NFL

Scramble: o que rolou na semana 4 da temporada 2020 da NFL

A semana 4 da temporada 2020 da NFL chegou. E nós, do Quinto Quarto, te oferecemos com todo o carinho do mundo o nosso Scramble! Este é um post especial com tudo o que rolou de importante nos jogos desta semana. Em um só lugar, você fica sabendo de tudo.

Análises das partidas, nossas observações malucas e muito mais com nosso jeito irreverente de sempre.

Abaixo, confira o que aconteceu na quarta semana da National Football League…

Monday Night Football – Green Bay Packers (4-0) 30 x 16 Atlanta Falcons (0-4)

por Bruno Bataglin

– Peraí, já começo a falar um pouco do jogo. O Dan Quinn me mandou mensagem pedindo para eu ajudá-lo a fazer as malas…

– Brincadeiras à parte (nem tanto assim), este Monday Night Football foi o que esperávamos: um domínio completo do Green Bay Packers. Foram 403 jardas totais, sendo 315 aéreas, e o time de Wisconsin passeou no Lambeau Field. Jamais se sentiu ameaçado no jogo.

– A defesa dos Falcons foi até que OK contra o jogo terrestre, cedendo apenas 88 jardas (3.4 por corrida). Mas é inadmissível tomar 315 jardas aéreas (9,3 por passe) e 30 pontos na cabeça com um Green Bay que jogou com Marquez Valdes-Scantling (quatro recepções para 45 jardas), minha vó e meu vizinho como wide receivers. Ainda mais quando você tem Dan Quinn de técnico, um cara de mentalidade defensiva.

– Sem Davante Adams e Allen Lazard, ambos lesionados, o ataque liderado por Aaron Rodgers (27/33. 327 jardas e quatro TDs) usou e abusou do tight end Robert Tonyan (seis recepções para 98 jardas e três TDs) e os running backs Jamaal Williams (oito recepções para 95 jardas, além de oito corridas para 10 jardas) e Aaron Jones (cinco recepções para 40 jardas e um TD, além de 15 corridas para 71 jardas).

– Também seria injusto não mencionar a defesa dos Packers, que somou quatro sacks na noite, sendo três do monstro Za’Darius Smith (alguém alimenta esse cara, por favor?). Smith ainda deu cinco pancadas em Matt Ryan e oito tackles totais. Na secundária, Adrian Amos desviou um passe de Ryan que seria TD certo.

– Se há algo de positivo nos Falcons, ele foi o running back Todd Gurley, que correu 16 vezes para 57 jardas e dois TDs. O próprio Matt Ryan fez partida apagadíssima: 28/39 para 285 jardas, sem TDs e INTs.

PS: foi um domínio tão grande dos Packers que eles até tiraram o pé no último quarto. Ruim para meu over 33,5 de Green Bay, que estava nas apostas da semana. Ficamos por quatro pontinhos. Sigo para a semana 5 com sorriso no rosto e serenidade de quem faria essa aposta 200 vezes se preciso.

Semi-Monday Night Football – Kansas City Chiefs (4-0) 26 x 10 New England Patriots (2-2)

por Miguel Amado

– Os Chiefs estiveram longe de ser a máquina de pontuar, mas fizeram o bastante para bater um New England Patriots atípico, que errou em momentos vitais da partida e não conseguiram suprir a perda de Cam Newton, infectado com a COVID-19.

– Patrick Mahomes teve 236 jardas aéreas, o que para os padrões dele é o mesmo que 100 jardas, e 2 passes para TD. Eles vieram em curtos passes para corridas de Mecole Hardman e Tyreek Hill. Travis Kelce, com 70 jardas em três recepções, foi o recebedor mais produtivo. Os Pats conseguiram limitar o QB, colocando em muitos casos apenas três pass rushers e o resto na cobertura dos passes. Duas interceptações fáceis foram dropadas pela secundária dos visitantes.

– Mas mesmo que a defesa aproveitasse as oportunidades, o ataque não faria por merecê-las. Brian Hoyer até conseguiu avançar no campo depois de drives pouco produtivos, mas em uma terceira para nove na linha de 13, com 8 segundos no relógio e sem tempos, Hoyer nem se livrou da bola e nem teve um passe incompleto, levando um sack que encerrou o segundo quarto e custou três pontos para seu time.

– No segundo tempo, em posição similar, Hoyer não só levou o sack como sofreu o fumble, custando mais três pontos que colocariam os Patriots empatados com os Chiefs em 6 a 6. Na campanha seguinte os Chiefs tiveram um bom momento ofensivo e marcaram seu primeiro TD. Hoyer não saiu do banco, Jarrett Stidham avançou graças a seu ataque terrestre e ele deu um belo passe para N’Keal Harry para TD. Foi o primeiro passe para TD do segundo anista.

– Mas os Chiefs não deram chances, com mais um touchdown na campanha seguinte e uma pick six depois de um drop “mão de alface” horrível de Julian Edelman. Stidham ainda seria interceptado em um passe profundo, terminando com apenas cinco passes certos em 13 para 60 jardas, 1 TD e duas INTs.

 

Sunday Night Football – San Francisco 49ers (2-2) 20 x 25 Philadelphia Eagles (1-2-1)

– Esse SNF da semana 4 teve três quartos de futebol americano completamente sonolentos. Mas, então, o último quarto nos trouxe um pouco de alento e emoção. Não foi nenhuma partida primorosa, mas pelo menos teve algo para comentar.

– O primeiro quarto teve um TD para cada lado (o dos Eagles com conversão de dois pontos), enquanto que o segundo quarto não teve nada. Placar de 8 a 7 no intervalo. No terceiro quarto, teve um TD dos Niners para deixar o placar em 14 a 8, mas os Eagles reduziram para 14 a 11 com um field goal. Parecia que não fugiria muito disso, mas…

– O último quarto veio e os Eagles anotaram dois touchdowns separados por segundos. O primeiro em belíssimo passe de 42 jardas de Carson Wentz (18/28, 193 jardas, um TD e uma INT) para Travis Fulgham. Passe de QB grande e 18 a 14 no placar.

– Então, Nick Mullens aprontou… O quarterback dos 49ers deu um passe MEDONHO, ESCABROSO, RIDÍCULO e a bola foi interceptada pelo linebacker Alex Singleton, que só teve o trabalho de correr para a end zone e consumar a pick-six. Eagles em vantagem de 25 a 14.

– Então, Mullens (18/26, 200 jardas, um TD e duas INTs) foi mandado para o banco e C.J. Beathard entrou. O QB número 3 dos Niners fez mais do que Mullens proporcionalmente e acertou 14 lançamentos de 19 para 138 jardas. Em menos de meio quarto, ele liderou os Niners em uma campanha de TD.

– Os Eagles venceram, mas não convenceram. A real é que, neste SNF, deu o time menos pior. O que falhou menos. A batalha dos turnovers diz muito (3 a 1).

PS: Os Eagles venceram a primeira e eu acertei na lata essa como uma das integrantes da ‘cota zebra’ da semana no nosso QQ Expresso. Palmas (mas bem poucas) para mim. Eu não mereço tantas por isso porque os Eagles não fizeram nada demais.

Domingo, jogos da faixa das 17h

Los Angeles Rams (3-1) 17 x 9 New York Giants (0-4)

por Bruno Bataglin

– Que jogo pobre de ataques. Nenhum dos times produziu nem 300 jardas totais e a decepção fica por conta dos Rams, que conseguiram a façanha de produzir apenas 240 jardas (pífias 58 terrestres) contra 295 dos Giants, que têm o pior ataque da NFL. Um horror, senhor Sean McVay!

– As duas defesas se portaram muito bem, que fique bem claro. O que fez a diferença a favor dos Rams é que Daniel Jones é um quarterback realmente MUITO ruim. Dá até pena de ver quão pobre é o arsenal dele. Passes muito ruins e panes mentais constantes. Ele até sabe resolver um pouco com as pernas (correu para 45 jardas e conseguiu first downs). Mas ele faz tudo certo e comete uma interceptação na reta final, na campanha que poderia dar o empate.

– Aliás, falando nos números de Jones: 23/36, 190 jardas e uma interceptação (feita pelo cornerback Darious Williams). Mais pobre, impossível.

– Do outro lado, Jared Goff fez somente no necessário. Foram 25 passes certos de 32 para 200 jardas e uma conexão para touchdown de 55 jardas com Cooper Kupp, no último quarto. Muito pouco para um ataque que se gaba de ser um dos melhores da NFL.

– Será que dá para desver esse jogo?

PS: minha aposta de over 47 não chegou nem perto de bater aqui. Esperava muito mais do ataque dos Rams e só um pouquinho mais do ataque dos Giants. Primeiro red da semana. Seguimos…

Las Vegas Raiders (2-2) 23 x 30 Buffalo Bills (4-0)

por Miguel Amado

Duas temporadas seguidas com 4-0 e Josh Allen com dois TDs terrestres e um corrido. O torcedor dos Bills está feliz da vida com seu QB, que acertou 15 de 20 passes até o intervalo, mas assustou a todos quando pareceu ter lesionado seu ombro. Se foi mais sério, só saberemos depois. Os Raiders até tiveram uma boa partida de Derek Carr, mas uma sequência de punt, fumble, turnover on downs e fumble fez os Bills ficarem mais confortáveis na metade final da partida.

Chicago Bears (3-1) 11 x 19 Indianapolis Colts (3-1)

por Miguel Amado

Depois de surpreendentemente perderem para os Jaguars na semana 1, os Colts somaram sua terceira vitória seguida, batendo os Bears que estavam com 100%. Philip Rivers teve um passe para TD no começo da partida, mas o destaque foi mesmo a defesa, a melhor da NFL até o momento. Os Bears chutaram sete punts e Nick Foles teve uma interceptação antes de comandar uma campanha de 90 jardas que terminou em TD. Porém o onside kick não deu certo e Foles não teve a chance para mais uma reação.

Domingo, jogos das 14h – Coisas que o Quinto Quarto quer desabafar (e resultados)

Dallas Cowboys (1-3) 38 x 49 Cleveland Browns (3-1)

por Bruno Bataglin

– Cleveland Browns com 3-1 e Dallas Cowboys com 1-3. Isso por si só já é bizarro e é a única observação que faço para começar esta análise.

– Dak Prescott bem que tentou (41/58, 502 jardas, quatro TDs e uma interceptação), mas não foi suficiente para os Cowboys vencerem no seu AT&T Stadium. E foi muito por causa de uma defesa que cedeu 508 jardas totais aos Browns e um ataque terrestre pífio de Dallas (apenas 85 jardas). Cadê Ezekiel Elliott? Foram apenas 12 corridas para 54 jardas. Ao menos ele compensou um pouco no jogo aéreo: oito recepções para 71 jardas.

– A defesa texana foi especialmente ruim contra a corrida, cedendo absurdas 307 jardas terrestres aos Browns. Quem agradeceu foi D’Ernest Johnson (13 corridas para 95 jardas), Odell Beckham Jr. (ELE MESMO – duas corridas para 73 jardas e um TD), Kareem Hunt (11 corridas para 71 jardas e dois TDs) e companhia.

– Teve até passe para touchdown do wide receiver Jarvis Landry, que conectou um TD de 37 jardas com o companheiro de posição Odell Beckham (cinco recepções para 81 jardas e dois TDs). O próprio Landry ainda fez cinco recepções para 48 jardas.

– É inegável que Baker Mayfield está mais maduro e centrado em 2020. O quarterback dos Browns acertou 19 passes de 30 para 165 jardas e dois TDs. Partida sem números absurdos, mas segura. E sem turnovers. É disso que os Browns precisam.

– Os Cowboys chegaram a abrir 14 a 7 no primeiro quarto. Mas o que pesou foi o segundo e o terceiro quartos perfeito dos Browns. Quatro TDs e dois field goals (e sem ceder pontos) para abrir 41 a 14. Aí não há último quarto com três TDs de Dallas que resolva. É, Mike McCarthy, pode arregaçar mais essas mangas…

Cincinnati Bengals (1-2-1) 33 x 25 Jacksonville Jaguars (1-3)

por Bruno Bataglin

– Em um domingo sempre com muitos jogos, impossível eu deixar passar a primeira vitória do Cincinnati Bengals, de Joe Burrow, na temporada. Tudo bem que o calouro não fez de suas melhores partidas (25/36, 300 jardas, um TD e uma interceptação), mas Burrow é um quarterback com muito futuro, como já destaquei.

– O ataque terrestre de Cincinnati também fez bonito. Foram 205 jardas e dois TDs pelo chão, com o destaque do backfield ofensivo sendo Joe Mixon: 25 corridas para 151 jardas e dois TDs.

– Pelo ar, Mixon ainda adicionou seis recepções para 30 jardas e agarrou o único passe para TD lançado por Burrow na partida. Mixon é tudo para esse ataque.

– Do lado dos Jaguars, atuação de respeito de Gardner Minshew, ídolo supremo do QQ. Forma 27 passes certos de 40 para 351 jardas e dois touchdowns, com uma interceptação. Certamente, a interceptação foi culpa de qualquer coisa menos de Minshew. Ele é gênio.

– A gente viu quão pífio foi o ataque dos Jaguars na semana 3 sem DJ Chark Jr. Mas o wide receiver voltou e comandou as ações, fazendo oito recepções para 95 jardas e dois touchdowns. Laviska Shenault Jr. também não fez feio: cinco recepções para 86 jardas.

– O ataque terrestre dos Jaguars simplesmente não funcionou, produzindo apenas 89 jardas, sendo 75 com James Robinson. Se entrasse no jogo, talvez os Jaguars teriam uma chance.

Tampa Bay Buccaneers (3-1) 38 x 31 Los Angeles Chargers (1-3)

por Miguel Amado

– Os Bucs chegaram a ficar 17 pontos atrás no segundo quarto, mas Tom Brady agora tem alvos. Foram cinco passes para touchdown depois do camisa 12 ter feito um passe para TD… dos Chargers. Brady somou 369 jardas na impressionante vitória, contra 290 jardas, 3 TDs e uma INT de Justin Herbert.

– Cinco jogadores diferentes tiveram TDs pela equipe da Flórida, inclusive Mike Evans, que somou 122 jardas e O.J. Howard, que saiu no final do último quarto com uma suspeita de ruptura do Tendão de Aquiles, que o tiraria da temporada.

Houston Texans (0-4) 23 x 31 Minnesota Vikings (1-3)

por Miguel Amado

– Depois de um começo de ano pavoroso, o Minnesota Vikings voltou para o básico: defesa imponente e ataque terrestre para bater e derrubar os Texans, que agora estão 0-4. Os Vikes tiveram 163 jardas corridas contra a pior defesa terrestre da NFL, com dois TDs de Dalvin Cook e um Alexander Mattison.

– Depois de um primeiro tempo ruim no ataque, os Texans reagiram no terceiro quarto logo na primeira campanha, com Deshaun Watson encontrando Will Fuler para diminuir o placar para 17 a 13 e dimuiram lkogo depois com um field goal para um pontod e diferença. Mas Kirk Cousins – 260 jardas – e Adam Thielen, 114 jardas recebidas, se encontraram para o único touchdown aéreo dos visitantes neste domingo.

Outros resultados da primeira leva de jogos:

Detroit Lions (1-3) 29 x 35 New Orleans Saints (2-2)

Washington Football Team (1-3) 17 x 31 Baltimore Ravens (3-1)

Miami Dolphins (1-3) 23 x 31 Seattle Seahawks (4-0)

Carolina Panthers (2-2) 31 x 21 Arizona Cardinals (2-2)

Thursday Night Football – New York Jets (0-3) 28 x 37 Denver Broncos (1-3)

por Bruno Bataglin

– Todos que esperavam um Thursday Night Football MODORRENTO para iniciar a semana 4 se surpreendeu (inclusive nós). Não que tenha sido um Chiefs x Ravens, mas foi um jogo bem legal de se acompanhar. Quer uma prova? Ele começou com…

– … TOUCHDOWN CORRIDO DE SAM DARNOLD. Acredite se quiser. Logo no começo do jogo, o quarterback do New York Jets conseguiu uma corrida impressionante de 46 jardas para entrar na end zone. Apesar disso, Darnold teve uma partida bem modesta (23/42, 230 jardas, sem TDs e INTs). Mas seria injusto criticá-lo com essa linha ofensiva horrenda, que cedeu seis sacks para uma perda total de 54 jardas. Pobre Darnold, que até chegou a sair de campo com lesão, mas voltou.

– O NY Jets é um time PÉSSIMO. Sem exagero. Eu não sei como Adam Gase consegue ser chamado de head coach. Não serve nem para assumir o CSA-AL. Time indisciplinado e que cometeu nove faltas para uma perda total de quase 100 jardas. Basicamente um campo inteiro sem contas as end zones só de penalidade. E nem vou falar de Gregg Williams de coordenador defensivo (me recuso).

– E olha que o Denver Broncos também abusou, com sete faltas para 89 jardas. A diferença é que o time do Colorado, mesmo dizimado por lesões e com seu terceiro quarterback, tem ao menos um comando decente nas sidelines. Vic Fangio sabe o que é futebol americano.

– Falando em terceiro QB dos Broncos, palmas para Brett Rypien. Seria injustíssimo resumir seu primeiro jogo como titular na liga às três interceptações e ao intentional grounding juvenil que ele cometeu e que quase complicou a vida do kicker Brandon McManus para virar o jogo. Rypien fez uma partida corajosa em horário nobre: 19/31 para 242 jardas e três TDs. Se lapidado, tem um futuro interessante na NFL.

– Não foi uma grande partida em termos de ataques terrestres, mas os Broncos tiraram vantagem de Melvin Gordon, que correu para 107 das 117 jardas dos Broncos pelo chão e anotou dois TDs corridos. Do lado dos Jets, foi Darnold com 84 das 129 jardas corridas do time e isso já diz muito.

– Os wide receivers Tim Patrick (seis recepções, 113 jardas e um TD) e o calouro Jerry Jeudy (duas recepções, 61 jardas e um TD) foram os melhores dos Broncos. Pelos Jets, teve apenas Jamison Crowder (sete recepções, 104 jardas) e Jeff Smith (sete recepções, 81 jardas). Ô corpo de WRs horripilante de NY!

PS: Quem ouviu o Quinto Quarto Expresso pegou a aposta de Melvin Gordon mais de 62,5 jardas terrestres nesse TNF. Acertei nessa dica. E acabou batendo fácil na reta final da partida.

Para iniciar as atividades, o Quinto Quarto Expresso #210…

Comments
To Top