NFL

Scramble #2: Patriots vencem Steelers em jogo polêmico, Rams atropelam Seahawks e mais

Tom Brady Patriots

Crédito: Instagram/reprodução

Pittsburgh Steelers (11-3) 24 x 27 New England Patriots (11-3)

O cara do jogo:  Rob Gronkowski (9 recepções para 168 jardas)

A partida esteve longe de ser boa dos Patriots. E no fim teve um lance que o torcedor dos Steelers vai reclamar muito nesta semana. No fim, no duelo entre as duas maiores forças da AFC, New England venceu na casa do adversário e chegou as mesmas 11 vitórias do rival. Rob Gronkowski foi o destaque para os Patriots por causa do último drive, com três recepções importantes e ainda sendo o recebedor na conversão de dois pontos que se provou ser vital.

Pressionado a tarde inteira, Tom Brady não teve bom jogo, sofrendo ainda uma interceptação que logo foi aproveitada pelos Steelers para abrir oito pontos. Se Ben Roethlisberger não podia aproveitar Antonio Brown, que saiu no primeiro tempo lesionado, Le’Veon Bell foi uma arma espetacular com 117 jardas corridas e mais 48 jardas carregadas. Porém, após ter forçado apenas um field goal dos Pats em uma campanha no último período, Big Ben não conseguiu a primeira descida e a bola teve que ser devolvida para os visitantes.

E Brady ainda deu um susto nos torcedores, passando mal uma bola que por muito pouco não foi interceptada por Sean Davis. Parecendo motivado pelo perigo, ele conduziu uma campanha achando Gronk sempre desmarcado até a red zone. Dion Lewis acabou entrando para o touchdown e Gronkowski converteu os dois pontos.

Porém, a defesa fez bobagem e em uma rota curta de JuJu Smith-Schuster, o recebedor quebrou vários tackles e chegou na linha de 10 jardas, ganhando 69 jardas. Pelo menos o empate estava praticamente garantido. Só que os Steelers tentaram mais e Jesse James, sozinho, recebeu a bola, caiu no chão e como não recebeu contato, se esticou para o touchdown, marcado no campo. Entretanto, a revisão mostrou que a bola se moveu quando James deu a esticada e bateu a mão no chão e os árbitros sacramentaram o passe como incompleto.

Com ainda segundos no relógio, Ben acertou um passe curto para Darrius Heyward-Bey que não parou o relógio, impedindo a entrada do time de especialistas. E afobado, foi para a linha e tentou outro passe, que foi desviado por Eric Rowe e interceptado por Duron Harmon. Mais uma vez os Patriots ganham com uma interceptação na end zone e a regra da recepção novamente será lida e relida e questionada.

Seattle Seahawks (8-6) 7 x 42 Los Angeles Rams (10-4)

O cara do jogo: Todd Gurley (22 corridas para 152 jardas e 3 TDs, mais 3 recepções para 28 jardas e 1 TD)

O jogo de hoje era um duelo decisivo para a NFC West. Se os Seahawks ganhassem, empatariam no número de vitórias com os Rams com duas semanas pela frente. Só que o Los Angeles Rams simplesmente atropelou o bicho papão da divisão, com Todd Gurley como motorista do caminhão. Só no primeiro tempo Gurley correu para 144 jardas.

E assim os Rams foram para o intervalo com 33 pontos: controlando completamente a linha de scrimmage e fazendo a vida de Russell Wilson um inferno, com sete sacks sofridos, um safety ao fazer um intentional grounding na end zone e até um passe para trás que causou uma perda de 26 jardas. O zero só foi tirado no terceiro quarto com um TD de Luke Willson. Jared Goff com apenas 21 passes no jogo até foi poupado no fim.

Agora os Rams só precisam de uma vitória nos dois últimos jogos para conquistar a divisão, algo que não acontece desde 2003, quando o time jogava em St. Louis.

 

San Francisco 49ers (4-10) 25 x 23 Tennessee Titans (8-6)

O cara do jogo: Jimmy Garoppolo (31 de 42, 381 jardas e 1 TD)

Os torcedores dos 49ers podem continuar na empolgação com Jimmy Garoppolo. Depois dos Niners perderem uma vantagem de 16 a 3, a equipe voltou a e conseguiu a virada decisiva, com Robbie Gould acertando field goals de 50, 48 e 45 jardas nos últimos 10 minutos de jogo, sendo o final com o cronômetro zerado e para a vitória.

Garoppolo teve seu recorde em jardas com 381, mas viu no segundo tempo os Titans dominarem as ações e Rishard Matthews, após passe de Marcus Mariota, deixou o time da AFC à frente no placar no último período. Mas com a troca de field goals – Ryan Succop acertou um de 50 jardas com um minuto para o fim -, a batalha durou até o último segundo, literalmente. Garoppolo permitiu a entrada de Gould e o kicker deu a vitória, a terceira seguida da equipe em uma temporada de reconstrução.

 

Comments
To Top