NFL

Todd Bowles: “Geno Smith continua como quarterback n°2 dos Jets”

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

Ele teve sua chance de ser o quarterback titular do New York Jets em 2015, até ter seu sonho destruído por um soco na mandíbula, proferido em uma briga de vestiário com o linebacker reserva do time. Esta é a história de Geno Smith, que foi substituído por Ryan Fitzpatrick na franquia nova-iorquina e, mesmo depois de recuperar o maxilar, deve continuar fora do time principal.

Após seis meses de novela, os Jets decidiram renovar por mais um ano com Ryan Fitzpatrick, que seguirá em 2016 como titular, deixando Geno Smith na reserva. Quando a transação foi anunciada para a imprensa, o quarterback deixou clara sua revolta, passando a procurar por uma vaga em qualquer time da NFL.

“Todos os dias eu estou revoltado agora, até ter meu emprego de volta”, disse Smith para a ‘ESPN’ americana, ao falar sobre o incidente com IK Enemkpali (jogador responsável pela sua mandíbula fraturada).  “Esta é minha mentalidade, essa é minha natureza competitiva. Eu quero vencer tanto, dentro de mim. Eu não estou irritado com ninguém, mas eu acredito que sou um quarterback titular nesta liga, e eu acho que posso fazer grandes coisas”.

E, infelizmente para ele, isso não deve acontecer tão cedo. Todd Bowles, técnico dos Jets, disse neste sábado com todas as letras que, se tudo der certo, Fitzpatrick continuará como titular. Ou seja, Geno Smith só voltará a ser o n°1 em outra franquia.

“Geno é o n°2 agora. Ele não é competição [para Fitzpatrick] após um jogo de pré-temporada. Geno é n°2, [Ryan] é o n°1, Bryce [Petty] é o n°3 e [Christian] Hackenberg é o n°4”, disse Bowles.

Ainda nesta semana, Smith disse acreditar que sua carreira ainda renderá uma grande história. “Parece uma eternidade, porque eu enterrei isso lá atrás e me tornei muito melhor em campo e fora de campo a partir daquele ponto. Parece uma eternidade. Você está certo, foi há apenas um ano, mas isso serve para mostrar o quanto alguém pode melhorar e o quanto você pode crescer em apenas um ano”, afirmou o atleta, que se torna free agent após a temporada de 2016.

Comments
To Top