NFL

Seis selecionados no último dia de Draft NFL 2020 para ficar de olho

Jacob Eason, quarterback da Universidade de Washington e novo QB do Indianapolis Colts

O sábado de draft não costuma ser dos mais emocionantes. Até mesmo aqueles que amam futebol americano muitas vezes nem acompanham as quatro rodadas finais do evento de recrutamento de jogadores universitários. Mas nós aqui no Quinto Quarto temos um compromisso eterno com a National Football League. Por isso, preparamos muito conteúdo durante o Draft NFL 2020.

Então, que tal conhecer alguns nomes interessantes que foram selecionados nas últimas quatro rodadas do Draft NFL 2020? É isso que eu, Bruno Bataglin, resolvi trazer para vocês.

(Depois de ler, você poderá mostrar que é o manjão da bola oval para seus amigos)

Bem, aqui o intuito não é tentar adivinhar quais jogadores terão um futuro brilhante e nem se foram os melhores escolhidos. Isso só o tempo dirá. Eu quis mesmo trazer seis nomes interessantes que saltaram aos meus olhos.

Todos estão realizando o sonho de entrar na NFL, alguns podem não durar muito tempo na liga, mas ao menos por enquanto eles são draftados para ficar de olho.

Vamos aos seis nomes que escolhi depois do término do Draft NFL 2020:

  • Jacob Eason – QB – Washington (Indianapolis Colts na quarta rodada)

Sexto quarterback a ser selecionado no Draft NFL 2020, Jacob Eason foi o primeiro da posição a sair neste sábado (25). Originário da Universidade de Washington, ele foi trazido pelo Indianapolis Colts com a 122ª escolha geral.

Eason despencou no draft deste ano, após ser cotado por alguns para sair no final da primeira/segunda rodada.

O signal caller chega à franquia de Indiana sob a expectativa de, talvez, ser a resposta para o futuro dos Colts na posição. O veterano Philip Rivers, contratado na free agency, assinou contrato de apenas um ano. Jacoby Brissett e Chad Kelly também serão free agents ao final da temporada 2020.

Caberá a Eason ser o QB do futuro? Antes do draft, o general manager Chris Ballard disse que não forçaria a seleção de um quarterback no Draft NFL 2020. Então, se Eason foi escolhido, parece que o time gostou mesmo dele.

Eason tem um braço extremamente potente, tendo liderado a conferência Pac-12 com 28 passes longos completados em 2019, quando ele lançou para 3.332 jardas, 32 touchdowns e oito interceptações com a camisa do Washington Huskies.

Ele caiu no draft deste ano sobretudo devido a alguns problemas de tomadas de decisão e habilidade geral como passador. Precisará evoluir tremendamente para ser o QB do futuro dos Colts. Mas quem sabe?

  • Kenny Robinson – DB – West Virginia (Carolina Panthers na quinta rodada)

O safety Kenny Robinson foi selecionado pelo Carolina Panthers no começo da quinta rodada, com a 152ª escolha geral. E ele teve um caminho incomum até chegar à National Football League.

Em 2018, ele foi um grande jogador na Universidade de West Virginia, mas foi dispensado pela instituição devido a uma violação acadêmica. Em vez de ficar parado por muito tempo, ele resolveu jogar na XFL e defendeu o St. Louis BattleHawks neste ano.

Em cinco jogos com os BattleHawks, foram duas interceptações. E o defensive back era o único jogador na nova liga que ainda tinha elegibilidade universitária remanescente para poder participar do Draft NFL 2020.

Em uma carta publicada no ‘The Players’ Tribune’, Robinson resolveu se dirigir aos general managers da NFL e reconheceu os erros que o levaram a sair de West Virginia. Na XFL, ele pode se preparar para “ser um profissional” e “amadurecer como homem”.

Robinson somou sete interceptações em duas temporadas na WVU e tem um talento nato para ir atrás da bola oval. É um safety de boa envergadura e está onde a bola estará. Assim, vale a pena ficar atento nele.

  • Justin Rohrwasser – K – Marshall (New England Patriots na quinta rodada)

Com uma vaga a preencher em seu elenco depois da dispensa de Stephen Gostkowski nesta offseason, o New England Patriots encontrou seu novo kicker em Justin Rohrwasser, de Marshall. Ele foi o primeiro kicker selecionado no Draft NFL 2020, com a 159ª escolha geral.

Os Patriots não tinham um kicker em seu elenco até a escolha de Rohrwasser. E é por isso mesmo que ele terá uma grande chance de se firmar em Foxborough.

Rohrwasser passou as últimas duas temporadas em Marshall. Em 2019, ele acertou 18 de 21 tentativas de field goal (85,7% de aproveitamento) e converteu impressionantes sete chutes de oito de 40 ou mais jardas, incluindo dois de 50 ou mais (o mais longo foi de 53 jardas).

Antes de ir para Marshall, ele passou dois anos na Universidade de Rhode Island.

Uma escolha interessante para os Patriots, que terminaram o draft sem um QB, mas com um kicker nas mãos. Mais uma decisão curiosa de Bill Belichick.

  • Jake Fromm – QB – Georgia (Buffalo Bills na quinta rodada)

Jake Fromm era um nome bastante falando entre os quarterbacks à disposição para o Draft NFL 2020, possivelmente para ser selecionado na segunda ou terceira rodadas. Mas ele caiu, caiu e foi selecionado pelo Buffalo Bills apenas na quinta rodada, com a 167ª escolha geral.

Ele chega para ser reserva de Josh Allen. E, por falar em Allen, Fromm é o primeiro QB draftado pelos Bills desde que Allen foi selecionado na primeira rodada em 2018.

Em mensagem de texto enviada a Chris Mortensen, da ‘ESPN’, o general manager Brandon Beane frisou que os Bills “não estavam planejando draftar um quarterback hoje (sábado)”, mas observou que Fromm “era muito bom para deixar passar” naquele momento do draft.

Titular do Georgia Bulldogs por três anos, ele levou o time para a final do college em 2017, mas a equipe acabou perdendo para o Alabama Crimson Tide por 26 a 23.

Fromm é um QB de grande experiência como titular, tem liderança e é bom nas tomadas de decisão. Além de ter boa mecânica e movimentação no pocket, é dono de uma precisão muito boa nos passes.

Em seus três anos como titular, completou 63,3% de seus 983 lançamentos para 8.236 jardas e 78 touchdowns, com 18 interceptações sofridas.

Contudo, Fromm teve uma temporada 2019 de muitos altos e baixos. É um QB que precisa evoluir para ser viável na NFL. Ele pode ser um reserva interessante na liga antes de pensar em brigar por uma vaga de titular.

  • Jake Luton – QB – Oregon State (Jacksonville Jaguars na sexta rodada)

Imagine um quarterback cuja carreira poderia ter acabado ainda no futebol americano universitário. E que agora chegou à National Football League. Este é Jake Luton, que foi selecionado pelo Jacksonville Jaguars na sexta rodada do Draft NFL 2020, com a 189ª escolha geral.

Luton iniciou sua carreira no college em 2014, em Idaho, e jogou pouco por lá antes de se transferir para o Ventura Community College. Depois de um bom ano por lá, ele conseguiu uma bolsa em Oregon State, onde conquistou a vaga de titular. Contudo, uma fratura de vértebra torácica encerrou sua temporada 2017 após apenas quatro partidas.

Na temporada 2018, ele saiu logo do jogo de estreia com uma lesão na cabeça e perdeu quatro jogos devido a uma entorse no tornozelo.

Finalmente saudável em 2019, ele lançou para 28 touchdowns e sofreu apenas três interceptações. Foi uma volta por cima e tanto. E essa volta agora culmina em sua chegada aos Jaguars.

Felizmente, o time de Duval resolveu apostar no jovem signal caller e dar uma chance para Luton provar o seu valor.

  • Braden Mann – P – Texas A&M (New York Jets na sexta rodada)

O New York Jets resolveu utilizar sua escolha de sexta rodada, a 191ª geral, para selecionar o punter Braden Mann, de Texas A&M. Ele foi o primeiro punter a ser escolhido no Draft NFL 2020.

Mann é um punter de grande qualidade, que chega na NFL com chances de ser um grande jogador da posição.

Ele ficou no segundo time All-American da AP e também foi selecionado para o primeiro time All-SEC em 2019, com médias de 47,1 jardas por punt (o que o deixou no top 5 dos Estados Unidos) e colocando 26 de seus 57 punts dentro da linha de 20 jardas, com somente quatro touchbacks. Foram 10 fair catches e apenas um punt bloqueado.

Com a chegada de Mann, os dias de Lachlan Edwards em Nova York chegaram ao fim. Edwards teve média de 45,9 jardas por punt e liderou a liga com 87 punts chutados em 2019. Ele havia sido o último punter draftado pelos Jets antes de Mann, sendo selecionado com a 235ª escolha em 2016 e Edwards atualmente é um free agent.

Comments
To Top