NFL

Sean McVay: Los Angeles Rams não espera que Aaron Donald se reapresente na terça

Aaron Donald, defensive tackle do Los Angeles Rams

(Crédito: Twitter/reprodução)

Aaron Donald continua boicotando o training camp e o Los Angeles Rams não espera que o defensive tackle se apresente na próxima terça-feira, quando os jogadores são obrigados a comparecerem caso não queiram ficar presos a sua equipe na free agency. Inicialmente Ian Rapoport já havia informado que esse prazo não deveria alterar a situação e o head coach Sean McVay confirmou o relato de Adam Schefter de que o atleta de 27 anos não deve comparecer em breve.

“Não acho que algo irá mudar em um futuro próximo. Conversei um pouco com Aaron e esperamos que cheguemos em um acordo, mas não acho que há algum acordo realista no dia 7 de agosto como uma data que muda as coisas. Mas nunca se sabe”, declarou o comandante da franquia da Califórnia. “As coisas continuam na mesma. Estamos ansiosos para tentamos nos conectar a ele hoje e vamos ver onde estamos”.

Os jogadores do Los Angeles Rams já expressaram apoio a Aaron Donald, que é o atual Jogador Defensivo do Ano. Ele irá receber US$ 6,9 milhões em seu último ano de contrato de calouro, contudo ele está buscando um novo acordo que lhe pague mais de US$ 20 milhões por temporada e que lhe faria o jogador defensivo mais bem pago da história. Caso isso aconteça, ele teria um salário com valores similares a de quarterbacks.

Donald, que foi escolhido na 13ª escolha geral do draft de 2014, fez boicote no training camp do ano passado e se apresentou na véspera da estreia na temporada regular mesmo sem um novo contrato. Por causa desse boicote, ele não ganhou uma temporada acumulada indo em direção da free agency. Com o protesto indo para o segundo ano consecutivo, ele não acumulará quatro temporadas necessárias para se tornar um agente livre irrestrito depois de 2018 e será um agente livre restrito.

Comments
To Top