NFL

Taylor Lewan deve pegar suspensão de quatro jogos; veja mais movimentações

Taylor Lewan, offensive tackle do Tennessee Titans

(Crédito: Twitter/reprodução)

Enfim, quase todos os times já se apresentaram para o training camp. E a National Football League teve uma quarta-feira (24) bem agitada, o que levou o Quinto Quarto a preparar mais um boletim completo. Vamos começar pela iminente suspensão de Taylor Lewan.

O left tackle do Tennessee Titans deve pegar uma suspensão de quatro jogos depois que um teste antidoping deu positivo para a substância ostarine, proibida pela NFL, de acordo com uma postagem feita pelo próprio jogador em seu Twitter.

Em um vídeo, no qual aparece bastante emocionado, Lewan teve umas palavras para falar aos seus seguidores.

“Meu nome é Taylor Lewan, eu sou o left tackle do Tennessee Titans. E estou fazendo este vídeo, então vem de mim e de ninguém mais e não deixa nada para interpretação. Eu recebi uma carta da NFL há algumas semanas dizendo que eu falei em um teste antidoping para Ostarine. Ostarine é um suplemento banido da WADA (Agência Mundial Antidoping) desde 2007. A forma como o CBA (acordo coletivo de trabalho) funciona é uma política de responsabilidade estrita. Então, eu sou completamente responsável pelas coisas que estão no meu corpo, quer o suplemento que estou tomando esteja no rótulo ou não”, disse.

“Eu quero que todos saibam que eu nunca tomei o suplemento conscientemente e nunca trapaceei no jogo e nunca vou. Eu tenho notas, essas coisas realmente não importam (larga o celular). O que realmente é importante para mim é que as pessoas saibam que eu não sou um trapaceiro. Eu fui fazer um teste de polígrafo sobre o Ostarine e sobre tomá-lo de forma consciente e passei no teste. Eu nunca tomei nada para trapacear no esporte. Eu sinto muito pelo Tennessee Titans… (começa a chorar)… Isso é difícil. Peço desculpas aos Titans e aos torcedores porque não estarei lá por quatro jogos. Eu nunca me trapaceei e nunca quis que vocês se sentissem enganados”, desabafou.

Uma fonte disse ao jornalista Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana, que a amostra A de Lewan voltou positiva no teste realizado neste meio de ano, mas que os resultados da amostra B ainda não chegaram. Se as amostras coincidirem, o tackle pegará uma suspensão de quatro jogos.

Lewan vai contestar os resultados dos testes em uma apelação.

O offensive lineman publicou os aparentes resultados do polígrafo em seu Instagram e disse que seus suplementos foram testados por terceiros.

Taylor Lewan se tornou o offensive lineman mais bem pago da NFL na temporada passada, depois de assinar um contrato de cinco anos, com valor de US$ 80 milhões, sendo US$ 50 milhões garantidos.

Confira mais transações e notícias dos DMs da NFL nesta quarta (24):

– O Tennessee Titans e o safety Kevin Byard chegaram a um acordo de renovação contrato na noite desta quarta. A extensão é de cinco anos, com valor de US$ 70,5 milhões, e inclui US$ 31 milhões em garantias, segundo informações de Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Isso torna Byard o safety mais bem pago da história da NFL.

Byard está entrando em sua quarta temporada, depois de ser selecionado na terceira rodada do draft de 2016. Desde 2017, ele atuou em 99,7% dos snaps defensivos dos Titans.

Ao longo dos últimos dois anos, o safety soma 124 tackles solo e 12 interceptações, incluindo oito interceptações em 2017, maior marca de sua carreira. Naquela temporada, ele foi selecionado ao Pro Bowl e foi nomeado para o primeiro time All-Pro.

– Em uma decisão surpreendente tomada no começo do training camp, o Green Bay Packers dispensou o defensive lineman Mike Daniels. O time confirmou o corte de maneira oficial.

“Nós gostaríamos de agradecer a Mike por suas tremendas contribuições em campo, no vestiário e na comunidade ao longo das últimas sete temporadas. Sua incrível ética de trabalho o impulsionou a ser um jogador de destaque durante seu tempo em Green Bay. Desejamos a Mike, sua esposa, Heaven, e a toda a família deles o melhor”, disse o general manager Brian Gutekunst, em nota oficial.

Os Packers tentaram trocar o defensive lineman, mas não encontraram um interessado, segundo Mike Garafolo, da ‘NFL Network’. Daniels ia faturar US$ 8,1 milhões em 2019 em salário-base e bônus de elenco. O corte libera US$ 8,3 milhões no teto salarial da equipe nesta temporada.

Atualmente com 30 anos de idade, o defensive lineman passou toda a sua carreira de sete anos até agora nos Packers, depois de ser selecionado na quarta rodada do draft de 2012. Quando esteve saudável, ele foi uma peça importante no meio da linha defensiva e somou 29 sacks. Em sua carreira, Daniels gerou 271 pressões em cima do QB, segundo o Pro Football Focus.

O corte de Daniels se dá apenas um dia depois que Green Bay fechou uma extensão de contrato de três anos com o defensive end Dean Lowry.

– O New England Patriots chegou a um acordo de contrato de um ano com o tight end Lance Kendricks, segundo David Canter, agente do atleta. E os Pats seguem buscando seus próximos TEs depois da aposentadoria de Rob Gronkowski nesta offseason.

Kendricks vai se juntar a um grupo de TEs dos Pats que inclui Benjamin Watson, Matt LaCosse, Andrew Beck e Jakob Johnson.

Desde que Gronk pendurou seu capacete em março, os Patriots fecharam com o tight end Austin Seferian-Jenkins (dispensado em junho), trocaram Jacob Hollister com o Seattle Seahawks, fecharam com o calouro free agent Beck, assinaram com Watson, que tinha se aposentado, e tiveram uma troca com o Detroit Lions por Michael Roberts anulada.

Kendricks é um veterano que está entrando em sua oitava temporada na NFL e que atuou com a camisa dos Rams em suas seis primeiras temporadas e com a dos Packers nos últimos dois anos. Em 2018, o tight end disputou todos os 16 jogos (três como titular) e fez apenas 19 recepções para 170 jardas e um touchdown.

Os Patriots também anunciaram que colocaram o offensive lineman veterano Brian Schwenke na lista de reservas/aposentados. Ele apareceu em três jogos do time no ano passado, em sua primeira e única temporada na organização de Foxborough.

– O running back Melvin Gordon foi colocado na lista de reservas/não se apresentaram pelo Los Angeles Chargers depois que ele não compareceu ao início do training camp. O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou que o boicote pode ser longo, já que a franquia vai suspender as negociações contratuais com o RB caso ele não compareça.

Gordon deve faturar US$ 5,6 milhões no quinto e último ano de seu contrato de calouro. E o jogador de 26 anos de idade quer a segurança de um novo contrato de longa duração com garantias. Contudo, ao menos por enquanto, os Chargers não parecem dispostos a torná-lo um dos running backs mais bem pagos da NFL.

O running back está sujeito a multas de US$ 40 mil por dia perdido de camp.

Também no Los Angeles Chargers, o left tackle Russell Okung, que teve um problema de saúde recentemente, vai começar o camp na lista de doenças não-relacionadas ao futebol americano. A equipe contratou o running back Derrick Gore e o linebacker Jatavis Brown está na lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list).

– O Jacksonville Jaguars oficialmente vai seguir sem Telvin Smith, já que a franquia colocou o linebacker na lista de reserva/aposentados nesta quarta, na abertura do training camp. Smith anunciou em maio que ficará fora da temporada 2019 para “colocar (seu) mundo em ordem”.

O fato de os Jags terem colocado Smith na lista de reservas não impede que ele retorne em algum momento neste ano, mas indica que o defensor deve mesmo tirar um ano sabático.

A franquia da Flórida também colocou o defensive end Yannick Ngakoue na lista de reserva/não se apresentaram. O pass rusher está boicotando o training camp na esperança de conseguir um novo contrato de longo prazo.

– O running back Jay Ajayi, atualmente um free agent, foi totalmente liberado nesta quarta-feira pelo Dr. James Andrews depois de sofrer uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho no ano passado. A informação foi confirmada por Adam Schefter.

Os times da NFL foram notificados que Ajayi está pronto para jogar e o atleta deve encontrar uma nova equipe em breve.

Atualmente com 26 anos, Ajayi correu para 184 jardas e três touchdowns em 45 carregadas com a camisa dos Eagles no ano passado. Em cinco temporadas na NFL, ele soma 2.516 jardas corridas e 14 touchdowns totais com os Eagles e o Miami Dolphins.

Duke Johnson ainda deseja ser trocado pelo Cleveland Browns, mas o running back não vai se manter longe dos treinos de seu atual time. A equipe confirmou que ele compareceu ao início do training camp.

Os Browns anunciaram que os running backs Kareem Hunt (virilha) e Trayone Gray (panturrilha) foram colocados na lista de ativos/lesão não-relacionada ao futebol americano.

– O Minnesota Vikings testou o slot cornerback Orlando Scandrick nesta quarta, segundo o jornalista Tom Pelissero, da ‘NFL Network’. Os Vikings podem contratá-lo durante o training camp. Scandrick atuou em 15 jogos com a camisa do Kansas City Chiefs no ano passado, depois de passar os 10 primeiros anos de sua carreira no Dallas Cowboys.

A franquia também testou o cornerback Dexter McDonald, ex-Oakland Raiders.

E, um dia depois de ser dispensado pelo NY Jets, o running back De’Angelo Henderson foi trazido pelos Vikings, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

– No Washington Redskins, o running back Derrius Guice (músculo posterior da coxa) foi liberado e não estará limitado no training camp, segundo o técnico Jay Gruden. Guice perdeu toda a sua temporada de calouro com uma ruptura no ligamento cruzado anterior do joelho.

Os Redskins anunciaram posteriormente que o running back calouro Bryce Love foi colocado na lista de ativos/lesão não-relacionada ao futebol americano. A equipe também colocou o linebacker Jordan Brailford, o cornerback Danny Johnson e o quarterback Alex Smith na lista de ativos/sem condições físicas de desempenhar (PUP list).

– No Indianapolis Colts, o general manager Chris Ballard disse que o running back Spencer Ware vai iniciar o training camp na lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list) e que o wide receiver Daurice Fountain deve estar pronto em breve. Ballard acrescentou que o quarterback Andrew Luck, o safety Clayton Geathers, o wide receiver Deon Cain, o tight end Jack Doyle, o tight end Ross Travis e o defensive end Carroll Phillips estariam limitados nos treinos pelos primeiros 7 a 10 dias.

– O Tampa Bay Buccaneers anunciou nesta quarta que o defensive end Jason Pierre-Paul foi colocado na lista de ativos/lesões não-relacionadas ao futebol americano. A equipe também anunciou as contratações do cornerback calouro Mazzi Wilkins e do tight end Troy Niklas. Em decisões correspondentes, os Bucs cortaram os lesionados Jalen Allison (cornerback) e Xavier Ubosi (recebedor).

– O Carolina Panthers liberou o center Matt Paradis (perna) e o tackle Daryl Williams (joelho) para treinarem normalmente no training camp. Contudo, a franquia da Carolina do Norte colocou o wide receiver Torrey Smith (joelho) na lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list) para começar o camp.

Os Panthers também anunciaram as contratações do wide receiver/retornador Jaydon Mickens, do guard Norman Price e do defensive lineman Bijhon Jackson. Além disso, a equipe cortou Elijah Hood, Ian Silberman e Elijah Qualls.

– O Arizona Cardinals fechou com o linebacker Matt Longacre, como anunciou o time. Ele atuou com a camisa dos Rams nas últimas quatro temporadas e foi titular em sete jogos no ano passado.

– O New Orleans Saints contratou o defensive lineman Ziggy Hood nesta quarta, segundo Mike Garafolo, da ‘NFL Network’. Veterano de 10 anos de experiência, Hood atuou em 12 jogos na temporada passada pelos Redskins e pelos Dolphins. Ele também tem passagens por Steelers, Jaguars e Bears.

– Pela segunda vez nesta semana, o New York Jets contratou um tight end e, nesta quarta, a equipe fechou um acordo com Temuchin Hodges. Ele teve sua temporada de calouro no ano passado e ficou no elenco de treinamento (practice squad) dos Steelers.

Os Jets também colocaram o cornerback Brian Poole e o offensive lineman calouro Toa Lobendahn na lista de ativos/lesões não-relacionadas ao futebol americano.

– O Seattle Seahawks contratou o defensive tackle Earl Mitchell, como confirmou a franquia. Veterano com nove anos de experiência na NFL, Mitchell foi titular do San Francisco 49ers nas últimas duas temporadas e deve competir por posição depois da suspensão de Jarran Reed.

Também na linha defensiva dos Seahawks, Ezekiel Ansah estará no elenco ativo para iniciar o camp, como apurou Tom Pelissero, da ‘NFL Network’. Ele deve trabalhar de maneira limitada por enquanto, já que segue se recuperando do ombro.

– O Miami Dolphins anunciou que colocou o safety T.J. McDonald na lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list) e que dispensou o linebacker Jayrone Elliott.

– O Dallas Cowboys oficialmente anunciou a dispensa do wide receiver Allen Hurns e a contratação do quarterback Taryn Christion.

– O San Francisco 49ers anunciou que fechou um contrato de um ano com o defensive lineman Damontre Moore. Atualmente com 26 anos, ele apareceu em 54 jogos na carreira e somou 63 tackles. O defensor tem passagens por New York Giants, Miami Dolphins, Seattle Seahawks, Dallas Cowboys e Oakland Raiders.

– O Houston Texans colocou o safety Justin Reid na lista de ativos/lesões não-relacionadas ao futebol americano, como anunciou a equipe.

– O Oakland Raiders estará sem um de seus titulares quando o training camp começar, no sábado. O fullback Keith Smith sofreu uma lesão no joelho enquanto treinava e ficará fora por algumas semanas, como apurou Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

Comments
To Top