NFL

Tennessee Titans dispensa Dion Lewis e Cameron Wake; veja boletim de movimentações

Dion Lewis, running back do Tennessee Titans

O Tennessee Titans dispensou o running back Dion Lewis e o linebacker Cameron Wake, como anunciou o time de maneira oficial nesta quinta-feira (12). A decisão abre quase US$ 10 milhões de espaço no teto salarial.

Lewis assinou um contrato de quatro anos, com valor de US$ 19,8 milhões, em 2018 e ia ‘pesar’ US$ 5,1 milhões no salary cap do time em 2020. Já Wake assinou um contrato de três anos, com valor de US$ 23 milhões, em 2019 e ia contar US$ 8,6 milhões no teto salarial de 2020.

No total, os Titans vão se livrar de US$ 4 milhões com a dispensa de Lewis e US$ 5,6 milhões com o corte de Wake.

Lewis, que está com 29 anos de idade, e Wake, de 38 anos, se tornam free agents de maneira imediata e já podem assinar com outras equipes.

Em 16 jogos na temporada 2019, sendo apenas um como titular, Lewis correu para apenas 209 jardas e fez 25 recepções para 164 jardas e um touchdown. Em duas temporadas na equipe, ele teve 209 corridas para 726 jardas e um TD, além de 84 recepções para 564 jardas e dois TDs.

A franquia de Nashville utilizou Lewis primariamente como um especialista em situações de terceira descida, recebendo passes saindo do backfield. Segundo o ESPN Stats & Information, Lewis jogou 150 snaps (80%) em terceiras descidas, enquanto que o titular Derrick Henry atuou em apenas 24 snaps (13%) na mesma situação.

Já Wake atuou em nove jogos com a camisa dos Titans na temporada passada, finalizando com cinco tackles e 2,5 sacks. O veterano encerrou o ano na injured reserve.

O linebacker passou suas primeiras 10 temporadas na NFL vestindo a camisa do Miami Dolphins antes de fechar com os Titans. Em 11 temporadas na liga, ele soma 353 tackles e 100,5 sacks.

Com as dispensas, os Titans liberam espaço no salary cap para renovar com Henry e com o quarterback Ryan Tannehill.

Em outra notícia da franquia de Nashville nesta quinta, o time renovou com o defensive back e special teamer Chris Milton por um ano.

Confira mais movimentações importantes na NFL nesta quinta (12):

– O Green Bay Packers dispensou oficialmente nesta quinta o tight end Jimmy Graham, como já estava sendo noticiado nos últimos dias.

Veterano com 10 anos de experiência na NFL, Graham assinou um contrato de três anos, com valor de US$ 30 milhões, com o time em março de 2018.

Atualmente com 33 anos de idade, Graham atuou em todos os 16 jogos nas últimas quatro temporadas. Em 2019, ele foi titular em apenas 10 partidas, somando 38 recepções para 447 jardas e três TDs.

Em seu primeiro ano nos Packers, em 2018, ele foi titular em 12 jogos, somando 55 recepções para 636 jardas e dois TDs.

No total de sua carreira até agora, Jimmy Graham atuou em 153 jogos, sendo 111 como titular, e soma 1.009 recepções para 7.883 jardas e 74 touchdowns.

Danny Trevathan não ficará disponível no mercado na próxima semana. O linebacker chegou a um acordo com o Chicago Bears e assinou uma extensão de três anos de contrato até a temporada 2022 da NFL. A informação foi apurada por Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, no final da noite desta quinta.

Os detalhes do contrato não foram conhecidos imediatamente.

Trevathan ia se tornar um free agent irrestrito depois de jogar até o final de um contrato de quatro anos que ele assinou com os Bears em 2016, sendo esta a última vez em que ele ficou disponível na free agency.

Prestes a completar 30 anos de idade, Trevathan agora será um dos homens do miolo da defesa dos Bears pelos próximos três anos. Em suas primeiras quatro temporadas na franquia de Illinois, ele atuou em 46 jogos (45 como titular), somando seis sacks e 327 tackles totais.

Trevathan atuou em nove jogos e somou apenas um sack na temporada 2019, perdendo quase metade do campeonato devido a uma lesão no cotovelo esquerdo.

– O New England Patriots exerceu a opção de 2020 no contrato do cornerback Jason McCourty, como apurou o jornalista Field Yates, da ‘ESPN’ norte-americana, nesta quinta.

McCourty assinou um contrato de dois anos, com valor de US$ 11 milhões, na offseason do ano passado. Mas a presença de uma opção de US$ 500 mil para ativar o segundo ano do acordo foi notável.

Se os Pats tivessem declinado a opção, McCourty teria se tornado um free agent e a equipe de Foxborough liberaria US$ 4 milhões no salary cap.

Prestes a completar 33 anos de idade, já que faz aniversário em agosto, McCourty está se recuperando de cirurgia na virilha realizada nesta offseason. Ele atuou na temporada 2019 como titular, no lado oposto ao de Stephon Gilmore. E o segundo anista J.C. Jackson assumiu o posto quando McCourty estava afastado por contusão.

Jason McCourty atuou em 28 jogos dos Patriots, sendo 22 como titular. Na temporada passada, ele somou 40 tackles e uma interceptação. Ele também teve passagens por Tennessee Titans e Cleveland Browns.

– O guard Quinton Spain, do Buffalo Bills, fechou uma extensão de contrato de três anos, com valor de US$ 15 milhões, com a equipe. A informação foi apurada por Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

Spain chegou a Buffalo depois de iniciar sua carreira em Tennessee, onde foi titular em 48 dos 50 jogos que disputou. Nos Titans, Spain era um guard sólido, que não jogava em altíssimo nível, mas era bom. Ainda assim, a franquia de Nashville o deixou ficar disponível na free agency em 2019.

No oeste do estado de Nova York, Spain assinou contrato de um ano com os Bills e teve uma grande primeira temporada, sendo titular em todos os 16 jogos. Ele cedeu apenas cinco pancadas no quarterback Josh Allen e não cedeu um sack sequer em 2019, de acordo com o site especializado Pro Football Focus. O guard cedeu apenas 29 pressões totais em 633 snaps de passe.

Os Bills também reestruturaram o contrato do tight end Tyler Kroft, segundo Tom Pelissero, da ‘NFL Network’. Pelissero acrescentou que Kroft agora vai receber US$ 4 milhões em 2020, dos quais US$ 3,4 milhões são completamente garantidos, e o último ano de seu contrato foi removido. O acordo permitirá que o TE tenha um ano para se provar antes de se tornar um free agent em 2021.

– O Houston Texans anunciou que aplicou uma oferta qualificada no inside linebacker Dylan Cole. Desde que chegou à franquia texana como free agent não draftado, em 2017, Cole teve sua temporada encerrada precocemente tanto em 2018 quanto em 2019. Antes de romper o ligamento cruzado anterior do joelho, na semana 12 do ano passado, Cole somou 16 tackles e um passe defendido.

– O linebacker Christian Kirksey, dispensado pelo Cleveland Browns nesta semana, segue com suas visitas. Após conhecer as instalações do Las Vegas Raiders na última quarta, o free agent visitou o Green Bay Packers nesta quinta, segundo Mike Garafolo, da ‘NFL Network’.

Kirksey foi dispensado pelos Browns depois das duas últimas temporadas serem marcadas por lesões e ele atuar em apenas nove jogos, incluindo apenas dois em 2019 devido aos problemas no músculo posterior da coxa e no peito.

Ele é um grande tackleador, tendo somado 148 e 138 tackles em 2016 e 2017, respectivamente, como titular em tempo integral. Kirksey também tem capacidade de cobrir decentemente o jogo aéreo.

– Menos de um mês após ser dispensado pelo Washington Redskins, o tight end Jordan Reed está visitando o Seattle Seahawks, como apurou Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

Reed não atuou em nenhuma partida em 2019, devido a uma concussão. Ele atuou pela última vez na temporada 2018, disputando 13 jogos e recebendo 54 passes para 558 jardas e dois touchdowns.

Agora, o TE de 29 anos de idade espera conseguir uma nova casa nas próximas semanas.

– O linebacker Kyle Emanuel, ex-Chargers e atualmente um free agent, está interessado em jogar novamente e ele pode assinar imediatamente, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’. Ele se aposentou de maneira abrupta aos 27 anos, mesmo depois de ter recebido algumas boas ofertas no ano passado.

– O Miami Dolphins anunciou nesta quinta que aplicaram opções nos free agents de direitos exclusivos Isaiah Ford (wide receiver), Trent Harris (linebacker) e Zach Sieler (defensive tackle).

– O Philadelphia Eagles anunciou nesta quinta que aplicou a opção para tentar segurar o punter Cameron Johnston, um free agent de direitos exclusivos.

– O Cincinnati Bengals acertou uma extensão de contrato de um ano de duração com o cornerback Tony Brown, como anunciou a equipe de Ohio.

– O New York Giants fechou um contrato com o fullback Elijhaa Penny, como anunciou a franquia nova-iorquina.

Comments
To Top