NFL

Tevin Coleman sofre deslocamento no ombro; veja boletim

Tevin Coleman, running back do San Francisco 49ers

O San Francisco 49ers terá que torcer para ter Tevin Coleman à disposição para o Super Bowl LIV contra o Kansas City Chiefs, no dia 2 de fevereiro.

O técnico Kyle Shanahan disse nesta segunda-feira (20) que o running back deslocou o ombro durante a vitória sobre o Green Bay Packers, na final da Conferência Nacional (NFC).

A equipe ainda está aguardando a ressonância magnética para ter todos os detalhes da contusão.

O head coach dos Niners observou que geralmente é preciso de uma semana de descanso para voltar de uma lesão do tipo. E Shanahan previu que Coleman tem uma chance de atuar na decisão da temporada 2019 da National Football League.

“Eu não quero especular muito, mas normalmente (é preciso) uma semana para descansar e voltar e eu espero que ele tenha uma chance de jogar. Não posso me prender a isso. Vamos descobrir mais, mas eu espero que ele tenha uma boa chance de jogar”, frisou Shanahan.

Coleman correu seis vezes para 21 jardas antes de sair no segundo quarto.

Com Tevin Coleman fora do jogo decisivo, coube a Raheem Mostert ter uma das melhores atuações por um running back na história dos playoffs da NFL, correndo para 220 jardas e quatro touchdowns em 29 carregadas de bola.

Confira outras movimentações importantes na NFL nesta segunda (20):

Dean Pees, coordenador defensivo do Tennessee Titans, anunciou nesta segunda-feira que ele está se aposentando após 47 anos como treinador de futebol americano, incluindo 16 na National Football League.

A decisão difícil se dá um dia depois da derrota dos Titans para o Kansas City Chiefs por 35 a 24, na decisão da Conferência Americana (AFC).

“Faz 47 anos, eu disse ao time hoje que 721 jogos são muito jogos para treinar. Está na hora. Eu só sinto que é um grande momento para nós. Eu quero passar um tempo com minha esposa. Ela tem sido muito solidária. Foi uma ótima caminhada”, falou Pees.

Atualmente com 70 anos de idade, Pees encerrou uma curta aposentadoria em janeiro de 2018 para se tornar o coordenador defensivo no staff de Mike Vrabel, logo depois que ele assumiu como novo head coach da franquia de Nashville. Esse retorno de Pees foi semenas depois de ele ter se aposentado da função de coordenador defensivo do Baltimore Ravens, após seis temporadas na organização de Maryland.

Pees passou um total de 10 temporadas como coordenador defensivo dos Ravens e do New England Patriots. O treinador é um de apenas oito coordenador defensivos na história da NFL a trabalhar em um Super Bowl com dois times diferentes. Ele ajudou tanto Ravens quanto Patriots a conquistarem um Troféu Vince Lombardi.

Ele entrou na NFL em 2004, como treinador de linebackers dos Patriots, onde treinou Vrabel (então um jogador). Quando Vrabel assumiu como técnico dos Titans, ele disse que gostaria de ter Pees como seu coordenador defensivo.

– A divisão AFC South será a responsável por cinco jogadores adicionais que irão ao Pro Bowl como substitutos de atletas do Kansas City Chiefs, time classificado ao Super Bowl LIV.

O quarterback Ryan Tannehill e o defensive tackle Jurrell Casey, do Tennessee Titans, foram adicionados ao elenco do time da AFC para o jogo das estrelas nos lugares do quarterback Patrick Mahomes e do defensive tackle Chris Jones.

O wide receiver D.J. Chark e o defensive end Josh Allen, do Jacksonville Jaguars, também irão para Orlando para o Pro Bowl, substituindo o wide receiver Tyreek Hill e o defensive end Frank Clark.

O outro membro a substituir um jogador dos Chiefs é o tight end Jack Doyle, do Indianapolis Colts, que estará no lugar que seria ocupado por Travis Kelce.

Comments
To Top