NFL

Scramble semana 6 da temporada 2019 da NFL: Polêmica e vitória dos Packers

packers lions

Olá amigos fãs da NFL! Estamos aqui para mais uma jornada, a semana 6 da temporada 2019 da NFL. E como sempre quem acompanha o Quinto Quarto terá as melhores informações possíveis. Seja para apostar, fazer seu time no fantasy ou simplesmente saber o que está rolando nos jogos.

E, claro, nosso podcast incrível, maravilhoso e muito pés no chão com os palpites de todos os jogos.

Perdeu o Monday Night Football? Não tem problema porque nós do QQ somos uns anjinhos…

Green Bay Packers (5-1) 23 x 22 Detroit Lions (2-2-1)

– Os visitantes começaram com tudo no Lambeau Field. Os Lions chegaram a abrir 13 a 0, no começo do segundo quarto. Mas, por incrível que pareça, o time de Detroit poderia perfeitamente ter aberto 21 a 0. Os pontos fizeram falta e os Packers voltaram ao jogo no primeiro tempo e foram ao vestiário perdendo por 13 a 10.

– A segunda metade foi bem diferente. Os Packers chegaram a empatar, mas então contaram com muitas gafes, incluindo duas do senhor Darrius Shepherd, e viram os Lions abrirem 22 a 13 com três field goals. O último quarto, contudo, teve um outro Green Bay (e várias ajudas da arbitragem, para ser bem claro) e os Packers venceram de virada após um touchdown de 35 jardas de Aaron Rodgers para Allen Lazard e um field goal de 23 jardas de Mason Crosby no estouro do cronômetro.

– Aaron Rodgers esteve longe de ser brilhante, mas conectou seus passes geniais como sempre e saiu de campo com 24 passes certos de 39 para 283 jardas, dois touchdowns e uma interceptação. Do lado dos Lions, Matthew Stafford completou 18 passes de 32 para 265 jardas, sem TDs e interceptações.

– Os Packers souberam estabelecer o jogo terrestre na noite e somaram 170 jardas pelo chão, inclundo 104 de Jamaal Williams, o melhor neste quesito na partida.

– Apesar da derrota, a postura da defesa dos Lions no jogo foi muito boa e o pass rush poderia ter sido melhor, não fossem as faltas absurdas marcadas de ilegal use of hands. Justin Coleman fez uma partidaça na secundária, fez uma interceptação e defendeu três passes.

– Essa derrota vai ser das mais doloridas para o time comandado por Matt Patricia, pela forma que foi, e haja chiadeira durante a semana.

Obrigado a todos que acompanharam conosco aqui no QQ até agora! Boa semana para vocês!

Tamo junto ❤️

#NFLnaESPN #NFL100 #NFLBrasil #FlyEaglesFly #GiantsPride

A defesa dos Giants foi HORROROSA na prorrogação e ofuscaram a boa atuação de Eli Manning em seu retorno…

#NFLnaESPN #NFL100 #NFLBrasil #FlyEaglesFly #GiantsPride

TOUCHDOWN PHILADELPHIA EAGLES!

Em conexão de Wentz com Ertz, os Eagles vencem o jogo na prorrogação!

Philadelphia Eagles 23 x 17 New York Giants

#NFLnaESPN #NFL100 #NFLBrasil #FlyEaglesFly #GiantsPride

Eagles começam com tudo na prorrogação e já estão em área de FG…

#NFLnaESPN #NFL100 #NFLBrasil #FlyEaglesFly #GiantsPride

Perdeu o Sunday Night Football? A gente dá essa colher de chá e conta como foi…

Los Angeles Chargers (2-4) 17 x 24 Pittsburgh Steelers (2-4)

– Imagine um Sunday Night Football que estava basicamente decidido no começo do último quarto e ainda teve emoção. Foi esse jogo da semana 6. Os Steelers fecharam o terceiro quarto ganhando por 24 a 0, em uma partida em que não estava dando NADA certo para os Chargers. Mas os donos da casa voltaram ao jogo.

– O L.A. Chargers anotou um field goal e dois TDs no último quarto, mas não conseguiram finalizar uma reação que seria épica. Philip Rivers foi interceptado por Courtland Sutton, a 41 segundos do final, e o possível empate foi para o vinagre.

– De maneira curiosa, os Chargers tiveram mais jardas do que os Steelers no jogo (348 contra 256) e mais jogadas totais (59 contra 56). Entretanto, o time visitante (que nem era tão visitante assim em L.A.) teve quase 10 minutos a mais de posse de bola (34min05s contra 25min55s).

– O que acabou pesando bastante a favor dos Steelers foi a pressão de T.J. Watt sobre Philip Rivers. Mesmo ela não tendo se convertido em sacks (o QB dos Chargers sofreu apenas um), ela levou o signal caller a forçar passes (foi interceptado duas vezes) e ainda a cometer um fumble. Os três turnovers de Rivers custaram caro. Philip Rivers fechou com 26/44, 320 jardas, dois TDs e duas INT.

– No ataque, os Steelers tiveram um jogo equilibrado, com 124 jardas corridas (sendo 75 de Benny Snell e 41 jardas – e um TD – de James Conner). O quarterback Devlin Hodges, terceiro QB que foi titular depois das lesões de Ben Roethlisberger e Mason Rudolph nas seis primeiras semanas, fez um jogo simples, acertando 15 passes de 20 para 132 jardas, um touchdown e uma interceptação. O turnover, inclusive, veio no único passe longo que ele forçou, basicamente.

– E, por falar em Conner, as jardas corridas nem foram o melhor dele. Ele fez sete recepções para 78 jardas e um TD, totalizando dois TDs na noite. Foi o nome dos Steelers até se lesionar no final do jogo.

Um chorinho sobre os jogos do fim da tarde da NFL

Los Angeles Rams (3-3) 7 x 20 San Francisco 49ers (5-0)

New York Jets (1-4) 24 x 22 Dallas Cowboys (3-3)

Arizona Cardinals (2-3-1) 34 x 33 Atlanta Falcons (1-5)

Denver Broncos (2-4) 16 x 0 Tennessee Titans (2-4)

12 – Foi humilhante para os Rams. Primeiro porque o estádio estava vermelho de torcedores dos 49ers. Segundo porque depois do 7 a 0 que os Rams abriram, a defesa dos Niners engoliu Goff e companhia. Foram 78 jardas para o quarterback, pior marca de sua carreira. E quem culpar só ele não viu o jogo: a linha ofensiva foi patética, fazendo faltas e não conseguindo abrir um mísero buraco para três corridas que só precisavam de uma jarda. Duas na linha de 1 para o TD e outra para uma conversão de quarta descida. Jimmy Garoppolo nem foi tão bem – 24 de 33 para 243 jardas, 1 INT na end zone, mais um fumble perdido – mas acertou quando devia e viu sua defesa anular os rivais.

13 – Sam Darnold teve um TD de 92 jardas com Robby Anderson em sua volta aos gramados e em um drive final onde teve 700 faltas, os Jets até permitiram o TD mas não deixaram a conversão de dois pontos. Os Jets venceram os Cowboys abrindo 21 a 3 e deixaram os texanos com três derrotas seguidas e uma minicrise. Amanhã falaremos mais sobre essa queda de Dallas.

7 pontos para falar sobre os jogos da tarde da NFL

Se você estranhar que começamos pelo número 5, só descer na página preguiçoso (a).

Mas antes vamos aos resultados dos jogos das 14h:

Cleveland Browns (2-4) 28 x 32 Seattle Seahawks (5-1)

Kansas City Chiefs (4-2) 24 x 31 Houston Texans (4-2)

Miami Dolphins (0-5) 16 x 17 Washington Redskins (1-5)

Minnesota Vikings (4-2) 38 x 20 Philadelphia Eagles (3-3)

Jacksonville Jaguars (2-4) 6 x 13 New Orleans Saints (5-1)

Baltimore Ravens (4-2) 23 x 17 Cincinnati Bengals (0-6)

5 – Os Saints continuam ganhando jogos pela defesa. Gardner Minshew teve apenas 163 jardas aéreas e o ataque corrido somou 75. Por isso com apenas um TD de Teddy Bridgewater para Jared Cook os Saints venceram sua quinta. Desempenho com Bridgewater de titular? 4-0. Quem esperava isso? Nem o pai do camisa 5.

6 – Quando se trata de números ruins para ilustrar o momento dos Browns dá para escolher entre vários. 0-3 em casa. Baker Mayfield com 11 interceptações em 6 jogos… Mas a minha preferida é esta.

Se o Alfredinho Cozinhas chegar até o fim da temporada será uma surpresa.

7 – Russell Wilson pode ter pulado à frente de Patrick Mahomes na corrida pelo MVP. 23 passes certos em 33 tentados, 295 jardas, 2 passes para TD, um TD corrido e 5-1 de seu time. Mahomes não foi a razão para a derrota de seu time – foi a defesa – mas os eleitores do prêmio de MVP gostam de ver vitórias independente das razões.

8 – Falando do jogo dos Chiefs, óbvio que temos que citar Deshaun Watson, outro que precisa ser falado na briga pelo MVP. O jogo de hoje foi longe de ser uma partida perfeita, já que rolaram duas interceptações. Mas Watson teve dois TDs corridos, um de passe e mesmo ainda sofrendo com a linha ofensiva, ele ganha jogos e é capaz de jogadas explosivas.

9 – Voltando rápido para a vitória de Seattle, ela foi enorme, mas a perda de Will Dissly, que pode ter lesionado o tendão de Aquiles, é uma gigante dor de cabeça. O tight end tinha 4 TDs e 262 jardas em 4 jogos e estava sendo uma das bolas de segurança de Russell Wilson.

10 – O poder da motivação é algo que realmente não pode ser subestimado. Zach Brown, ex-companheiro de Kirk Cousins em Washington e rival de hoje no duelo entre Eagles e Vikings, simplesmente cagou na cabeça do QB. Se foi isso que fez Cousins descobrir que Stefon Diggs existe não dá para saber, mas o que dá para saber é a coincidência dos apenas sete passes errados em 29 tentados, 4 TDs, 333 jardas e 167 jardas e 3 TDs de Diggs. A secundária dos Eagles precisa cobrar Brown pela língua.

11 – Me fala, pela jogada abaixo, se os Dolphins estavam a fim de vencer a partida.

 

Não acordou cedo e perdeu o jogo de Londres da NFL? Sem problemas

defesa panthers comemora

Carolina Panthers (4-2) 37 x 26 Tampa Bay Buccaneers (2-4)

4 – Jameis Winston foi o que já conhecemos, enquanto Christian McCaffrey teve um jogo modestíssimo para seus padrões: 57 jardas combinadas, mas 2 TDs pelo menos. O ataque dos Panthers não produziu muito, mas Winston entregou tudo. E se está escrito 4 interceptações acima é porque postamos antes de uma campanha final que teve mais uma interceptação. Os Panthers disseram obrigado e somaram sua quarta vitória seguida.

 

Não conseguiu ver o Thursday Night Football? Sem problemasstephon gilmore new england patriots

New England Patriots (6-0) 35 x 14 New York Giants (2-4)

1 – Patriots e Giants começaram o jogo sonolentos e quem abriu o placar foi a equipe de especialistas dos Patriots. O punter dos Giants chutou na nuca de seu próprio jogador e Chase Winovich entrou na end zone.

2 – A verdade é que os dois ataques não jogaram bem. Só no primeiro tempo Daniel Jones foi interceptado duas vezes, Tom Brady uma e ainda sofreu um fumble que foi retornado para touchdown. Brady conseguiu ajeitar o barco, também porque sua proteção melhorou, enquanto Jones foi interceptado e sofreu mais um fumble. Pelo menos teve um lindo passe para Golden Tate para um touchdown de 64 jardas, o primeiro e único sofrido pela defesa dos Pats na temporada.

3 – O que dá para tirar do jogo? Que a defesa dos Patriots segue brutal, com playmakers para todo lado. Stephon Gilmore – uma interceptação e vários passes desviados – e Jamie Collins, um fumble forçado, se destacaram. Brady somou 334 jardas, com Julian Edelman tendo 113 jardas em nove recepções. Mas o camisa 12 não jogou bem (apesar dos bons números e dois TDs corridos), sofrendo com os desfalques na OL, mas também tendo passes ruins.

4 – A equipe da Nova Inglaterra está com 6-0, mas ainda há ajustes a serem feitos, o que também é normal em outubro. Já os Giants seguem dando repetições para Jones e tentando ser competitivos, o que aconteceu hoje apesar dos turnovers. O placar só se resolveu no último período.

Comments
To Top