NFL

Steve Wilks: Josh Rosen ser titular dos Cardinals em 2018 não está fora da realidade

Josh Rosen, quarterback selecionado pelo Arizona Cardinals com a décima escolha do draft de 2018

(Crédito: Twitter/reprodução)

Cotado por muitos para ser o primeiro quarterback a ser selecionado no draft de 2018, Josh Rosen acabou sendo escolhido apenas na décima posição geral pelo Arizona Cardinals. Foi o mesmo time que investiu US$ 20 milhões no veterano Sam Bradford na free agency deste ano.

Sinal de que o calouro certamente ficará no banco em sua primeira temporada na NFL? De jeito algum.

Pelo menos é o que afirma Steve Wilks.

O head coach da franquia de Glendale fez questão de afirmar que Rosen ser o titular do ataque do time na temporada 2018 não é algo fora de cogitação.

“Não, não é (uma possibilidade remota). Eu falei sobre isso desde o primeiro dia – os 11 melhores vão jogar. Sam (Bradford) é o titular e, quando ele está saudável, ele é ótimo. Mas todo mundo está competindo para estar lá no campo. Competição é uma grande coisa. Isso nos torna todos melhores”, afirmou Wilks, segundo o site oficial do Arizona Cardinals.

A observação do técnico sobre Bradford e “quando ele está saudável” é digna de atenção, dado o histórico de lesões no joelho do quarterback. Além disso, é louvável o fato de o técnico estar deixando tudo em aberto e estimulando a competição (não que esse tipo de declaração seja uma novidade em abril e maio).

Fato é que as palavras de seu treinador devem motivar Rosen a mostrar serviço durante as OTAs (organized team activities) e durante o training camp para que o jovem signal caller tente provar que merece ser titular logo de cara na NFL.

Rosen, que foi titular logo em sua temporada como calouro em UCLA, é conhecido por ser um cara intelectual e competitivo, o cara perfeito para intensificar a disputa por um posto de titular.

Enquanto Bradford está se reabilitando aos poucos e os Cardinals já deixaram claro que não vão acelerar seu retorno, Rosen tem a chance de ganhar mais repetições nos treinos e mostrar serviço.

“Esse cara é extremamente inteligente. Quero dizer, a sua capacidade de ver certas coisas da defesa, e pegar rapidamente, e executar (…) Eu não queria dizer isso, mas ele tem a mentalidade de um veterano. A maneira como ele vê o jogo”, elogiou Wilks, ao comentar sobre Rosen. “Ele não está jogando como um veterano. Quero assegurar que vocês compreendem isso. Ele ainda é um calouro, OK? Mas ele vê as coisas, como eu disse anteriormente, através de uma lente diferente. E ele pega as coisas rapidamente”, finalizou o head coach.

Comments
To Top