NFL

Tom Brady: ausência nas OTAs foi por “razões pessoais”, não Bill Belichick

Tom Brady, quarterback do New England Patriots

(Crédito: Twitter/reprodução)

O quarterback Tom Brady, astro do New England Patriots, afirmou que sua ausência dos treinamentos voluntários de offseason nada teve a ver com o técnico Bill Belichick e mencionou “razões pessoais” como justificativa.

O camisa 12 também não escondeu sua empolgação antes da temporada 2018 da National Football League.

“Nós sempre tivemos um bom relacionamento”, disse Brady sobre Belichick após o último treinamento do time no minicamp obrigatório, nesta quinta-feira (7). “Eu estou aqui há um bom tempo e eu amo esse time. Eu amo esta organização, e eu amo jogar como quarterback para ele. Eu o amei na temporada passada. Estou me divertindo muito agora, então isso é obviamente o mais importante para mim”, prosseguiu.

Entrando em sua 19ª temporada sob o comando de Bill Belichick, Brady foi questionado sobre o que mudou em relação aos últimos anos, quando ele participou de treinos voluntários, e comentou sobre eles como um tempo para estabelecer uma base com os companheiros de equipe.

“É obviamente importante para todos. Nossos treinadores fazem um excelente trabalho nos preparando. Apenas algumas razões pessoais para mim. Mas estou aqui agora e focado no que eu preciso fazer, como sempre digo que estou. Estou ansioso para este ano”, observou.

Vale lembrar que, atualmente, Brady tem contrato até a temporada 2019 da NFL e o quarterback assinou a maioria de suas extensões de contrato com os Patriots com dois anos remanescentes em seu atual acordo.

A extensão de contrato mais recente do QB foi em 2016 e o atual acordo paga uma média de US$ 20,5 milhões a Brady por temporada.

Para efeito de comparação, o atual quarterback mais bem pago da NFL é Matt Ryan, do Atlanta Falcons, que assinou recentemente um novo contrato que prevê o pagamento de US$ 30 milhões por temporada.

Questionado se sua atual situação contratual tem a ver com o fato de ele ter permanecido longe do time na offseason, Brady rebateu.

“Eu nunca falei sobre o meu contrato. Eu nunca mencionei dinheiro por muitas razões que disse ao longo dos anos. Essas coisas são muito pessoais”, frisou.

Prestes a completar 41 anos de idade, já que faz aniversário em agosto, Brady, que é o atual MVP da NFL, afirmou que nunca considerou aposentadoria nos últimos meses. O camisa 12 ainda ressaltou que o minicamp de três dias de duração foi produtivo para os Patriots e que o foco agora é manter a sequência até o training camp, no final de julho.

Os Patriots devem fazer mais treinos voluntários na semana que vem, mas Brady não se comprometeu a comparecer.

Comments
To Top