NFL

Scramble semana 4 da temporada 2019 da NFL: continuamos na segunda!

juju smith schuster pittsburgh steelers

Nós sabemos que nem seus amigos e nem seus familiares entendem a empolgação de ver Gardner Minshew entrando em campo. Tudo bem, nós do Quinto Quarto estamos aqui para fazer companhia e trazer muito conteúdo de qualidade mais ou menos durante a semana 4 da temporada 2019 da NFL.

Primeiro de tudo, aqui está nosso podcast com palpites e opiniões sobre todos os 15 jogos.

Segundo, segue a gente no Instagram e especialmente no Twitter onde vamos postar coisas durante o jogo e interagir com vocês, nossos queridões. Nesta segunda, a rodada é finalizada com Pittsburgh Steelers x Cincinnati Bengals. Vamos nessa!

Perdeu o Monday Night Football? A gente conta como foi…

Pittsburgh Steelers (1-3) 27 x 3 Cincinnati Bengals (0-4)

– O Monday Night Football que fechou a semana 4 foi muito ruim em termos ofensivos, sobretudo nos dois primeiros quartos. O jogo foi para o intervalo com 10 a 3 para os Steelers, com apenas um TD sendo anotado. No terceiro quarto, os Steelers mataram o jogo com dois TDs e fecharam o placar com um field goal no quarto final.

– Foram 326 jardas ofensivas para os Steelers no jogo inteiro, com 260 jardas aéreas. Um desempenho decente que foi o suficiente para construir o placar e vencer a primeira na temporada 2019.

– O quarterback Mason Rudolph fez um trabalho sem falhas novamente como titular no lugar de Ben Roethlisberger, que está fora da temporada. O jovem signal caller acertou 24 passes de 28 para 229 jardas e dois touchdowns, saindo com um passer rating de 124.6.

– Destaque também para os running backs dos Steelers, que produziram apenas 66 jardas terrestres e combinaram para 16 recepções, um recorde da história da NFL para RBs em um jogo. James Conner fez oito recepções para 83 jardas e um TD, e Jaylen Samuels fez oito recepções para 57 jardas (além de fazer a sua vez de QB e completar todos os seus três passes para 31 jardas).

– Do lado dos Bengals, a produtividade ofensiva foi pífia, com apenas 175 jardas totais e 102 jardas de passe. O quarterback Andy Dalton (21/37, 171 jardas e uma interceptação) sofreu a noite inteira com a linha ofensiva porosa e sofreu nada menos do que oito sacks.

– O desempenho defensivo dos Steelers, aliás, foi um primor, com apenas 2,7 jardas cedidas por jogada e dois turnovers forçados, além dos já mencionados oito sacks para uma perda total de 69 jardas por Dalton.

Você dormiu e não viu o Sunday Night Football? É para isso que estamos aqui…

New Orleans Saints (3-1) 12 x 10 Dallas Cowboys (3-1)

– Quem imaginava um jogo ofensivo no Sunday Night Football da semana 4 se enganou. Totalmente (inclusive eu). A partida foi absolutamente dominada pelas defesas. Prova disso é que houve só um touchdown. E ele foi do time derrotado.

– Nenhum dos dois times chegou às 270 jardas ofensivas e os Cowboys produziram somente 45 jardas pelo chão.

– A defesa dos Saints, sobretudo, foi um primor nos momentos decisivos e, apesar de ter cedido o único TD do jogo, limitou Ezekiel Elliott a 35 jardas terrestres e Dak Prescott a 223 jardas e uma interceptação.

– E impressionante como o ataque dos Saints não consegue ser mais profundo com Teddy Bridgewater (23/30, 193 jardas e uma interceptação). O reserva de Brees, aliás, sofreu com a linha ofensiva (que cometeu muitas faltas) e sofreu cinco sacks para perda de 44 jardas.

– Os Cowboys perderam dois fumbles e perderam a batalha dos turnovers por 3 a 1. Em um jogo tão parelho, isso foi determinante.

– Wil Lutz marcou todos os 12 pontos dos Saints e foi o MVP da partida, segundo o QQ.

7 coisas legais para falar neste domingo de NFL

1 – O Kansas City Chiefs ficou muito próximo de perder o jogo, precisando de um drive de Mahomes para salvar a lavoura contra o Detroit Lions. Os Chiefs têm um sério problema defensivo, enquanto os Patriots não têm um ataque tão explosivo quanto KC, mas tem uma defesa que é Top 3 na NFL hoje. Isso é bem preocupante para Andy Reid e cia.

2 – O Detroit Lions é o time que eu (Miguel) mais me surpreende em relação ao que escrevi nas prévias. Não é desculpa falar “este é o time mais difícil de analisar” no título. O time melhorou muito defensivamente e tem um ataque mais equilibrado. Está neste momento com 2-1-1 mas poderia estar 4-0 ou pelo menos 3-1, caso não tivesse entregado o jogo da semana 1.

3 – Estamos na temporada do QB reserva. Entramos na semana #4 com Daniel Jones, Gardner Minshew, Josh Rosen e Kyle Allen como titulares e que não começaram o ano com esse status e durante os jogos tivemos, ou por lesão, ou opção técnica, as entradas de Dwayne Haskins, Matt Barkley e Chase Daniel.

4 – Na temporada passada o Atlanta Falcons já me destruiu em todas as semanas que ia neles no nosso podcast de palpites. E, neste ano… nada mudou.

Os Falcons montaram um elenco enorme em talento, mas depois da derrota no Super Bowl na maior freada na cueca da história parece que tudo foi para o vinagre, especialmente do lado psicológico. No fim desta temporada é melhor rolar uma reformulação, trocando Dan Quinn.

5 – No podcast de quinta eu e Bruno de Abreu Bataglin defendemos a entrada de Dwayne Haskins. Ele entrou e teve três interceptações e isso é… bom. Os Redskins não tem que ganhar jogos e sim fazer seus jogadores jovens ganharem experiências, errarem, acertarem de vez em quando e seguir em frente. Começa um tank e chega de ser medíocre.

6 – É difícil explicar a reação dos Panthers, que começaram 0-2 com dois jogos em casa com Cam Newton e agora estão 2-2 batendo Texans e Cardinals fora de casa. Claro, Cam estava machucado, mas não pode ser isso. Os seus companheiros não gostarem tanto dele e a comissão técnica ter maior facilidade para traçar planos de jogo com um QB mais tradicional podem ser razões. Claro que isso nunca será afirmado com todas as letras em uma entrevista coletiva de Ron Rivera.

7 – Sim, eu vou zoar o Bruno por não ter embarcado comigo na narrativa “Os Browns foram jogados no lixo e humilhados e este é um jogo para provar que há homens e não meninos no elenco”. Nick Chubb com três TDs irá aparecer no nosso post de heróis e vilões.

 

Você não viu o Thursday Night Football? Sem problemas, nós te ajudamos

Green Bay Packers (3-1) 27 x 34 Philadelphia Eagles (2-2)

Green Bay Packers e Philadelphia Eagles começaram um tiroteio que não parou até o fim. A defesa dos Packers, depois de ter sido protagonista nas três semanas iniciais, teve grandes problemas contra o jogo terrestre dos Eagles, que somou 174 jardas. Jordan Howard, com três TDs e 115 jardas fez os torcedores do Chicago Bears, seu ex-time, muito felizes.

Carson Wentz não precisou ser herói e com o pocket limpo, teve três passes para TD, 0 interceptações e apenas 160 jardas.

Já Aaron Rodgers sofreu mais, mas conseguiu conectar com Davante Adams livremente. O wide receiver teve 180 jardas em 10 recepções. Porém, nos drives finais, Adams machucou seu dedo do pé e ficou de fora. Mesmo assim o time avançou dentro do two minute warning e chegou na linha de 3 com 28 segundos faltando. Entretanto, Rodgers passou, a bola desviou e Brandon Graham interceptou. Fim de jogo, vitória dos Eagles.

 

Comments
To Top