NFL

Scramble: o que rolou na semana 13 da temporada 2020 da NFL

Estamos no começo do último (bonito, né?) mês do ano. A semana 13 da NFL está entre nós. E, aqui no Quinto Quarto, você tem o privilégio de acompanhar tudo o que rolou nas partidas em um lugar: o Scramble nosso de cada semana.

Para conferir nossas rápidas análises dos jogos e resultados ao redor da National Football League, só continuar seguindo neste artigo.

Bruno Bataglin, o cara da NFL no QQ, e Miguel Amado, nosso apresentador do Quinto Quarto Expresso/modelo de lingerie nas horas vagas, dividem as análises das partidas e ainda listam os resultados da rodada da bola oval. Obviamente, sempre com nossa pitada de bom humor e pensamento maluco.

Então, vamos conferir toda a ação na semana 13 da temporada 2020 da NFL…

Tuesday Night Football? Sim, isso mesmo

Baltimore Ravens (7-5) 34 x 17 Dallas Cowboys (3-9)

por Miguel Amado

Não foi dos jogos mais bonitos dos Ravens, mas a vitória veio confortável e o sonho de playoffs segue vivo. O time é o quarto melhor wild card, atrás de Dolphins, Browns e Colts e empatado com os Raiders. Uma derrota hoje seria catastrófica. Não aconteceu.

O jogo de Lamar Jackson aéreo foi péssimo, com apenas 107 jardas, 2 TDs e uma INT. Mas assim como em 2019 o que importou foi correr com a bola e o time atropelou os Cowboys com 294 jardas terrestres, inclusive 94 e 1 TD do quarterback em uma linda corrida.

O jogo estava 10 a 7 para Dallas no meio do segundo quarto quando uma interceptação na linha de 36 virou o andamento da partida. Uma jogada depois os Ravens já estavam na end zone com Miles Boykin e Dallas só foi pontuar de novo faltando quatro minutos para o fim da partida.

Rodada dupla de Monday Night Football

Pittsburgh Steelers (11-1) 17 x 23 Washington Football Team (5-7)

por Bruno Bataglin

– Não temos mais um time invicto na National Football League na temporada 2020. O Washington Football Team saiu perdendo por 14 a 0, mas cedeu apenas um field goal no restante da partida e conseguiu uma virada IMPRESSIONANTE no Heinz Field. O Pittsburgh Steelers toma um 23 a 17 na cabeça e é derrotado pela primeira vez na temporada nesta semana 13.

– É a primeira vitória de Washington em Pittsburgh desde a semana 12 da temporada 1991, mais precisamente no dia 17 de novembro (eu, Bruno, ainda estava a quase um mês de nascer). Isso põe fim a uma série de seis derrotas de Washington para os Steelers.

– Vamos parar TUDO e falar de Alex Smith. A história desse cara é impressionante (e eu AMO tanto que já escrevi um texto sobre isso após o documentário dele passar na ‘ESPN’) e ele continua derrubando nossos queixos no chão. Não bastasse o histórico dele, ele é corajoso, encarou defensores, sofreu três sacks na noite e ainda… teve uma partida com 31 passes certos de 46 pra 296 jardas e um touchdown. Se Washington conseguiu o feito de derrubar os Steelers, foi por ele.

– Até porque o ataque terrestre de Washington foi quase inexistente, com 45 jardas totais, sendo 23 e um TD com Peyton Barber. Aliás, ataque terrestre não vimos nesse jogo, já que Pittsburgh produziu risíveis 21 jardas pelo chão.

– Logan Thomas foi o melhor amigo de Smith na partida. O tight end fez nove recepções para 98 jardas e um TD. Quem também foi bem foi o wide receiver Cam Sims, com cinco recepções para 92 jardas.

– Do lado dos Steelers, Ben Roethlisberger conectou 33 passes de 53 para 305 jardas e dois touchdowns. Mas Big Ben foi interceptado na reta final do jogo, após o lançamento desviado, e ali foi selada a derrota dos Steelers.

– A partida teve um show de ‘drops’. Muitos passes não agarrados, sobretudo no começo. Do lado dos Steelers, mais ainda. E, em meio a isso, os melhores de Pittsburgh foram James Washington (duas recepções para 80 jardas e TD) e Diontae Johnson (oito recepções para 71 jardas e TD).

– O foco de Washington neste duelo é para se aplaudir. O time se manteve concentrado a partida inteira, mesmo depois de ficar dois TDs atrás. Ron Rivera não se cansa de provar que é um BAITA treinador. Mike Tomlin também é gênio, não vamos esquecer.

San Francisco 49ers (5-7) 24 x 34 Buffalo Bills (9-3)

por Bruno Bataglin

– Acabou a zica do Buffalo Bills no horário nobre. No Monday Night Football, a última vitória do time do estado de Nova York havia sido contra o Miami Dolphins, em 1999. Mas, nesta semana 13 da temporada 2020, os Bills bateram o San Francisco 49ers facilmente no State Farm Stadium, no Arizona, e acabaram com o jejum.

– Josh Allen foi MONSTRUOSO. O quarterback dos Bills teve uma atuação basicamente impecável, com 32 passes certos de 40 para 375 jardas e quatro touchdowns. Ele foi o segundo QB da história dos Bills a passar para quatro TDs em um MNF. O outro foi o ídolo Jim Kelly, em 1991.

– Buffalo ainda saiu atrás com 7 a 0, mas retomou o controle da partida rapidamente. A equipe de Sean McDermott dominou os Niners nos dois lados da bola.

– No ataque, Allen tirou vantagem principalmente de Cole Beasley (nove recepções para 130 jardas e um touchdown) e Stefon Diggs (dez recepções para 92 jardas). Os outros três TDs foram conectados com Gabriel Davis (três recepções/68 jardas), Isaiah McKenzie (duas recepções/31 jardas) e Dawson Knox (quatro recepções/27 jardas).

– Na defesa, os Bills conseguiram duas interceptações com Micah Hyde e Tre’Davious White. Os dois turnovers pesaram bastante contra os Niners. Mas a culpa de Nick Mullens foi apenas na segunda. A primeira foi totalmente do wide receiver Brandon Aiyuk, que não agarrou a bola oval.

– Nick Mullens (26/39, 316 jardas, três TDs e duas INTs) fez os torcedores dos Niners implorarem pela volta de Jimmy Garoppolo. Ele até conseguiu cometer um false start. Um QUARTERBACK responsável por uma falta de SAÍDA FALSA. É só Jesus na causa…

PS: nossa aposta de Bills +1 bateu tranquila. Não deem uma linha dessa que a gente agarra. Bobeou a gente pimba!

Sunday Night Football – Kansas City Chiefs (11-1) 22 x 16 Denver Broncos (4-8)

por Bruno Bataglin

– Quem imaginava um atropelo do Kansas City Chiefs se enganou. E Miguel Amado e eu alertamos no QQ Expresso que poderia ser um jogo bastante parelho por causa da defesa do Denver Broncos. E foi isso mesmo.

– A partida começou e terminou com interceptação de Drew Lock (15/28, 151 jardas, dois TDs e duas interceptações). O QB dos Broncos lançou a bola nas mãos do safety Tyrann Mathieu, o ‘Texugo do Mel’, na primeira e na última campanha da franquia do Colorado.

– Contudo, a primeira interceptação não pesou tanto e a última foi por circunstância do desespero de ter que buscar o TD a todo custo. Depois do primeiro turnover de Lock, os Chiefs chutaram o punt na sequência. E o primeiro quarto terminou apenas com um field goal para cada lado para deixar o placar em 3 a 3.

– O jogo continuou equilibrado, com a defesa de Denver muito sólida. E, com 6min30s restantes no segundo quarto, Lock conectou um passe de cinco jardas com Tim Patrick (quatro recepções para 44 jardas e dois TDs) para deixar o placar em 10 a 3 para os visitantes. Antes do intervalo, os Chiefs conseguiram avançar bem em campo, mas foram parados na red zone pelo forte sistema defensivo de Vic Fangio. Mais dois FGs de Harrison Butker e Broncos foram para o vestiário ganhando por 10 a 9.

– Os Chiefs viraram no começo do terceiro quarto, mas novamente com field goal de Butker, o quarto dele no jogo. Mas os Broncos retomaram a liderança no placar pouco depois, em belíssima conexão de 10 jardas de Lock novamente com Patrick. Contudo, do outro lado tinha Patrick Mahomes (25/40, 318 jardas e um TD).

– Apesar de não ter feito uma partida brilhante, o camisa 15 dos Chiefs mais uma vez tirou passes mágicos da cartola. E, com um TD no final do terceiro quarto, em lindo lançamento de 20 jardas com o tight end Travis Kelce (oito recepções para 136 jardas e o TD) e mais um FG de Butker nos minutos finais do jogo, os Chiefs venceram.

– COMO É POSSÍVEL UM PASSE DESSE, MAHOMES?

– Ainda tivemos um lance bizarro no primeiro tempo. Mahomes lançou para Tyreek Hill na end zone e a arbitragem deu passe incompleto. Mas, foi passe completo. Contudo, nem Hill e nem os Chiefs acharam que havia sido completado o lançamento insano, não desafiaram e foram para o punt. Primeira vez que vi isso na vida.

– Não é todo dia que a gente vê uma defesa limitar o ataque dos Chiefs, mas foi o que ocorreu em grande parte do SNF. Mahomes sofreu apenas um sack, mas teve dois passes desviados pelo defensive end Shelby Harris, por exemplo. Ambos poderiam resultar em TD. E essa defesa da franquia do Colorado, quando tiver Von Miller de volta em 2021, vai dar muito trabalho.

– Com a vitória, os Chiefs asseguram a vaga nos playoffs e se tornam o segundo time neste domingo, ao lado do New Orleans Saints, a garantir a classificação antecipada. É a sexta temporada consecutiva em que os Chiefs avançam à pós-temporada, igualando um recorde da franquia (1990 a 1995).

Domingo de NFL – Jogos das 18h – Meus amigos, que loucura

Arizona Cardinals (6-6) 28 x 38 Los Angeles Rams (8-4)

por Miguel Amado

– Em um duelo que poderia deixar a NFC West ainda mais embolada, os Rams não quiseram saber disso e venceram os Cardinals com 351 jardas de Jared Goff e uma pick six para definir a partida no jogo que o time de Los Angeles tornou-se líder da divisão. Mais sobre isso abaixo.

– Os Rams tem 33 vitórias e 0 derrotas em partidas que o time está à frente do oponente no intervalo. A defesa conseguiu segurar os Cardinals a 232 jardas ofensivas e Goff encerrou uma dura sequência de quatro jogos com turnover. Quando o jogo encostou, Darrell Henderson explodiu para um TD que foi um banho de água gelada nos rivais. Os Cardinals, com 50% de aproveitamento, ficam duas vitórias atrás dos líderes de divisão e vão precisar se recuperar para voltar aos playoffs provavelmente pelo wild card.

Seattle Seahawks (8-4) 12 x 17 New York Giants (5-7)

por Miguel Amado

– Temos a surpresa do dia aqui. Os Giants vinham de três vitórias seguidas, mas ninguém confiava muito na equipe, especialmente pelo comando do ataque. Colt McCoy não é dos mais empolgantes – apenas 105 jardas hoje -, mas a defesa é. O ataque de Seattle conseguia 30 pontos de média por jogo, mas hoje tinha apenas cinco sacks até quase o final do jogo, quando conseguiu o primeiro touchdown.

– Os Giants derrubaram Russell Wilson cinco vezes na excelente vitória que teve Wayne Gallman com 135 jardas em apenas 16 carregadas. Nova York lidera sua divisão e tem quatro vitórias seguidas. Já Seattle perdeu a vantagem de uma vitória que tinha e por causa do desempate – os Rams venceram o confronto direto que tiveram – fica em segundo na NFC West. Que loucura.

Outros resultados:

Green Bay Packers (9-3) 30 x 16 Philadelphia Eagles (3-8-1)

Los Angeles Chargers (3-9) 0 x 45 New England Patriots (6-6)

Só vou deixar esta imagem do nosso Instagram aqui. Ela foi feito no meio desta partida.

Domingão de NFL – Jogos das 15h – O Quinto Quarto conta como foi…

Atlanta Falcons (4-8) 16 x 21 New Orleans Saints (10-2)

por Bruno Bataglin

– O New Orleans Saints continua como o melhor time da Conferência Nacional (NFC). Neste domingo, foi a segunda vitória sobre o arquirrival Atlanta Falcons nas últimas três semanas e a nona vitória consecutiva. Não à toa, com a combinação da derrota do Chicago Bears para o Detroit Lions, os Saints são o primeiro time a garantir vaga nos playoffs.

– Taysom Hill (27/37, 232 jardas e dois touchdowns) mandou muito bem lançando a bola, dando os primeiros dois passes para TD em sua carreira na NFL, e ainda correu para 83 jardas. Ainda assim, o reserva de Drew Brees teve problemas para cuidar da bola e perdeu um fumble totalmente displicente que ajudou os Falcons a reduzirem uma diferença de 21 a 9 para 21 a 16. Hill ainda teve outros dois fumbles na partida, mas que não foram perdidos.

– Michael Thomas foi o principal alvo de Hill na partida, fazendo nove recepções para 105 jardas. Mas os TDs foram recebidos por Tre’Quan Smith (três recepções para 42 jardas) e Jared Cook (três recepções para 28 jardas). Pelo chão, foram 207 jardas e um TD dos Saints, anotado por Alvin Kamara (que correu para 88 jardas).

– A defesa dos Saints novamente foi determinante para o resultado final. Mas, depois de 14 quartos completos, a unidade voltou a sofrer um TD. Ainda assim, o sistema agora está bem mais sólido e o trabalho de Dennis Allen merece ser elogiado.

– Falando na defesa dos Saints, o quarterback Matt Ryan (19/39, 273 jardas e um TD) foi bem pressionado na partida e sofreu três sacks. E os Falcons também só produziram 70 jardas pelo chão.

– Um ponto positivo na parte ofensiva dos Falcons foram as atuações dos wide receivers Calvin Ridley (cinco recepções para 108 jardas) e Julio Jones (seis recepções para 94 jardas). Russell Cage (quatro recepções para 51 jardas) recebeu o único TD do time no duelo.

Tennessee Titans (8-4) 35 x 41 Cleveland Browns (9-3)

por Bruno Bataglin

– Foi uma partida recheada de falhas dos Titans, incluindo três turnovers (uma interceptação de Ryan Tannehill e fumbles perdidos por Derrick Henry e A.J. Brown). E, do lado dos Browns, o quarterback Baker Mayfield DESTRUIU.

– Mayfield (25/33, 334 jardas e quatro touchdowns) é um jogador que vem amadurecendo e eu já vinha destacando isso. E a partida deste domingo, com um passer rating de 147.0, é mais uma prova disso. Tudo bem que ele sofreu um fumble perdido, mas nada que apague sua grande apresentação, com todos os quatro passes para TD saindo no primeiro tempo.

– A gente destacava no QQ Expresso que seria um jogo dos ataques terrestres. Mas foi menos do que imaginávamos. Os Browns produziram 118 jardas corridas totais (Nick Chubb correu para 80 jardas e um TD) e, do lado dos Titans, foram apenas 62 jardas corridas (Derrick Henry teve partida apagada, com 60 jardas, sem TDs e um fumble sofrido).

– Do lado dos Browns, a partida foi de três wide receivers, com um TD para cada: Rashard Higgins (seis recepções para 95 jardas), Donovan Peoples-Jones (duas recepções para 92 jardas) e Jarvis Landry (oito recepções para 62 jardas).

– Já do lado dos Titans, Corey Davis fez 11 recepções para 182 jardas e um TD.

PS: o under 53 sugerido por Miguel Amado no nosso podcast foi por água abaixo em três quartos. Como eu odeio apostar em under, mas a análise fazia sentido, vamos ser justos. Sigamos…

Chicago Bears (5-7) 30 x 34 Detroit Lions (5-7)

por Bruno Bataglin

– Juntamente com a ‘lei do ex’, não há regra mais válida dentro dos esportes do que palpitar a favor do time que acabou de demitir seu técnico. Matt Patricia vazou e a gente destacava que os Lions jogariam a vida logo na partida seguinte. Não deu outra…

– Os Bears chegaram a abrir 16 a 6 e depois 23 a 13 no segundo quarto. Mas o segundo tempo foi dos Lions, que anotaram três TDs nos dois últimos quartos contra apenas um dos Bears.

– Matthew Stafford fez uma partida de gente grande. O QB dos Lions conectou 27 passes de 42 para 402 jardas, três touchdowns e sofreu uma interceptação (passer rating de 109.4). Boa atuação contra uma sólida defesa de Chicago.

– Estranho é ver Mitchell Trubisky (26/34, 267 jardas e um TD) ter bons números. Mas, como não pode faltar uma falha dele, houve um fumble perdido no quarto final que deixou os Lions na beira da end zone e resultou pouco depois no último TD dos Lions na partida. Foi o da vitória. Ai, Trubisky…

– O ataque terrestre dos Bears funcionou como há tempos não funcionava, produzindo 140 jardas e três TDs. David Montgomery (17 corridas para 72 jardas e dois TDs) e Cordarrelle Patterson (10 corridas para 59 jardas e um TD) lideraram. Mas de nada adianta quando você tem um QB como Trubisky.

– Pelos Lions, Adrian Peterson correu para 57 jardas e dois TDs, e o wide receiver Marvin Jones Jr. (oito recepções para 116 jardas e um TD) foi o principal alvo de Stafford.

E mais resultados…

New York Jets (0-12) 28 x 31 Las Vegas Raiders (7-5)

Miami Dolphins (8-4) 19 x 7 Cincinnati Bengals (2-9-1)

Houston Texans (4-8) 20 x 26 Indianapolis Colts (8-4)

Minnesota Vikings (6-6) 27 x 24 Jacksonville Jaguars (1-11)

Para iniciar as atividades, o Quinto Quarto Expresso 219…

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top