NFL

Sob contrato revisado, Julio Jones vai receber um adicional de US$ 2,9 milhões

Julio Jones, wide receiver do Atlanta Falcons, e o quarterback Matt Ryan

(Crédito: Twitter/reprodução)

O contrato revisado de Julio Jones com o Atlanta Falcons vai render US$ 2,9 milhões adicionais em 2018 ao wide receiver, sendo essa uma garantia de que a franquia vai conduzir negociações de boa-fé em uma extensão contratual em 2019.

Os detalhes do acordo revisado foram apurados nesta sexta-feira (27) pelo jornalista Chris Mortensen, da ‘ESPN’ norte-americana.

Jones recebeu um bônus de assinatura de US$ 4,4 milhões que anteriormente fazia parte de seu salário-base programado em 2019.

O recebedor aceitou reduzir seu salário-base de 10,5 milhões para US$ 9 milhões nesta temporada para receber um adicional de US$ 2,9 milhões em 2018, segundo fontes.

Assim, no final das contas, Jones vai faturar US$ 13,4 milhões em 2018 em vez de US$ 10,5 milhões.

Os Falcons consideraram esse acordo com neutro em termos de salary cap devido ao fato de que o bônus de assinatura no valor de US$ 4,4 milhões pode ser dividido em partes iguais ao longo dos próximos três anos para fins de contabilidade.

Assim sendo, isso acaba não afetando os planos da organização de estender os contratos do left tackle Jake Matthews (fechado nesta sexta), com o defensive tackle Grady Jarrett e com o free safety Ricardo Allen.

De acordo com reportagens, Jones tinha planos de não comparecer ao training camp sem um ajuste em seu atual contrato. A garantia de que a franquia negociaria um novo contrato em 2019 foi também um catalisador para o acordo atual, como apontaram fontes.

O wide receiver oficialmente se apresentou ao training camp na última quinta, antes do primeiro treinamento dos Falcons marcado para esta sexta. O técnico Dan Quinn afirmou na última quinta que sabia que o recebedor não faltaria ao camp há um bom tempo.

Nesta sexta, Jones frisou que se manteve em contato com Quinn e deixou as conversas sobre contrato com seus representantes e o time.

“Eu não controlo esse tipo de coisa. Para mim, eu só vou jogar futebol americano. Como eu disse, só cuidei de mim. No final das contas, é uma irmandade. Eu tenho que pensar no meu lado. Eu tenho que estar preparado para chegar aqui e estar 100 por cento, ir lá e eles podem contar comigo a cada jogada”, ressaltou.

Jones reiterou que nunca teve planos de boicotar o training camp.

“Não. Como eu disse, eu só estou cuidando dos meus negócios, fazendo o que eu precisava fazer para ser o melhor que posso para este time”, disse.

Comments
To Top