NFL

NFLPA entra com queixa contra NFL sobre uso de analgésicos

NFL

A Associação dos Jogadores da NFL (NFLPA) apresentou uma queixa contra a NFL no mês passado, alegando que a liga e suas equipes conspiraram para violar requisitos do acordo de coletivo de trabalho sobre prescrição de analgésicos.

Em sua carta, o sindicato faz referência ao Deflategate, alegando que “é incompreensível” que a liga não tenha tomado nenhuma ação contra os times que violaram o acordo, mas puniu severamente o New England Patriots por “tirar uma pequena quantidade de ar da bola”.

O documento de 11 páginas foi apresentado na segunda-feira como parte processo de Richard Dent, ex-defensive end do Chigado Bears que alega que as equipes deram analgésicos enganando os jogadores sobre risco à saúde. Em 2014 a ação de Dent foi arquivada com o argumento de que esse assunto deveria ser discutido no acordo coletivo de trabalho, contudo um tribunal de apelações está revisando o processo.

A NFL argumenta que a apelação do ex-jogador deve ser arquivada, assim como a queixa da NFLPA, alegando que “as reivindicações estão” relacionadas com o acordo coletivo de trabalho sob o 301 ato de Gestão de Relações de Trabalho.

Especificamente a queixa alega que a liga violou o artigo 39 do acordo coletivo do trabalho, que detalha os direitos dos jogadores de cuidado médico e tratamento. De acordo com a união, a NFL, na melhor das hipóteses, não garantiu o cumprimento de “todos os requisitos federais, estaduais e locais, incluindo todas as regras éticas. . . e padrões profissionais”.

Em sua queixa, que foi arquivada dia 28 de abril, o sindicato cita uma investigação contra a NFL e vários incidentes de violações das equipes.

Comments
To Top