contra o Green Bay Packers. O running back carregou o San Francisco 49ers nas costas e teve uma atuação irrepreensível na vitória por 37 a 20.

Foram 220 jardas corridas e quatro touchdowns (maiores marcas de sua carreira em uma partida) em 29 carregadas.

“Ainda surreal. Eu não posso acreditar que estou nesta posição agora e que fiz as coisas que fiz nesta noite”, falou Mostert, após a partida.

Mostert se tornou o único jogador da história da NFL com, pelo menos, 200 jardas corridas e quatro TDs em um jogo de playoff. O RB dos Niners ainda se tornou apenas o terceiro jogador a marcar ao menos quatro TDs corridos em um jogo de pós-temporada, juntando-se a LeGarrette Blount e Ricky Watters, mas foi o primeiro a conseguir tal feito em uma final de conferência.

Ele também estabeleceu recordes dos 49ers de TDs corridos e jardas corridas em um jogo de playoff, passando Colin Kaepernick (181) na última categoria.

– No maior jogo de sua carreira até agora (será ultrapassado daqui a duas semanas pelo Super Bowl LIV), Jimmy Garoppolo precisou lançar apenas oito passes. Sim, foram míseros oito lançamentos durante a vitória por 37 a 20 sobre o Green Bay Packers, na final da NFC.

Assim, o QB saiu de campo com seis passes completados de oito para 77 jardas.

“Eu acho que lancei mais (do que oito passes no aquecimento)”, brincou o camisa 10, enquanto os Niners levantavam o Troféu George Halas, dado ao campeão da NFC.

Com o desempenho de Garoppolo, cujo ataque focou no jogo terrestre, os 49ers se juntaram ao Miami Dolphins de Don Shula, em 1971 e 1973, entre os únicos times a terminar um jogo de pós-temporada com menos do que 10 passes lançados (era Super Bowl), segundo o NFL Research.

– O Kansas City Chiefs é um leve favorito para vencer o Super Bowl LIV sobre o San Francisco 49ers para as casas de apostas. Isso segundo as cotações desta semana, duas antes da decisão.

Segundo os arquivos do ESPN Stats & Info, nenhum Super Bowl na história teve uma linha de um ponto apenas a favor de determinado time sobre o outro no spread. E quatro Super Bowls no total tiveram uma linha de menos de dois pontos, com o Super Bowl LIV aparentemente sendo destinado a ser o quinto.

O Caesars Sportsbook abriu a linha em Chiefs -1,5 no domingo e logo recebeu apostas cedo nos 49ers (+1,5).

A título de curiosidade, os favoritos para as casas de apostas venceram 34 de 53 Super Bowls até agora. Contudo, os favoritos por três ou menos pontos somam oito vitórias e sete derrotas em SBs.

– O quarterback Patrick Mahomes, astro do Kansas City Chiefs, foi o jogador cujos itens mais foram vendidos entre produtos licenciados da NFL entre os dias 1º de março e 30 de novembro de 2019, segundo a lista oficial divulgada pela NFL Players Association (NFLPA).

Assim, Mahomes está ultrapassando Tom Brady, astro do New England Patriots. Ele foi o líder nesta categoria nas últimas duas temporadas.

Comments
To Top