NFL

Scramble #1: Vikings batem Falcons, Patriots vencem Bills, Garoppolo começa com vitória e mais

Kyle Rudolph Vikings

Crédito: Instagram/reprodução

Atlanta Falcons (7-5) 9 x 14 Minnesota Vikings (10-2)

O cara do jogo: Case Keenum (25/30, 227 jardas e 2 TDs)

O Minnesota Vikings conseguiu sua oitava vitória seguida e esta foi a mais viking possível: fora de casa, parando um ataque que tinha pegado ritmo nas últimas semanas e com uma campanha longa que matou relógio e terminou com TD no último quarto. Com esse triunfo, os Vikings complicaram a vida dos Falcons, que agora ficam duas vitórias atrás de Panthers e Saints, que se enfrentam hoje.

Os Falcons conseguiram ficar à frente no terceiro quarto, com o terceiro field goal do dia de Matt Bryant, o único jogador do time que pontuou. Mas Case Keenum, que já tinha um passe para TD para Jerrick McKinnon, liderou uma campanha de mais de oito minutos e três conversões de terceira descida que terminou achando o tight end Kyle Rudolph na end zone. Matt Ryan teve apenas 173 jardas e Julio Jones, depois de um jogo de 253 jardas, teve míseras 24. E assim os Vikings continuam dominantes no Norte da NFC.

Buffalo Bills (6-6) 3 x 23 New England Patriots (10-2)

O cara do jogo: Rex Burkhead (12 corridas para 78 jardas e 2 TDs mais 25 jardas em três recepções)

Tom Brady não teve seu jogo mais brilhante na carreira, mas foi o quarto quarterback a chegar a 65 mil jardas na história da NFL e ainda venceu o Buffalo Bills pela 27ª vez, estabelecendo um recorde na história da liga de vitórias contra um mesmo time. O camisa 12 dessa vez não teve passe para touchdown e viu o ataque terrestre assumir a responsabilidade.

Rex Burkhead entrou duas vezes na end zone e Dion Lewis teve 92 jardas na vitória tranquila contra os Bills, que não só falhou ofensivamente a tarde inteira como viu Tyrod Taylor se machucar no início do quarto período. Nathan Peterman entrou no lugar e não comprometeu. Brady ainda foi interceptado e Rob Gronkowski deu um golpe sujo em Tre'Davious White, começando uma confusão. Apesar desses percalços, o que importa para os Patriots são as oito vitórias seguidas e mais um ano de dominância na AFC East.

Chicago Bears (3-9) 14 x 15 San Francisco 49ers (2-10)

O cara do jogo: Robbie Gould (5 field goals certos – 33, 28, 35, 34 e 24 jardas, inclusive o da vitória )

Robbie Gould conhece bem o Soldier Field, já que jogou no Chicago Bears por anos, e agora com o uniforme do San Francisco 49ers deu a vitória ao time californiano fazendo todos os pontos do time na estreia de Jimmy Garoppolo como titular. A notícia triste do jogo foi a saída de Cairo Santos lesionado, pelo que parece ter sido na região da virilha, que já o tinha afastado de diversos jogos nesta temporada e o fez ser cortado do Kansas City Chiefs.

Garoppolo teve 172 jardas só no primeiro tempo, mas o ataque cometeu seis faltas e o time não decolou na pontuação. Quem decolou foi Tarik Cohen, que conseguiu um retorno de punt de 61 jardas que colocou o time à frente por 14 a 6 no jogo. Mas Garoppolo conseguiu liderar campanhas que se não terminaram em TD, renderam pontos, incluindo a última delas. Em uma terceira descida, o jovem QB conseguiu um passe que rendeu 33 jardas e colocou Gould em fácil posição posteriormente para um field goal de 24 jardas que decidiu o jogo.

 

Tennessee Titans (8-4) 24 x 13 Houston Texans (4-8)

O cara do jogo: Derrick Henry (11 carregadas para 109 jardas e 1 TD)

O Houston Texans deu mais sufoco que o esperado aos Titans, abrindo 10 pontos de vantagem logo de cara e Tom Savage com 365 jardas aéreas. Mas as lesões novamente ferraram com a vida da equipe de Houston, perdendo 4 jogadores de ataque por lesões durante a partida e uma interceptação de Savage fez os Titans voltarem a campo e Derrick Henry ter um TD de 75 jardas logo depois.

Marcus Mariota conseguiu um TD passando para Delanie Walker e outro corrido em uma tarde com apenas 150 jardas aéreas mas de pura eficiência. A defesa ainda conseguiu outra interceptação em Savage no fim do jogo, na end zone, para afastar qualquer possibilidade de reação. Os Titans venceram a sexta partida em sete disputadas e mesmo sem convencer 100%, é o líder da AFC South já que tem quatro vitórias e apenas uma derrota em duelos contra times de sua divisão.

 

Jacksonville Jaguars (8-4) 30 x 10 Indianapolis Colts (3-9)

O cara do jogo: Blake Bortles (26/35 nos passes, 309 jardas e dois touchdowns)

Os Jaguars são uma verdadeira surpresa, não só pela ótima campanha, mas também pela ousadia dentro de campo. Pela terceira vez na temporada, o time fingiu um punt, mas foi para o passe e conseguiu conquistar uma quarta descida crucial. Brad Nortman, o punter da equipe, acertou um passe de 29 jardas que, após alguns passes de Bortles, acabou culminando no primeiro TD dos Jaguars.

Se o ataque dos Jaguars fez bonito, a defesa, mais uma vez, foi quase perfeita. Não fosse o touchdown de 40 jardas para T.Y. Hilton lançado por Jacoby Brissett, poderíamos afirmar que a defesa dos Jaguars dominou completamente as ações ofensivas dos Colts. Frank Gore não foi muito produtivo, correndo para 61 jardas. Contudo, essas jardas foram suficientes para que o veterano, de 34 anos, assumisse o posto de quinto maior corredor da história da NFL. Gore soma 13.697 jardas em 13 temporadas na liga. Um destaque positivo em uma temporada péssima dos Colts.

Green Bay Packers 26 x 20 Tampa Bay Buccaneers (4-8) (6-6) – Prorrogação

O cara do jogo: Jamaal Williams (113 jardas corridas e um TD)

Com chances de playoffs ainda, os Packers precisaram de uma prorrogação para bater os Bucs. Mason Crosby acertou um field goal de 22 jardas nos minutos finais do quarto período e Aaron Jones, em sua única carregada do jogo, selou a vitória com uma corrida de 20 jardas. Ainda sem Aaron Rodgers, os Packers, mais uma vez, foram de Brett Hundley. O QB reserva não conseguiu carregar sua equipe com passes (apenas 13 certos de 22 tentados), foi interceptado uma vez e só somou 84 jardas aéreas. Não fosse as carregadas de Jamaal Williams e o fumble retornado para TD pelo defensive end Dean Lowry, a franquia de Green Bay poderia ter dado adeus à pós-temporada.

Os Bucs, claro, não têm nada ou pouco para comemorar. O retorno de Jameis Winston foi um alento para a equipe. Winston passou para dois TDs, mas sofreu o fumble que resultou no TD de Lowry, além de sete sacks; algo nada bom para quem está retornando de uma contusão no ombro.

Baltimore Ravens (7-5) 44 x 20 Detroit Lions (6-6)

O cara do jogo: Alex Collins (15 carregadas para 75 jardas e dois touchdowns)

Ainda sonhando com playoffs, o Baltimore Ravens finalmente contou com o apoio maciço do seu ataque nesta temporada. Joe Flacco (23/36 para 269 jardas e dois touchdowns) liderou sua equipe para uma vitória parcial de 20 a 0 no intervalo. Mike Wallace foi o principal recebedor com 116 jardas aéreas e Alex Collins foi o destaque da partida. Apesar da terceira vitória consecutiva, o cornerback Jimmy Smith lesionou o tendão de Aquiles e não deve jogar mais nessa temporada. Com três turnovers, o time de Maryland se mantém como o melhor no quesito, com 26 turnovers forçados na temporada.

Do lado dos Lions, que anotaram três touchdowns no jogo, Matthew Stafford (24/29 para 292 jardas, um TD, uma interceptação e um fumble) bateu o recorde da franquia de Michigan ao completar 20 passes consecutivos na segunda metade. No entanto, ele deixou o jogo no final do último quarto com uma lesão na mão. O kicker Matt Prater perdeu um chute de 43 jardas e uma conversão de extra point.

New York Jets (5-7) 38 x 31 Kansas City Chiefs (6-6)

O Cara do jogo: Josh McCown (26/36 para 331 jardas e um touchdown, além de dois TDs corridos)

Em uma partida selvagem, o New York Jets provou que o Kansas City Chiefs do começo da temporada não existe mais. Depois de ficar duas vezes atrás do placar na primeira etapa, os mandantes buscaram a virada na sua última posse de bola antes do intervalo e foram para o vestiário vencendo por 21 a 17. A franquia do Missouri voltou a assumir a liderança no último quarto, mas Josh McCown liderou o ataque em uma campanha de quase sete minutos que resultou no touchdown da vitória com conversão de dois pontos a pouco mais de dois minutos para o final do jogo.

Com a ajuda de um ataque terrestre que somou 157 jardas, Josh McCown foi a grande estrela do jogo. Jermaine Kearse e Robby Anderson receberam para 157 e 107 jardas respectivamente. No outro lado, Harrison Butker perdeu um field goal de 38 jardas e Alex Smith foi 19/33 para 366 jardas e quatro touchdowns.

Miami Dolphins (5-7) 35 x 9 Denver Broncos (3-9)

O Cara do jogo: Xavien Howard (um tackle e duas interecptações, sendo um pick six)

A defesa do Miami Dolphins brilhou para conseguir encerrar uma sequência de cinco derrotas consecutivas. Xavien Howard fez duas das três interceptações dos mandantes, que limitaram os Broncos a uma conversão em 13 terceiras descidas e ainda, pela primeira vez na história da franquia, anotaram dois safeties. Kenyan Drake correu para 120 jardas e um touchdown, enquanto o quarterback Jay Cutler (18/31 para 235 jardas, dois TDs e duas interceptações) fez uma partida razoável. Com 98 jardas recebidas em 13 fezes que foi o alvo, Kenny Stills foi o principal recebedor do jogo.

No outro lado, o head coach Vance Joseph viu seu ex-chefe Adam Gase não ter piedade e a equipe do Colorado chegou a sua oitava derrota consecutiva, o que representa a pior sequência da franquia nos últimos 50 anos. Trevor Siemian foi interceptado três vezes e foi apenas 19/41 para 200 jardas.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

To Top