NFL

Scramble semana 10 da temporada 2019 da NFL: fechando com um Monday Night Football épico

 

Pete Carroll e Russell Wilson comemoram vitória do Seattle Seahawks sobre o San Francisco 49ers

(Crédito: Twitter/reprodução)

A semana 10 já está aqui. E não adianta ficar mal porque não vamos voltar no tempo. Então o jeito é absorver o máximo possível da NFL e nós do Quinto Quarto te ajudamos com isso.

Perdeu o Monday Night Football? Lamentamos porque foi ANIMAL! Mas a gente conta como foi…

San Francisco 49ers (8-1) 24 x 27 Seattle Seahawks (8-2)

– Eu, sinceramente, não sei nem o que escrever depois desse Monday Night Football ÉPICO! Em um jogo com direito a prorrogação, o Seattle Seahawks quebrou a invencibilidade do San Francisco 49ers em pleno Levi’s Stadium.

– Foi um jogo com direito a tudo. Niners abriram 10 a 0 no primeiro quarto, Seahawks reagiram no segundo e foram ao vestiário perdendo por 10 a 7. No terceiro quarto, dois TDs de Seattle deixaram os visitantes com 21 a 10, mas o último quarto teve quatro pontuações ao todo, incluindo um FG de cada lado, para levar para a prorrogação.

– No tempo extra, cara ou coroa deu a bola para os Seahawks, Russell Wilson começou destruindo e foi interceptado. O kicker Chase McLaughlin, dos Niners, então errou o FG que daria a vitória. E, após punts, Seattle teve uma posse de bola no final do jogo e chutou o FG de 42 jardas com Jason Myers para vencer (não sem antes o K ser congelado na primeira tentativa por um timeout dos Niners).

– Russell Wilson vem jogando UMA BOLA que é inacreditável. OK, ele lançou uma INT em um momento decisivo, mas ainda assim é um jogador mega decisivo. O futuro MVP da temporada 2019 da NFL (estou cravando) acertou 24 passes de 34 para 232 jardas, um touchdown e uma interceptação e correu seis vezes para 53 jardas. Ele ainda cometeu um fumble.

– Do lado dos Niners, Jimmy Garoppolo começou jogando o fino da bola, mas depois despencou de um penhasco. Acertou 24 passes de 46 para 248 jardas, um TD e uma INT.

– Defensivamente, ninguém me impressionou mais do que Jadeveon Clowney. O pass rusher dos Seahawks foi monstruoso, somou um dos cinco sacks de Seattle, deu cinco pancadas no QB e ainda retornou um fumble para TD. Os offensive linemen parecem de papelão com ele jogando.

– Consideração final: QUE JOGO FOI ESSE?

Perdeu o Sunday Night Football? O que seria da sua vida sem o QQ…

Dallas Cowboys (5-4) 24 x 28 Minnesota Vikings (7-3)

– O Dallas Cowboys é, disparado, um dos times mais imprevisíveis da NFL, a meu ver. Quando você acha que eles vão ganhar, eles tropeçam. Quando você não dá nada, eles ganham. O Sunday Night Football desta noite foi o primeiro caso.

– Os Cowboys saíram perdendo por 14 a 0 no primeiro quarto, mas reagiram no segundo quarto, empataram o jogo e ainda cederem um FG para irem para o vestiário perdendo por 17 a 14.

– No começo do terceiro quarto, os Vikings buscaram mais um FG, mas os Cowboys viraram para 21 a 20. Isso apenas para cederem mais um TD com conversão para dois ainda no penúltimo período. Perdendo por 28 a 21, Dallas teve que ir com tudo no último quarto, mas apenas fizeram um FG no último período. Teve uma campanha promissora, que terminou em turnover on downs, e uma hail mary que acabou sendo interceptada no estouro do cronômetro.

– O destaque dos Vikings foi Dalvin Cook, que fez uma partida espetacular, correndo 25 vezes para 100 jardas e um touchdown, além de fazer sete recepções para 86 jardas. O quarterback Kirk Cousins fez enfim um bom jogo em horário nobre e fechou com 23 passes de 32 para 220 jardas e dois touchdowns.

– Do lado dos Cowboys, o melhor foi Amari Cooper. O wide receiver fez 11 recepções para 147 jardas e dois touchdowns, incluindo um monstruoso com a ponta dos pés. Dak Prescott também não foi mal no geral e acertou 28 passes de 46 para 397 jardas, três touchdowns e uma interceptação.

– A diferença de jardas corridas pesou (e muito): foram 153 dos Vikings contra apenas 50 jardas dos Cowboys. Ezekiel Elliott foi nulo do lado de Dallas, produzindo apenas 47 jardas em 10 carregadas (média pífia de 2,4 jardas por corrida).

– O play-calling dos Cowboys peca (e muito) nas horas decisivas. As chamadas no final da penúltima campanha ofensiva foram horrorosas. Sério, eu tenho pena do torcedor da franquia texana nessas horas.

– O melhor ato dos Cowboys na noite foi mesmo é no pré-jogo…

 

Ver essa foto no Instagram

 

Introducing…”The Dak!”

Uma publicação compartilhada por NFL (@nfl) em

Continua perdendo os jogos do domingo da NFL? Sem problemas

Green Bay Packers (8-2) 24 x 16 Carolina Panthers (5-4)

Pittsburgh Steelers (5-4) 17 x 12 Los Angeles Rams (5-4)

Indianapolis Colts (5-4) 12 x 16 Miami Dolphins (2-7)

6 – O Green Bay Packers se recuperou da derrota para os Chargers batendo os Panthers com 3 TDs de Aaron Jones. Com 14 TDs na temporada ele realmente quer ser o Aaron de destaque no ataque dos Packers. O tal de Rodgers teve 233 jardas, 0 TDs mas 0 INTs.

7 – Minkah Fitzpatrick e seus colegas fizeram os Steelers voltarem a ser um time de defesa, limitando os Rams a 12 pontos e nenhum TD do ataque. Foram 4 turnovers dos Rams, que realmente tem que se preocupar com a temporada indo para o vinagre.

Perdeu os primeiros jogos do domingo da NFL? Sem problemas

Chicago Bears (4-5) 20 x 13 Detroit Lions (3-5-1)

Cincinnati Bengals (4-5) 13 x 49 Baltimore Ravens (7-2)

Cleveland Browns (3-6) 19 x 16 Buffalo Bills (6-3)

Tennessee Titans (5-5) 35 x 32 Kansas City Chiefs (6-4)

New Orleans Saints (7-2) 9 x 26 Atlanta Falcons (2-7)

New York Jets (2-7) 34 x 27 New York Giants (2-8)

Tampa Bay Buccaneers (3-6) 30 x 27 Arizona Cardinals (3-6-1)

1 – Como eu (Miguel) e o Bruno (torcedores dos Saints) dissemos, achávamos que a defesa dos Falcons subiria a intensidade depois de semanas passando vergonha. Por isso uma das apostas do podcast foi Saints -33,5 pontos. Mas disso para 9 pontos em casa e Drew Brees levando 6 sacks existe uma grande diferença. Os Falcons estão 2-7, então não tem como falar olho neles ou algo do tipo, mas foi uma atuação que merece parabéns ao time e Dan Quinn.

Confira o nosso podcast sobre a semana 10 com palpites e a sua participação, nosso querido (a) seguidor (a)/leitor (a)/ouvinte.

O QUE? VOCÊ NÃO PARTICIPOU? Então fica esperto aí, se inscreve no nosso canal do YouTube e começa a nos seguir no Instagram. E confere também nosso perfil no Twitter, onde vamos falar dos jogos, dar pitacos, opiniões e retwittar vídeos de lances e coisas sensacionais, como gatos invasores.

2 – Sim, foi contra os Bengals. Mas não se faz isso com jogadores profissionais na NFL.

Lamar Jackson errou apenas dois passes (15 de 17), teve 233 jardas aéreas e 3 TDs, 65 corridas e um TD e vitórias contra Seahawks em Seattle e os Patriots. Ou seja, tem que ser respeitado como candidato a MVP.

3 – Mitch Trubisky teve sua melhor partida na temporada. Quando todo mundo já tinha abandonado o barco, ele jogou a âncora fora e navegou um pouquinho. Foram 3 TDs, um deles em belo passe para Ben Braunecker, TE de Harvard. O que essa informação tem a ver? Nada. Mas o que importa é que os Bears mostraram um pouco de fibra contra um rival de divisão sem o seu QB titular.

4 – Vamos falar dos Titans no podcast, pode deixar!! Agora queremos falar um pouquinho dos Chiefs: a divisão ainda não está sob tremendo perigo, mas com a derrota de hoje, a quarta na temporada, o time pode não só não ter mando de campo nas decisões da AFC como ainda ter que jogar no wild card round. A derrota de hoje é um verdadeiro golpe.

5 – Os Browns finalmente voltaram a vencer, mesmo com novas gafes de Freddie Kitchens e ainda mostrando debilidades. O que não é débil: Nick Chubb precisa ser o protagonista desse ataque, pelo menos por enquanto. Sim, tem Jarvis Landry e Odell Beckham Jr., mas a linha e Baker não estão segurando as pontas e não são ajudados pelo play calling. Botar a bola na mão de Chubb (116 jardas hoje) e explorar play action e algumas trick plays é o jeito.

Perdeu o Thursday Night Football? Nós te ajudamos

Oakland Raiders (5-4) 26 x 24 Los Angeles Chargers (4-6)

1 – Quantas vezes já vimos o mesmo jogo dos Chargers? Philip Rivers e o time entraram com sono, o QB foi pressionado pela defesa dos Raiders e logo sofreu duas interceptações de Erik Harris, uma delas retornada para touchdown.

2 – Mas aos poucos os Chargers foram se recuperando, com Melvin Gordon pela segunda semana seguida fazendo fumaça. Ele teve um TD e mais de 90 jardas só no primeiro tempo. Rivers teve maior tranquilidade no pocket. O jogo foi 17 a 14 para os Raiders no intervalo.

3 – No segundo tempo as duas defesas até cederam jogadas, mas impediram touchdowns. Daniel Carlson acertou um field goal de 22 jardas, Michael Badgley de 27 e precisou uma longa campanha, de mais de 8 minutos e várias faltas dos indisciplinados Raiders para Rivers achar Austin Ekeler para o TD que virou o jogo para 24 a 20. Mas nós avisamos que isso fazia parte do roteiro.

 

 

4- Com quatro minutos no relógio os Raiders avançaram de forma tranquila, de passe curto em passe curto e com o calouro Josh Jacobs aprontando das suas. Ele explodiu pelo meio da linha e fez um TD de 18 jardas para virar o placar. Carlson errou o extra point e deixou a porta entreaberta para os Chargers, mas não só eles não aproveitaram como passaram vergonha. Rivers errou passes nas quatro descidas, teve uma falta que foi first down automático e errou mais quatro passes. Vitória dos Raiders. E os Chargers mais uma vez fizeram das suas.

Comments
To Top